terça, 25 de fevereiro de 2020
Início » Política » Jaú e região cobram do governo mais segurança

Jaú e região cobram do governo mais segurança

Gravatar
30/03/2011 às 08h29

Galeria de Fotos

J.H.Teixeira - Fotos: Antonio L. Teixeira

Com a participação de vereadores de 15 cidades da região, a audiência pública realizada na noite desta terça-feira (29) para Câmara de Jaú para discutir a segurança nessas cidades, definiu uma pauta a ser apresentada em audiência ao governador do Estado Geraldo Alckmin. Os problemas são os mesmos em todas elas: falta de efetivo, falta de viaturas e, em conseqüência, o aumento da criminalidade.

O vereador Ronaldo Formigão (DEM), de Jaú, que organizou e presidiu o encontro, considerou-o bastante positivo. “Os problemas são praticamente os mesmos e isso deve ser no Estado interiro. É um alerta para o governador do Estado. Estamos oferecendo para ele as diretrizes para a área da segurança”, disse.

Para Jaú, conforme Formigão, se o efetivo de 190 policiais fosse completado, hoje a cidade tem 120, esses problemas seriam resolvidos. “A Polícia voltaria a fazer a sua função constitucional, que é atuar de forma ostensiva, preventiva e fardada. Hoje ela perdeu a sua finalidade e está somente atendendo ocorrências. Só age depois do crime consumado e não para prevenir. O Rádio Patrulhamento Padrão, que é a linha de frente, tem poucas viaturas em Jaú”, completou.

Policial militar da reserva, Odair Alvares Funes (PT), vereador em Macatuba, sugeriu que seja pedido ao governador a criação de escolas de emergência para a formação de novos soldados. “Não dá para esperar um ano e meio para a formação de um soldado”, disse. Segundo ele, as escolas de emergência, nos próprios batalhões no interior, formariam esse policial em seis meses.

Ricardo Prearo, presidente da Câmara de Bariri, defendeu a valorização da carreira dos policiais civis e militares. Ele também reivindicou uma base da Polícia Rodoviária na rodovia SP 304 (Deputado Leônidas Pacheco Ferreira), que liga Jaú-Bariri-Ibitinga.

Os presentes também defenderam que os prefeitos mandem ofícios ao governador Alckmin para reforçar as reivindicações apresentadas pelos vereadores e tiradas dessa audiência.

Participaram também representantes de outros segmentos, como sindicatos, associações de bairros e outros.

As principais reivindicacões a serem levadas ao Governo do Estado são:

-Classificação na região dos 34 policiais militares recém-formados e que fizeram o estágio por quatro meses no Batalhão de Jaú
-Maior celeridade no concurso para contratar policiais civis realizado em outubro de 2009
-Completar o efetivo de policiais civis de toda a região
-Completar o efetivo de policiais militares de toda a região
-Revisão da matriz organizacional fixando o número de policiais adequados para atender a cada cidade.
-Realizar concurso regionalizado para a contratação de policiais
-Substituição das viaturas obsoletas por novas
-Não fechamento de distritos policiais
-Instalação de base da Polícia Rodoviária na SP-304
-Melhor remuneração para os profissionais da segurança pública
 

Mais sobre: segurança pública

Um comentário(Deixe o seu)

  • Andre Martins

    Tomara que o pedido seja atendido mas com tantos escandalos que vem ocorrendo na politica de Jaú não sei se o Governador vai levar a Cidade de Jaú a sério,pois é escandalo em cima de escandalo com isso a cidade vai perdendo a pouca moral que ela tem e vai ficando cada vez mais pra traz.
    E com certeza uma das maiores carencias na cidade é a falta de segurança,é só acompahar os numeros de roubos de carros,assaltos a mão armada e principalmente o trafico de drogas que rola solto em Jaú.
    Quero também dizer que não adianta aumentar o efetivo e os policiais ficarem dentro do batalhão, tem que patrulhar as ruas principalente a noite onde ocorrem os maiores delitos.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados