segunda, 26 de junho de 2017
Início » Política » Manifestação pacífica leva 5 mil às ruas em Jaú

Manifestação pacífica leva 5 mil às ruas em Jaú

Durante todo o trajeto,que seguida pela alameda Nossa Senhora do Patrocínio, ruas Conde do Pinhal, Major Prado, Humaitá, Saldanha Marinho, Quintino Bocaiúva e avenida Ana Claudina, os manifestantes pararam por várias vezes e entoaram em coro o Hino Nacional.

Gravatar
21/06/2013 às 01h38

Galeria de Fotos

Foi uma manifestação que pode ser considerada jamais vista em Jaú nessa proporção. Os números tanto dos organizadores, como do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, foram coincidentes: cinco mil pessoas participaram do protesto ontem na tarde/noite pelas ruas da cidade. A concentração começou no final da tarde na praça do Centenário e terminou por volta das 19h40 na avenida Ana Claudina, depois de os participantes sentarem no chão no asfalto e deixarem a pista da avenida interditada para a entrada na cidade por cerca de meia hora.

Outra manifestação está marcada para a segunda-feira à tarde quando os participantes pretendem ir até a sessão da Câmara e ficar mais temas locais nos seus protestos.

Ontem, a Polícia Militar acompanhou tudo, com várias viaturas e dezenas de homens mas nada de anormal foi verificado. Foi uma manisfetação ordeira e pacífica, onde não faltaram muitas faixas e cartazes de protesto contra situações vividas na nação e a nível. Por preocupação, os comerciantes do centro da cidade fecharam as suas lojas às 17h30, mas nem precisavam ter tomado essa medida.

“Nos surpreendeu. O povo veio para a rua e hoje aconteceu aquilo que eu sonhei quando era criança. O povo foi para a rua, gritou, estava na hora. Não tivemos nenhum incidente, nenhuma briga, nenhum vandalismo. Não estamos aqui para violência. Esse é um manifesto de quem está cansado, da indignação.  Cada um tem seu motivo para se manifestar e cada um trouxe isso para a rua hoje. A gente só quer de volta aquilo que tiraram de nós”, disse um dos líderes do movimento, ofegante, ao encerrar o protesto no final da avenida Ana Claudina.

Durante todo o trajeto,que seguida pela alameda Nossa Senhora do Patrocínio, ruas Conde do Pinhal, Major Prado, Humaitá, Saldanha Marinho, Quintino Bocaiúva e avenida Ana Claudina, os manifestantes pararam por várias vezes e entoaram em coro o Hino Nacional.  Ao longo do percurso, gritavam palavras de ordem como “Vem pra rua”, que é a marca do movimento,  “sou brasileiro, como muito orgulho, com muito amor”, entre outras.

Os cartazes e faixas que eram carregados pelos participantes traziam desde mensagens contra as drogas, como “Menos biqueiras”, até cobrança para reduzir salários do prefeito e vereadores de Jaú. Os protestos passavam por  “Não à PEC 37”,  “Fim do Foro Privlilegiado”, “Somos filhos da revolução” e “Luto por um país mais justo”, escrito sobre uma grande faixa preta.

A imensa maioria dos participantes era de jovens estudantes e que pela primeira participou de um movimento como esse. Teve quem achou que precisa crescer ainda mais a manifestação de insatisfação do povo. “Eu acho que precisa crescer mais, o povo precisa realmente mostrar o seu poder e acabar com essa corrupção e com esses políticos. Eles ganham muito sem fazer nada e o trabalhador ganhando uma miséria e sendo enganado com bolsa família, bolsa proletariado. É só enganação. O povo tem que acordar”, disse uma jovem.

“A corrupção está acabando com o povo. Nós precisamos de mudanças para este país”, disse uma jovem que carregava um cartaz onde se lia “Tem gente enganando a gente. Olha a nossa vida como está”.

Os manifestantes, ocupando as duas pistas da avenida Ana Claudina, passaram em frente ao hotel de propriedade da família do prefeito Rafael Agostini. Alguns o chamaram,  mas ele não estava ali. Também não estava na Prefeitura, quando o movimento passou ao lado subindo a rua Major Prado.

No final da Ana Claudina, um grande de jovens, sentados no asfalto, impediu o tráfego. Os policiais orientavam na rotatória de entrada para que os motoristas buscassem outro acesso. Ali foram ditas mais algumas palavras de ordem e a manifestação encerrada com a recomendação dos líderes para que todos fosse em paz e com calma para as suas casas.

 

 

2 Comentários(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados