sexta, 15 de dezembro de 2017
Início » Região » Prefeito pode rever redução de auxílio-transporte

Prefeito pode rever redução de auxílio-transporte

A proposta de reduzir a subvenção gerou mobilização de estudantes e prefeito diz que poderá rever a medida.

Gravatar
11/06/2016 às 09h57
O prefeito Soave, em primeiro plano, com estudantes e presidente da Câmara

O prefeito Soave, em primeiro plano, com estudantes e presidente da Câmara | Antonio L. Teixeira

Um decreto do prefeito de Bocaina, José Carlos Soave (PSB) provocou uma mobilização de estudantes da cidade e proprietários de vans de fretamento na tarde desta sexta-feira  (10/6). O decreto  está reduzindo a subvenção dada pelo município aos estudantes que fazem cursos, especialmente os universitários, em cidades próximas e fretam as vans para viajar diariamente de Bocaina às escolas e vice-versa.  Houve uma manifestação com cerca de 40 a 50 pessoas em frente do prédio da Prefeitura e , em seguida, o prefeito recebeu um grupo de cerca de 20 desses manifestantes. Disse que poderá rever  a redução  do subsídio desde que consiga atender algumas condições.

Soave explicou aos que estavam em seu gabinete que teve que decretar a redução do  auxílio-transporte por conta da crise geral , que afeta o país e que tem provocado sensível  queda de arrecadação às prefeituras.  Ele quer reduzir  a subvenção dos atuais R$ 290,00 para R$ 180,00 aos que viajam para Araraquara; de R$ 350,00 para R$ 220,00 aos que vão para Bauru e, de R$ 160,00 para R$ 100,00 para aqueles que se deslocam até Jaú.

Diante das alegações dos estudantes de que não poderiam arcar com a diferença no custo mensal do transporte, o prefeito Soave disse que poderá rever a medida caso sejam alteradas duas situações que podem proporcionar certa economia ao município.  Uma delas é a extinção do fundo de aposentadoria, que foi  incorporado ao funcionalismo municipal  e que não deveria ser pago. Caso seja extinto, haverá uma economia de R$ 37 mil mensais, que poderia ser repassada ao auxílio-transporte. Outra medida seria cortar o benefício daqueles estudantes que viajam para outra cidade, principalmente Jaú, para frequentar cursos que são oferecidos em  Bocaina.

Outra  reunião foi  marcada para segunda-feira (13)  para aprofundar essa discussão, incluindo a presença dos três vereadores que estavam no encontro desta sexta-feira, que são o presidente da Câmara, Adriano Baroni, o José Carlos Tirollo Junior  e Edinho Valério, além de outros que queiram participar. É que as  medidas  a serem adotadas precisam de apoio da Câmara.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados