segunda, 21 de agosto de 2017
Início » Política » Câmara aprova dois assessores

Câmara aprova dois assessores

Votaram contra os vereadores Carlos Lampião, Fernando Frederico, Fernando Barbieri e Ronaldo Formigão.

Gravatar
25/03/2013 às 22h47

A Câmara aprovou na sessão desta segunda-feira (25/3),  por 13 votos contra quatro, projeto de autoria do presidente Roberto Carlos Vanucci (PT) que estabelece dois assessores para cada vereador. Votaram contra a propositura os vereadores Carlos Lampião Magon (PV), Fernando Frederico de Almeida Junior (PMDB), Fernando Barbieri (PT) e Ronaldo Formigão (DEM). Estes queriam que cada parlamentar tivesse apenas um assessor legislativo.

Com a aprovação, embora o mesmo projeto tenha reduzido sete cargos em comissão, a Câmara passará a ter 41 cargos comissionados, ou seja, sem concurso, já que serão 34 assessores dos vereadores. “O Tribunal de Contas não quer saber se são cargos de assessores de vereadores. Para ele, a Câmara terá 41 cargos sem concurso, o que ele não aceita. Por isso eu voto contra dois assessores. O Tribunal fez esse apontamento nas minhas contas de 2011. Estou me defendendo dessa situação e agora não posso votar para aumentar o número de não concursados. Sou contra esse projeto”, disse o ex-presidente Carlos Lampião.

O vereador Fernandio Frederico queria  que o projeto fosse desmembrado e votado em destaque, ou seja, em separado, o artigo 4º, que fixa em 34 o número de assessores parlamentares, bem como o parágrafo 5º que estabelece que cada vereador pode nomear dois assessores.  “Esse momento não é oportuno para dois assessores para cada vereador”, disse, sob aplausos de parte de público que assistia à sessão.

O jurídico da Câmara explicou que poderia  votar em destaque o artigo que trata da fixação do número de assessores só que se ele fosse rejeitado os vereadores não teriam nenhum assessor.  Colocada em votação a proposta de votar em destaque apenas a questão dos assessores, ela foi derrotada. O projeto foi votado por inteiro e aprovado por 13 a quatro.

Além de Vanucci, assinou o projeto da mesa da Câmara apenas o segundo secretário, Fábio Dornelles (PSDB). O primeiro secretário, Fernando Barbieri, por ser contrário, não colocou a sua assinatura na propositura. “Todos sabem que sempre fui contra dois assessores. No início do ano só eu e o Lampião nos manifestamos contrários em reunião que aconteceu aqui na Câmara. Por isso o presidente Vanucci colocou agora o projeto em votação. Mas eu não assinei, porque sou contra”, disse Barbieri.

Com a aprovação dos dois assessores para cada vereador, os gastos só com os salários e o cartão de compras que cada um tem direito, será aumentado em R$  302 mil por ano.  Em quatro anos, a despesa chega a mais de R$ 1,2 milhão, sem contar encargos sociais e férias. No total serão gastos com os 34 assessores parlamentares R$ 856.800,00 no ano, com salários de R$ 1.600,00 para cada assessor e cartão de compras de R$ 500,00.

Abaixo do mínimo

O vereador Lampião cobrou do Sindicato dos Funcionários Municipais de Jaú a mesma ação que teve em março do ano passado quando denunciou ao Ministério do Trabalho que alguns funcionários municipais recebiam menos do que o salário mínimo, o que é ilegal.  No dia 8 de março de 2012 o sindicato protocolou no posto do Ministério denúncia nesse sentido. “Por que não fazem o mesmo agora, já que o Jornal Oficial da semana passada publica os salários de todos os cargos da Prefeitura e em vários deles o valor é  menor do que o salário mínimo. E agora sindicato?  E a coerência? Faça a mesma coisa agora”, cobrou Lampião.

 

Mais sobre: Câmara de Jaú

11 Comentários(Deixe o seu)

  • anderson

    vergonha, palhaçada, mais quem tem voto ganha e quem não tem perde, a verdade é uma só, tem um monte de pessoas que estavam esperando a cabide, vai ser uma briga agora pra conseguir esse cargo tem vereador ai que tem de 3 a 4 candidatos para a vaga, seria legal fazer um prova igual o Rafael fez.

  • antonio

    E AI SR PREFEITO Q FALAAAAAA MUUUUUITOOOOO,FAZ ALGUMA COISA AI PRA CORTAR GASTOS AGORA,PESSOAL VAMOS MARCAR BEM OS NOMES DESSES VEREADORES Q VOTARAM A FAVOR E DAQUI 4 ANOS VAMOS BANILOS-DA POLITICA JAUENSE

  • Oswald Mosley

    Com o Zé Gato na Administração o Sinfunpaem tá com o rabo bem preso.

  • Gustavo
  • Rafael Bonfante

    Caríssimo senhor Roberto Carlos Vanucci que piada, para arrumar o asfalto e limpar o mato do nosso bairro (jardim sempre verde) a prefeitura não tem dinheiro, mas para cabide de emprego ai sobra dinheiro uma palhaçada com o dinheiro público .Cadê você prefeito, sua postura de cortar gasto ate agora foi exemplar como pode deixar isso acontecer .Mais uma vez o povo que se fd.

  • Rafael

    Espero que esses novos assessores nos ajude a cortar o mato, recapiar as ruas e limpar a sujeira que as enchentes provoca .Palhaçada em senhor prefeito piada hem........

  • Eva Gomes de Oliveira

    Tantas outras prioridades... Que pena, deixam bem claro o porque estão lá. Aplaudo os que não compactuaram com esse absurdo.

  • Flavio Augusto

    Mais uma vergonha na politica, e agora prefeito tem dinheiro pra pagar essas pessoas que não vão fazer nada ai?

  • Valberto
  • É uma vergonha saber que o atual Prefeito que está fazendo um belo governo, cortando despesas, que está mostrando para a população como se governa com responsabilidade, possa admitir que os vereadores da base aliada, vote a favor de ter assessores, E o pior se fosse para trabalhar tudo bem, o pior que é para votar projetos como moção de aplausos, titulo de cidadao jauense, e outros projetos futeis. Isso será lembrado na próxima eleição. ok. Ratificando estou achado legal a administração do prefeito Rafael Agostini, apesar de ter alguns pontos que discordo.


    A edição do Jornal JauNews, minha ultima opinião foi publicada, essa eu gravei a tela, ok

    Um grande abraço

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados