domingo, 20 de agosto de 2017
Início » Política » Funcionários da Câmara tem reajuste de 10%

Funcionários da Câmara tem reajuste de 10%

Os funcionários da Prefeitura até agora tiveram reajuste zero, enquanto os do Legislativo levam 10%, retroativos a março.

Gravatar
04/07/2017 às 19h00

Em contrapronto aos servidores da Prefeitura, que até  agora não tiveram  nenhum reajuste salarial e o  impasse depende de julgamento de ação no Tribunal de Justiça do Estado, os 52 funcionários da Câmara de Jaú conquistaram um aumento salarial de 10%, retroativo a março.  É que na  noite de segunda-feira os vereadores aprovaram o projeto concedendo 4,69% de reposição da inflação, mais  5,31% de aumento real, aos funcionários do Legislativo. A reposição do índice inflacionário foi aprovada por unanimidade, mas o aumento real nos salários teve a aprovação de nove vereadores. Sete votaram contra, justamente alegando que aos funcionários da Prefeitura não foi dado reajuste algum.

“Não podíamos votar a favor desse aumento real quando os servidores da Prefeitura não tiveram nada. Não poderíamos  cometer essa discriminação. Além do mais, o dinheiro que paga os servidores da Câmara é da Prefeitura. A Câmara não tem receita própria”, disse o  vereador  Roberto Carlos Vanucci (PSB), ex-presidente do Legislativo.

O atual  vice-presidente, José Aparecido Segura Ruiz, também  votou contra os 5,31% de aumento real nos salários. “Espero que os vereadores que fizera discurso sobre a falta de merenda e  de remédios, sejam coerentes na votação. No final do ano, a sobra do duodécimo  volta para a Prefeitura para comprar remédios, merenda,  outras coisas. Então, sem o aumento real, poderia sobrar mais.  Os funcionários da Câmara  ganham muito bem”, disse Segura.

Além deste dois, votaram contra o aumento real aos servidores do Legislativo os vereadores João Pacheco (PSDB), Paulo Gambarini (PSDB) , Fábio Souza (PMDB), Maurilio Moretti (PEN) e Tuco Bauab (PMDB).

A mesa da Câmara, através do presidente  Lucas Flores, justificou que o aumento dado aos funcionários do Legislativo não compromete nenhum limite de gastos da  casa.

Um comentário(Deixe o seu)

  • Celia Vasconcelos

    O problema não é comprometer os limites de gastos da casa Flores, para nós contribuintes o problema é o executivo repassar alem do limite legal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal que é de 6%, passou disso, o prefeito que vá se entender com a justiça.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados