segunda, 25 de setembro de 2017
Início » Política » Agostini anuncia últimos nomes e agora o time está completo

Agostini anuncia últimos nomes e agora o time está completo

Gravatar
28/12/2012 às 08h09

Galeria de Fotos

 

O time do prefeito Rafael Agostini agora está completo. Ele mesmo usou o jargão futebolístico ao anunciar ontem os dois últimos nomes do seu secretariado. “Chegamos ao final do processo de montagem do time, de preparação da equipe que vai entrar em campo no dia 1º de janeiro”, disse. Foi confirmado o que já se especulava. O diretor financeiro do Saemja (Serviço de Água e Esgoto do Município de Jaú), Paulo Roberto Ferrari, que há 30 anos atua na autarquia, será o novo superintendente. O ex-vereador por quatro mandatos e também ex-secretário municipal, Wilson Turini, será o secretário de Gabinete, nova denominação dada a Chefia de Gabinete.
 
Além desses dois nomes do primeiro escalão, Agostini anunciou também que o petista histórico de Jaú e primeiro suplente de vereador pelo partido, Carlos Augusto Peres, vai ocupar o cargo de coordenador de Orçamento Participativo. É um cargo de gerente. Também anunciou que a jornalista Jordana Zago, em vez de ir para o Departamento de Comunicação, como era de se esperar, será a gerente de Gabinete. “Ela vai gerenciar a minha agenda, cuidar dos meus compromissos. É gente da maior confiança, de frequentar a minha casa e também é amiga de todos os colegas de imprensa”, justificou Agostini.
 
O prefeito eleito e a poucas horas de ser empossado anunciou ontem também que o vereador Lucas Flores serão líder do PT na Câmara, enquanto que o vereador Charles Sartori (PMDB) será o líder do governo no Legislativo. “É uma retribuição ao seu empenho e habilidade política na costura da aliança vitoriosa que teve como principal parceiro o PMDB”, explicou Agostini em relação a Sartori.
 
Antes dos nomes ontem apresentados, Agostini já havia anunciado outros 13 integrantes do primeiro escalão,em três etapas. No dia 20 de novembro foram anunciados os nomes de Izildinha Mattar (Secretaria de Assistência Social), Gilson Scatimburgo (Secretaria da Saúde) e João de Sousa de Almeida Diogo Cardoso (Secretaria de Educação).
 
 Depois, no dia 5 de dezembro, foram mais quatro nomes. O vice-prefeito Sigefredo Griso foi anunciado como secretário de Mobilidade Urbana, cuja pasta englobará as atuais secretarias de Planejamento e Obras, de Serviços Municipais e de Transportes e Trânsito; o advogado Luiz Vicente Federici foi anunciado como secretário de Economia e Finanças; Eduardo Abussamra confirmado para o Meio Ambiente e, Joana Aparecida Garcia Serra, para a Habitação.
 
No dia 10 de dezembro, no distrito de Potunduva, além do subprefeito Márcio Cesarino, o prefeito eleito Agostini anunciou mais cinco secretários: Hamilton Chaves, para a junção de Cultura, Turismo e Esportes; Alessandro Rodrigo Scudilho, para a nova Secretaria de Projetos Municipais; Ana Carolina de Andrade Martins, para a Secretaria de Governo, que vai englobar Administração e Relações Institucionais; Paulo Luís Capelotto, para Negócios Jurídicos; e, Jorge Alcalde, para a fusão das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Agricultura e Abastecimento, que será a Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Agronegócios.
 
Petista histórico vai cuidar do orçamento participativo
 
Após o anúncio do superintendente do Saemja, o prefeito eleito Rafael Agostini passou a nominar os escolhidos para o chamado “núcleo político” do governo. Primeiro anunciou o nome de Carlos Augusto Peres para a Coordenadoria de Orçamento Participativo, a ser criada, com cargo de gerência.
 
“Peres terá a missão de pela primeira vez em Jaú implantar o orçamento participativo. Ele vai pactuar com a cidade, com as instituições, aquilo que deve ser feito com os escassos recursos que teremos. Terá uma equipe habilitada e a logística necessária para desenvolver esse trabalho”, disse Agostini.
 
Na sequência anunciou Wilson Turini como secretário de Gabinete.”Ele é macaco velho, com quatro mandatos de vereador, já foi chefe de Gabinete e secretário de Esportes.Pelo trabalho que vai desenvolver precisa mesmo ser macaco velho. Terá a missão de articulação política do governo”, justificou Agostini sobre a indicação.
 
Depois anunciou Lucas Flores como líder do PT na Câmara e Charles Sartori como líder do prefeito no Legislativo.Por último, anunciou que a jornalista Jordana Zago será a sua gerente de Gabinete e que não irá para o Departamento de Comunicação, cujo titular ainda não escolheu.
 
Agostini disse que não irá nomear todos os cargos já no dia 2 de janeiro. “É preciso fazer uma série de exonerações e nós ainda teremos que pagar a conta dessas exonerações”, observou.
 
Disse que gostaria que o presidente da Câmara fosse da sua base. “Parece que os vereadores estão se entendendo e acredito que o presidente será da base aliada”, previu.
 
Sobre o fato de o prefeito Osvaldo Franceschi Junior (PV) ainda não ter sancionado a lei aprovada pela Câmara que fixa os salários do próximo prefeito, do vice e dos futuros secretários, Agostini disse que desconhecia o assunto. “Não pensei nisso. Se o atual prefeito não sancionou a lei vou tomar as medidas que julgar necessárias assim que estiver lá”, observou. Pela lei, o salário do próprio Agostini terá aumento de 34% e vai para R$ 19 mil; o do vice-prefeito sobe 221% e vai para R$ 11.500,00 e os dos secretários municipais permanecem praticamente estáveis,em R$ 6.100,00.
 
 

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados