quarta, 26 de fevereiro de 2020
Início » Política » Franceschi diz que pizzada dos alunos foi armação política

Franceschi diz que pizzada dos alunos foi armação política

Gravatar
02/08/2011 às 20h38
J.H. Teixeira

O prefeito Osvaldo Franceschi Junior (PV) minimizou a manifestação feita por estudantes na tarde de segunda-feira (1/8), quando distribuiram pizzas no saguão da Prefeitura, em frente à Câmara, pela rejeição da Comissão Processante contra ele. O prefeito disse também que os vereadores agiram com justiça ao rejeitarem, por oito votos contra três, a instauração da comissão.

"Primeiro que foramn 15 estudantes, não passou disso. E foi armado, a gente sabe. Algumas pessoas com atividades políticas encabeçaram esse manifesto. Não tenho dúvida disso. É movimeno democrático, aceito, mas estou muito tranquilo. Não interferi em nada. Na semana que seria votada a processante eu não estava aqui. Não devo nada. Foram problemas administrativos, não teve dolo. E isso foi provado.", disse Franceschi.

De fato, a manifestação teve a presença de cerca de 20 estudantes da Fatec. No saguão da Prefeitura compareceram mais umas 40, totalizando em torno de 60 participantes. No dia da votação do pedido de criação da Comissão Processante o prefeito estava viajando, em férias de 10 dias.

Franceschi considerou que os estudantes "fizeram uma brincadeira", mas que tiveram respeito. Lembrou também que a própria CEI que pediu a Comissão Processante teve vários problemas no seu curso. "Foram vários erros, denúncia de esquema na própria CEI", disse o prefeito.

No dia 25 de julho os vereadores votaram o projeto de resolução da CEI dos Atos Secretos que pedia a instauração da CP. Eram necessários oito votos para aprovar a criação da comissão, mas só três vereadores votaram a favor: Carlos Alexandre Ramos (PT), Fernando Frederico de Almeida Junior (PV) e José Aparecido Segura Ruiz (PTB). A CEI, em seu relatório concluiu que houve infração político-administrativa do prefeito ao retardar a publicação de atos oficiais.
 

5 Comentários(Deixe o seu)

  • Claudia Bonfim

    Tá, vai pensando!!!Não consegue ver além do umbigo.

  • Fernando José

    sinceramente, não entendo a dificuldade do prefeito e seus capachos em aceitar que existem pessoas que pensam por sí próprias, e que diferentemente das pessoas pagas pra sentar na câmara com uma faixa escrito:"deixa o homem trabalhar" e outra "inocentes úteis", existem jovens universitários, com pensamento crítico, e que sem receber nada mas sim vendo a situação sucateada de nossa cidade decidem se manifestar contra tudo isso. Sobre a quantidade de pessoas, tinham 20 caixas de pizza, cada estudante pegou uma e sobraram uns 15 sem nada mão, tentar minimizar o movimento não quer dizer nada, quem não tem resposta para a acusação tenta desmoralizar o acusador, isso é fato!!!

  • Fernando José

    sobre não ter dolo, é mais que lógico o dolo no caso dos atos secretos, basta ter conhecimento de causa pra saber, a maioria dos decretos que tiveram sua publicação retardada eram referentes a remanejamento de verbas, ele estourou o limite de remanejamento, e se tivesse publicado esses decretos no ano passado o tribunal de contas e a propria camara não teriam aprovado a prestação de contas no final do ano,ele fez de propósito para driblar a fiscalização, ninguem aqui é trouxa a gente pensa sabe...

  • Andre Martins

    É prefeito sua batata esta assando pois o povo tem idéias próprias e esta insatisfeito com essa porcaria de governo que você realiza, e tomara que você não seja eleito nem pra sindico de hotel!!!!!!!!!!!!

  • Josiane Tofanelo

    Nossa cidade tem estudantes que pro seu mal prefeito tem dicernimento, não precisamos de pessoas pra encabeçar as calsas que acreditamos, acreditamos na justiça e principalmente nos eleitores.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados