quarta, 18 de outubro de 2017
Início » Política » Wagner Brasil vai assumir a Secretaria de Saúde

Wagner Brasil vai assumir a Secretaria de Saúde

Zé MIneiro, primeiro suplente na coligação, assume a cadeira no Legislativo. Outras mudanças podem ocorrer.

Gravatar
30/12/2016 às 18h58
Wagner Brasil, de vereador a secretário de Saúde.

Wagner Brasil, de vereador a secretário de Saúde.

O vereador reeleito Wagner  Brasil (Pros) confirmou nesta sexta-feira (30/12) que aceitou convite do prefeito Rafael Agostini (PSB) e que vai assumir a Secretaria de Saúde a partir de 1º de janeiro de 2017.  Com isso, o primeiro suplente da coligação Pros-PSB,  José Mineiro de Camargo (PSB)  , que obteve 848 votos nas eleições de outubro,  volta ao Legislativo para o quinto mandato, depois de estar ausente desde 2008.

Wagner Brasil disse ter sido convidado e que ficou de pensar, de conversar com a família e amigos e que deu prazo para a resposta até esta sexta-feira, o que acabou se confirmando.

Mais mudanças podem ocorrer na composição do Legislativo por conta de nomes que podem ser chamados pelo prefeito para ocupar postos no primeiro escalão do Executivo.   Um deles é o da atual presidente Cleonice Furquim (PMDB) que poderá  ir para a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. Se isso se confirmar, assume a cadeira na Câmara o primeiro suplente da coligação PMDB-PTB-PDT-PRB-PR,  Fábio Souza, do PR, morador do Jardim Orlando Ometto, que obteve 780 votos.

A posse dos eleitos será no dia 1º de janeiro, às 16h, na Câmara. O vereador mais votado Guto Machado (PHS) preside a sessão. Dá posse aos outros 16 colegas e,em seguida, ao prefeito e vice-prefeito reeleitos, respectivamente, Rafael Agostini e Sigefredo Griso. Após a posse, prefeito e vice não vão subir a rampa do Paço Municipal para dar posse ao secretariado no salão nobre porque o prefeito Agostini ainda não completou os nomes do primeiro escalão para o segundo  mandato.

Na Câmara, os vereadores farão após a posse a primeira sessão. Esta irá eleger a mesa diretora do Legislativo para o primeiro biênio (2017-2018). Vários nomes surgem como possíveis candidatos a presidente mas o mais cotado tem sido o do vereador Lucas Flores (PSD), que inicia seu segundo mandato. A oposição, que tem seis vereadores, fala em lançar chapa própria e contaria com dissidentes da bancada situacionista para tentar obter a presidência do Legislativo.

3 Comentários(Deixe o seu)

  • Diego marangon

    Olha, essa Prefeitura esta de parabens. Com toda certeza, o mesmo conhece bem a area que atua, deve ser um medico ou enfermeiro... Ops... Isso é um verdadeiro tapa na cara da populaçao, esses conchavos politicos. O povo elegeu ele, tem que se lascar mesmo! Parabens, Belo tapa na cara da populaçao

  • Célia Vasconcelos

    O Ministério Publico tem que acabar com esse trem da alegria com o dinheiro do povo, o sujeito foi eleito para a vereança no município, não para ser secretário, isso é desvio de conduta, de função, de dinheiro público para acomodar os amigos do rei com dinheiro alheio, é um desvio escancarado e nojento.

  • Estão Fazendo uma verdadeira farra com o dinheiro publico, desde que assumiu ou seja desde novembro até este mes na farmacia central de alto custo esta faltando vários remedios, sendo que antes da eleição,ele gritava na tv em sua propaganda que o munícipe que fosse lá não sairia sem os remédios. E ai Rafael como é que fica . Caimos no conto do vigário , e não me venha que a falta é do Estado, porque eles vem cumprindo a parte deles, e voce não cumpre a sua.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados