sábado, 22 de fevereiro de 2020
Início » Política » Desviado dinheiro da Câmara de Jaú. Funcionário é demitido.

Desviado dinheiro da Câmara de Jaú. Funcionário é demitido.

Gravatar
01/06/2011 às 23h02
J.H. Teixeira

Escândalo na Câmara de Jaú! Foi descoberto um desvio de dinheiro do Legislativo quando o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo requisitou documentos para auditar as contas do ano de 2010. O valor desviado? Ainda não está perfeitamente claro. Há quem fale em R$ 13 mil e outros que dizem que o rombo teria sido bem maior, perto de R$ 50 mil. Um funcionário, Edson Aleixo, ex-cunhado do presidente da Câmara, Carlos Alberto Lampião Bigliassi Magon (PV),  foi demitido.

O advogado da Câmara, Rogério Piccino Braga, revelou que um cheque foi compensado no mesmo dia da sua emissão pelo Legislativo mas não foi para a conta da Prefeitura, como deveria ter acontecido. Foi no final do ano passado, quando a Câmara devolveu à Prefeitura as sobras dos recursos a ela repassados durante o ano pelo Executivo. Essa sobra é devolvida em dois cheques: um com o valor maior, corresponde ao valor que efetivamente sobrou do orçamento:; o outro, o que foi desviado, era referente ao rendimento de aplicação financeira feita pelo Legislativo.

Foi aberta uma comissão de sindicância na Câmara para apurar o caso, bem como registrado boletim de ocorrência na Polícia Civil, na Delegacia Seccional de Polícia. Essas providências foram tomadas pelo atual e pelo ex-presidente do Legislativo, Lampião  e Paulo de Tarso Nuñes Chiode, respectivamente, acompanhados do diretor da Casa, Luiz Carlos Ramos Furlaneto e do gerente jurídico, Piccino Braga.

De acordo com Piccino, o cheque em questão foi depositado em uma conta particular. Agora, segundo ele, tanto o titular dessa conta como o próprio banco, por ter aceitado o endosso em cheque que fora emitido nominal à Prefeitura, "podem ser acionados judicialmente para ressarcir o valor". Embora tenha sido demitido o funcionário comissionado Edson Aleixo, não foi informado por ninguém ainda em que conta o cheque foi depositado, se na dele ou de outra pessoa. Foi demitido, segundo o presidente Lampião, porque estava em poder do cheque que deveria entregar na Secretaria de Finanças da Prefeitura.

O funcionário Edson Aleixo exercia cargo em comissão na Câmara, ou seja, foi contratado sem concurso, ainda na gestão do ex-presidente do Legislativo, Paulo de Tarso Nuñes Chiode (PV). O presidente Lampião disse sobre a demissão, sem citar o nome: "O que levou o cheque que era para ser entregue na Prefeitura foi demitido, porque não posso ter aqui alguém em que não dá para confiar". Lampião garante que nesses cinco meses em que está na presidência não há nenhuma irregularidade; "Vou pessoalmente ao banco, pagar as contas da Câmara e pegar extratos".
 

7 Comentários(Deixe o seu)

  • Andre Martins

    Essa pessoa que efetuou o desvio tem que ser jogada na cadeia pois lugar de bandido e ladrão é na cadeia!

  • Paulo Aquino

    A Cãmara roubada? É o rato mordendo a cobra mesmo rsrsrs

  • José Getulio Scandiuzi

    Estão comentando que quem o colocou lá na Câmara foi o ex-cunhado (Lampião) e o ex-presidente da Casa (Paulo De Tarso). Eles poderiam se explicar sobre isso?

  • João Roberto de Castro

    Isso é uma prova que deveria acabar com cargos comissionados, cargos de confiança, indicação, cargos prometidos em política e outras atitudes erradas que os vereadores fazem. Também quero ressaltar que deveria existir concurso público para qualquer função, inclusive para o cargo de vereador, com prova de capacidade técnica, assim evita pessoas que não sabem nada e que não tem experiência de exercer tais cargos, e graças a isso as secretárias, as autarquias não prosperam, e não dão resultados. Ratifico que em relação a esse episódio ocorrido na câmara de vereadores é lamentável e é mais um para aumentar a lista de fatos que nunca havia ocorrido em Jaú, em outras administrações.

  • Carmen

    Pois é prestei o ultimo concurso para a Câmara de Jaú, passei mais a minha pontuação não alcançou o número de vagas disponíveis. Talvez se TIRASSEM "TODOS" OS CONTRATADOS 'SEM CONCURSO", ou seja, OS CABIDES, que estão pendurados, tivessemos chance, "NÓS, OS QUE ESTUDAMOS, NOS LOCOMOVEMOS ATÉ O LUGAR DAS PROVAS,NUM DOMINGO DE MANHÃ E PAGAMOS PARA PRESTAR UM CONCURSO PÚBLICO.

  • Mauricio Silva

    Se o culpado foi punido,acho que quem indicou e quem endossou a indicação também deveriam ser punidos por esse crime.Isso que é punição exemplar e digna de quem quer transparencia e idoneidade.

  • Mauricio Silva

    PORQUE SUPRIMIRAM ESSE DESABAFO DO IRMÃO DO RONALDO RETT????ISSO É JORNALISMO OU O QUE??

    Antonio Celso Rett
    06/06/2011
    Bom, sou suspeito a falar, pois um dos demitidos era meu irmão, mas mesmo assim, não posso me calar nessa hora.
    A maioria das pessoas que não conhecem a fundo oque ocorreu,(não que eu saiba) estão achando a atitude do presidente da câmara como exemplo a ser seguido.
    Devemos nos lembrar que pessoas inocentes pais de família perderam o emprego. Pessoas como meu irmão que trabalhava na câmara a 19 anos, e se não foi demitido antes, mesmo com a passagem de várias adiministrações com pensamentos diferentes, viam nele uma pessoa honesta e competente.
    Agora, fica a dúvida, será que essas demissões não teriam sido uma queima de arquivo

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados