sábado, 28 de março de 2020
Início » Região » Por dívida com o tráfico, homem é seqüestrado em Bocaina.

Por dívida com o tráfico, homem é seqüestrado em Bocaina.

Gravatar
31/07/2010 às 16h24
J.H. Teixeira

Dívida com traficantes de drogas. Este pode ter isso o motivo para que um homem de Bocaina, de 33 anos, iniciais P.S.M. ,fosse mantido por 15 horas no cativeiro, em uma casa em Jaú, no Jardim Maria Luiza IV. O seqüestro teria começado na tarde de quinta-feira, na residência de vítima, onde apareceu um tal de “Dú” (E.J.N.), de 29 anos, de Jaú, para cobrar divida referente a três meses de fornecimento de droga.
Na cobrança da tal dívida, o Dú acabaou convencendo P. a acompanhá-lo em seu próprio veículo até Jaú. Ali, o homem de Bocaina foi levado até uma casa na rua Júlio Antonio de Matos, no Jardim Maria Luiza IV, onde foi informado que estava sendo seqüestrado e que só seria libertado quando pagasse a divida. Os seqüestradores pediram R$ 9 mil para libertá-lo, mas não se sabe se todo esse valor era a dívida de drogas.
À noite, na quinta-feira, P. telefonou para o seu pai em Bocaina dizendo que havia sido seqüestrado e que os seqüestradores queriam R$ 9 mil para libertá-lo. Durante a noite o pai tentou várias vezes contato com o filho mas não conseguiu porque seu celular estava ocupado ou fora de área. Às 2h da madrugada de sexta-feira o pai resolveu comunicar a Polícia em Bocaina, que orientou-o a aguarda um novo contato do filho ou dos seqüestradores.
Por volta de 8h de sexta-feira o filho ligou novamente e o pai disse que tinha conseguido parte do dinheiro exigido e que poderiam ir buscá-lo em sua residência. Novamente a Polícia foi acionada e ficou vigiando a casa par prender os acusados. Às 11h30, P. chegou à sua casa acompanhado de Dú e da mãe deste. Os dois foram detidos e levados à Delegacia de Polícia em Bocaina.
Com o apoio da Força Tática de Jaú, os policiais militares de Bocaina levaram a vítima até Jaú para que esta indicasse o local do cativeiro. Na casa, no Jardim Maria Luiza IV, os policiais detiveram C.A.M.P., de 27 anos, o “Carlinhos”, morador do local, além de outros dois homens, uma mulher e um adolescente. Na casa que serviu de cativeiro os policiais apreenderam papelotes de cocaína e de maconha, além de 55 pedras de crack.
O delegado de Bocaina, Gustavo Alonso Garmes, autuou Dú por suposto crime de extorsão mediante seqüestro e Carlinhos foi autuado por tráfico de drogas. Os dois foram levados à cadeia de Barra Bonita. Os demais foram liberados por falta de provas de envolvimento nos crimes.
 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados