domingo, 24 de setembro de 2017
Início » Política » É estado de greve

É estado de greve

O prefeito Rafael Agostini (PT) ao saber do resultado da assembleia e que os servidores haviam decretado estado de greve, disse que é direito deles “mas estamos vendo o que podemos dar, porque não vamos prometer o que depois não conseguiremos cumprir”

Gravatar
16/04/2013 às 19h35
Eliana Contarini fala na assembléia realizada no começo da noite desta terça-feira

Eliana Contarini fala na assembléia realizada no começo da noite desta terça-feira

Sem nenhuma contraproposta até o final da tarde de ontem para as suas reivindicações salariais, os cerca de 300 funcionários municipais de Jaú que compareceram à assembleia convocada pelo seu sindicato decidiram declarar “estado de greve”. A assembleia aconteceu no início da noite em frente da Prefeitura. Se as negociações continuarem estagnadas os servidores podem transformar o “estado de greve” em greve na sexta-feira.

O prefeito Rafael Agostini (PT) ao saber do resultado da assembleia disse que ela é direito dos servidores “mas estamos vendo o que podemos dar, porque não vamos prometer o que depois não conseguiremos cumprir”

A presidente do Sindicato dos Funcionários Municipais, Eliana Contarini, disse que após três rodadas de negociações a Prefeitura ainda não apresentou nenhuma contraproposta. “Nova reunião está marcada para a sexta-feira, às 11h. Vamos ver se apresentam alguma coisa e aí trazer para nova assembleia a partir das 18h do mesmo dia. A partir daí os servidores vão decidir os rumos do movimento, que por enquanto é de estado de greve”, disse Contarini.

Na primeira assembleia da campanha salarial deste ano, realizada na noite de 13 de março último, os servidores municipais de Jaú fecharam a sua pauta de reivindicações que depois foi entregue à Prefeitura.  A reivindicação principal é de um reajuste de 12,1% nos salários, correspondentes a 6,77% da inflação do ano e mais 5,33% de aumento real. Querem também a elevação do tíquete de compras de R$ 311,00 para R$ 450,00 o que representaria uma majoração de 44,6%.

“Não estamos desestimulados em razão de não sermos atendidos naquilo que estamos reivindicando. Relevamos atraso do salário em janeiro, pago em duas vezes, o pagamento das férias de dezembro só em março, na expectativa de algum avanço agora na data-base. Se não dá para chegar em 12%, qual é a contraproposta? Mas não nos oferecem nada”, disse Contarini. Para Eliana Contarini ´”é inconcebível”  que a administração nâo dê nem a reposição da inflação, como surgiram rumores.

O “estado de greve” aprovado na assembleia desta terça-feira vai até a sexta-feira, prevalecendo por 72 horas. Os trabalhadores do Saemja (Serviço de Água e Esgoto do Município de Jaú), autarquia municipal, querem estatuto próprio e negociação separada dos demais funcionários da Prefeitura. “Houve a promessa disso na administração passada, que disse até que o projeto estava pronto, mas a atual administração disse que desconhece esse projeto”, completou a presidente do sindicato.

PS:  Sem nenhum recurso de iluminação foi esta a foto que deu para registrar.

Mais sobre: servidores municipais

9 Comentários(Deixe o seu)

  • Rafael

    Senhor prefeito esta na hora de renovar o quadro de funcionários ,pois quem não esta contente pede pra sair ! muita gente ai fora esta desempregada.

    • marco

      É Rafael , vc deve é ta de caso com o seu xará. Quem trabalha uma vida dando o seu suor para o bem estar coletivo, merece no mínimo respeito, mas não é isso que pensa aquele que recebe R$19.000,00 e tanto por mês.

  • PEPE

    QUE DESPREPARO DESTA ELIANA, SE FOR PARA DICÍDIO, QUALQUER JUIZ VAI DAR A REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO.

  • José

    Nossa que comentário desnecessário acima Rafael.. Com todo respeito, todo trabalhador tem o direito de ter seu salário reajustado, ou as contas e os impostos não sobem? esse ano mesmo o IPTU foi reajustado no valor da inflação.. E agora nem a inflação a prefeitura quer dar.. Já pensou, ano após ano as coisas subindo e o salário sempre na mesma.. acho que chegaria uma hora que não iria dar certo esse seu pensamento né amigo.. Acho que todo trabalhador merece ganhar o que é justo! só isso..

  • carlos

    sera que esse rafael é o agostine. que comentario infeliz.

  • Afonso

    Tudo isso faz parte das negociações - apresenta-se uma pauta, espera-se a contraproposta. E diante das alardeadas dificuldades de caixa, não se oferece nada num primeiro momento, depois acaba-se por oferecer o mínimo do mínimo, talvez a reposição da inflação e nada mais, empurrado goela abaixo do servidor que continua a amargar com condições péssimas de trabalho e salários ainda piores. Eis o palco dessa pantomima! Mas a valorização do funcionalismo público passa sim por melhores salários, se realmente se quer um serviço público de melhor qualidade. Demais nenhum administrador com o mínimo de inteligência se indisporia com os servidores (na maioria concursados, e com parca remuneração) a esse ponto. Espera-se, todavia, que o poder executivo tenha um pouco mais de respeito pelos servidores municipais, adotando uma política real de valorização salarial, com práticas mais afinadas com a modernidade administrativa.

  • jose carlos

    o colega descobriu a américa? aff.. quem não sabe que se for pra justiça o juiz dá a inflaçaõ? despreparado é quem não tem contraproposta.por que só a inflação? ou poe que nem a inflação? e o resto? não é só salário...

  • Juca

    O que mata é os cargos de confiança,até agora vimos serem colocados os mesmos raposões do passado,a começar pela secretaria de obras,saenja e Ceprom.Isso causa desmotivação dos funcionários.
    A orquestra da manipulação e aconchavos continua.
    Até que surja um grande escadalo,é esperar para ver.

  • jose luis lopes

    O sr. Prefeito do PTTT., ja comeca a provar do seu proprio veneno, pois qual é o partido das greves????

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados