sexta, 23 de junho de 2017
Início » Política » Desfavelamento prossegue

Desfavelamento prossegue

Além da conclusão dessas moradias, a Prefeitura está realizando obras de infra estrutura urbana, como terraplanagem, regularização do solo das calçadas com motoniveladora e instalação dos postes de iluminação pública. A ligação da água e a regularização das guias e sarjetas também está em andamento.

Gravatar
20/06/2013 às 08h28
Prefeito Rafael Agostini em frente das primeiras casas a serem entregues

Prefeito Rafael Agostini em frente das primeiras casas a serem entregues

A Prefeitura de Jaú intensificou as obras do conjunto habitacional Jaú M, também conhecido como desfavelamento do Baiano da Bomba, no Distrito de Potunduva. Essas obras estavam paradas desde o final da administração do ex-prefeito João Sanzovo Neto (PSDB) em 2008.

Segundo o prefeito Rafael Agostini, a Prefeitura tem como objetivo solucionar uma pendência histórica que perdura há vários anos. “Essas obras sofrem com abandonos, atrasos e depredações. Estamos trabalhando para intensificar os trabalhos de infra estrutura urbana e as obras de construção de mais 90 casas que ainda faltam ser construídas e entregues no conjunto habitacional Jaú M. São casas do desfavelamento do Baiano da Bomba e da Fepasa. Embora a maioria das casas ainda esteja em construção, algumas delas já estão recebendo estrutura galvanizada para colocação de telhas e 15 casas que haviam sido vandalizadas foram totalmente reconstruídas e estão em fase de conclusão”.

Além da conclusão dessas moradias, a Prefeitura está realizando obras de infra estrutura urbana, como terraplanagem, regularização do solo das calçadas com motoniveladora e instalação dos postes de iluminação pública. A ligação da água e a regularização das guias e sarjetas também está em andamento.

“Queremos concluir essas obras e entregar essas casas para eliminar o problema da moradia em favelas no Distrito de Potunduva. Não são apenas casas que estamos construindo. É um trabalho que vai levar vida digna para quase uma centena de famílias. Não podemos permitir que essas pessoas continuem a viver em situação de extrema miséria enquanto as casas destinadas a elas continuavam paradas. Estamos retomando essas obras porque essas pessoas tem direito de morarem em uma casa com condições dignas de saneamento e também de terem uma vida melhor”.

O subprefeito Márcio Cesarino reflete sobre a construção dessas casas. “É de suma importância para os moradores de Potunduva a continuação dessas obras, pois vemos a situação dessas famílias que moram nesses locais há muito tempo com extrema carência e extrema necessidade de serem reconhecidas como cidadãos jauenses com direitos adquiridos. Nessas casas, essas famílias terão condições básicas para viver. Essa administração quer extinguir essas favelas no mais curto espaço de tempo, e tem quebrado todos os obstáculos à sua frente para alcançar seu objetivo”, reforça.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados