quarta, 01 de abril de 2020
Início » Política » Em Jaú, Alckmin diz ser contra cinco anos de mandato

Em Jaú, Alckmin diz ser contra cinco anos de mandato

No Hospital Amaral Carvalho, Alckmin inaugurou o novo centro cirúrgico e a nova UTI do hospital, que vinham sendo construídas desde 2001. A obra custou R$ 23 milhões, sendo que R$ 11 milhões foram repassados pelo Governo do Estado.

Gravatar
14/06/2015 às 09h00

Galeria de Fotos

Governador em uma das salas do novo centro cirúrgico do Amaral Carvalho

Governador em uma das salas do novo centro cirúrgico do Amaral Carvalho

Em Jaú, onde veio no sábado (13) inaugurar novas alas do Hospital Amaral Carvalho, vistoriou obras das marginais do contorno rodoviário, do Poupatempo e da reforma do Fórum, o governador Geraldo Alckmin declarou-se contrário ao mandato de cinco anos aprovado pela Câmara dos Deputados e que está em tramitação no Congresso.

“A votação não terminou, mas não acho bom mandato de cinco anos. A tendência das democracias modernas é a consulta mais frequente à população. Mas vamos aguardar, porque tudo que aprova na Câmara tem que passar pelo Senado e vice-versa. Está em curso ainda a votação”, disse.

-Mas seriam quatro anos com ou sem reeleição?

-Com ou sem reeleição, acho que ai é indiferente”, respondeu Alckmin.

O governador chegou pontualmente às 10h  no aeroporto da Fazenda Morro Vermelho, onde foi recebido por lideranças locais e regionais do PSDB, pelo prefeito Rafael Agostini e pelo empresário Newton Fraschetti.  Ali mesmo, quis saber do andamento de obras em Jaú e o empresário disse que as melhorias nas avenidas marginais do contorno, executadas pela sua empresa, a Jaupavi, devem ser concluídas até setembro ou outubro. Sobre o Poupatempo, que vem sendo construído na antiga sede do Tiro de Guerra, o prefeito Rafael Agostini falou que as obras devem estar prontas até setembro.

Do aeroporto, o governador seguiu numa van, com prefeito e vários políticos, para o contorno rodoviário. Viu as obras das avenidas marginais. Depois foi para o centro da cidade, tomou café na tradicional Sorveteria Pereira, de onde seguiu para verificar obras do Poupatempo e do Fórum, próximas ao objetivo final de sua visita que era a inauguração das novas unidades do Hospital Amaral Carvalho.

Na saída do aeroporto, o movimento “Duplica Já”, que pede a duplicação da rodovia SP-255 (Jaú-Barra Bonita) estendeu faixas cobrando a obra. No café, no centro, foi abordado por um dos integrantes do movimento. O governador disse que as obras são prioritárias e que está sendo concluído o projeto executivo, depois será feito o licenciamento ambiental.

No Hospital Amaral Carvalho, Alckmin inaugurou o novo centro cirúrgico e a nova UTI do hospital, que vinham sendo construídas desde 2001. A obra custou R$ 23 milhões, sendo que R$ 11 milhões foram repassados pelo Governo do Estado. Quando o o Governo Federal deixou de repassar recursos essas obras ficaram interrompidas por seis anos. O Centro Cirúrgico tem 12 salas e 20 leitos de recuperação e a nova UTI conta com 20 leitos. No local onde funcionavam antes essas unidades será feito o Hospital da Mulher, com verba repassada através da senadora Marta Suplicy.

“É uma obra muito importante. O Hospital Amaral Carvalho é referencia no tratamento do câncer. Investimento importantíssimo. Isso vai ajudar muito a população de Jaú e de todo o Estado. Jaú é hoje um dos principais centros médicos do país”, disse Alckmin.

Três deputados acompanharam a solenidade no Amaral Carvalho: os estaduais Pedro Tobias (PSDB) e Ricardo Madalena (PR)n e o deputado federal Lobbe Neto (PSDB).

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados