domingo, 17 de dezembro de 2017
Início » Política » Sindicato pede que Prefeitura priorize salários dos servidores

Sindicato pede que Prefeitura priorize salários dos servidores

Gravatar
22/01/2013 às 07h55
Diretores do sindicato esperam pelo prefeito

Diretores do sindicato esperam pelo prefeito

 

Depois de uma espera de cerca de três horas, diretores do Sindicato dos Funcionários Municipais de Jaú foram recebidos ontem, já a noite, pelo prefeito Rafael Agostini (PT). Ouviram do prefeito a mesma explicação dada anteriormente: não há caixa para pagar os 50% restantes dos salários de dezembro do funcionalismo municipal, cuja metade foi paga no dia 8 de janeiro.
 
O sindicato, através de sua presidente, Eliana Contarini, da tesoureira, Alexsandra Lopes e demais diretores, fez uma proposta: que o prefeito pegue todo o dinheiro que entrar no caixa municipal e vá pagando os servidores, começando pelos que ganham menores salários.
 
Em princípio, o prefeito Agostini disse que nada poderia ser definido no encontro de ontem porque não estava presente o secretário de Economia e Finanças, Luís Vicente Federice, que viajou a São Paulo. Por isso marcou uma nova reunião com os dirigentes sindicais para amanhã, às 16h, também em seu gabinete, para nova conversação. Desta vez, os sindicalistas estavam acompanhados de membros da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) que vieram de Ribeirão Preto.
 
“O prefeito diz que não tem de onde tirar e falou que para complicar ainda mais o município teve retido o repasse do Fundo de Participação dos Municípios, no valor superior a R$ 1,4 milhão por causa de dívida da administração passada com o INSS. Nós propusemos que ele pegue todo o dinheiro que vai entrando no caixa da Prefeitura e priorize o pagamento aos funcionários, começando pelos que ganham menos”, disse a tesoureira Alexsandra Lopes. “Paga os que ganham menores salários, depois os outros. Os 50% pagos não permitiran que os trabalhadores quitassem todos os seus compromissos”, emendou.
 
A tesoureira do sindicato diz que entende que a situação financeira da Prefeitura é difícil, mas que é preciso entender também a dificuldade dos funcionários. “Os funcionários não podem ficar assim. Eles tem que comer. Estamos buscando uma solução a todo custo”, falou.
 
A folha de pagamento da Prefeitura é estimada em R$ 4,6 milhões e no dia 8 foi paga a metade desse valor. “Logo vem aí o salário de janeiro, que deve ser pago no início de fevereiro. Os funcionários não vão suportar novo atraso ou o pagamento só da metade”, concluiu Alexsandra Lopes.
 
A reunião de ontem com o prefeito terminou perto das 21 horas. Os dirigentes estavam na Prefeitura desde às 16h mas a informação era que o prefeito tinha outras reuniões agendadas e eles só foram atendidos após às 19h.

 

4 Comentários(Deixe o seu)

  • Oswald Mosley

    Lei Orgânica do Municipio
    Capítulo IX - Seção II
    Dos Servidores Públicos Municipais
    Art. 94. Os vencimentos, vantagens ou qualquer parcela remuneratória, pagos com atraso, deverão ser corrigidos monetariamente.

  • CARLOS

    PESSOAL VAMOS FICAR ATENTO POIS EU SOUBE DE FONTE SEGURA QUE O TICKET DO DIA PRIMEIRO TBEM NAO VAI SAIR.

    O QUE VAMOS COMER SR PREFEITO.

  • luis fato

    perguntar não ofende...
    estão alegando que não tem como pagar o salario dos funcionários como pagarão o super salario do prefeito e do vice e mais a secretaria de Educação está lotada de funcionário que já estão afastados do seus cargos para exercer funções irrelevante com secretário adjunto e o que aumenta o gasto da folha. E esta historia de secretário adjunto é brincadeira e uma ofensa aos funcionário concursados!Na atribuição só falava isso, não mudou nada só muda as figurinhas mas a prática é a mesma.
    Educação precisa de educador em sala de aula e não de equipe pedagógica, inúmeros supervisores e agora essa moda de secretário adjunto. Olha tem coisa que não dá para engolir! Fim dos cargos de confiança, o câncer da administração pública!

  • mariana

    Olha quero saber também como fica as férias,de janeiro que também não foram pagas, reembolso da faculdade não se ouve nem falar. Cachorrada isso que estão fazendo com todos os funcionarios, se você perde um dia de trabalho ,ja vem descontado um absurdo de nosso pagamento, mas e agora como fica o nosso pagamento???? TA TUDO ERRADO quero e preciso receber logo, se não precisasse não tava trabalhando.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados