segunda, 20 de novembro de 2017
Início » Política » Sem renovar convênio com Prefeitura, Santa Casa reduzirá atendimento

Sem renovar convênio com Prefeitura, Santa Casa reduzirá atendimento

Gravatar
22/12/2012 às 08h45

 

No dia primeiro de janeiro de 2013, o pronto socorro da Santa Casa de Jaú deverá reduzir o número de atendimento, devido ao vencimento do contrato com o município em 31 de dezembro. Pelo contrato, a Prefeitura repassa R$ 640 mil mensais para a manutenção do pronto socorro sendo que desse valor em torno de R$ 500 mil vão para o pagamento dos médicos plantonistas.
 
“Toda documentação de renovação foi encaminhada a prefeitura no dia 08 de novembro sem nenhuma resposta até o momento do senhor prefeito , dr.. Osvaldo Franceschi Júnior, quanto a assinatura de renovação para o exercício de 2013. O executivo  também não emitiu previsão de pagamento dos atrasados, deixando um déficit em torno de R$ 1, 4milhão ao hospital”, diz o provedor da Santa Casa, Alcides Bernardi Juniofr.
 
Ainda, conforme o provedor, por diversas vezes a diretoria do hospital procurou agendar encontros com o novo secretário da Saúde, Gilson Scatimburgo e com o prefeito eleito, Rafael Agostini, aguardando que isso possa ocorrer nos próximos dias.
 
A DRS (Divisão Regional de Saúde)  VI de Bauru, da Secretaria da Saúde do Estado, também não tem demonstrado perspectiva de aliviar o déficit financeiro da entidade diante do aumento de pacientes da região, que são encaminhados ou procuram espontaneamente a Santa Casa todos os dias, em decorrência da falta de estrutura médico-hospitalar em suas respectivas cidades.
 
“Isso é muito confortável para os prefeitos da nossa região, que nada fazem para contribuir com verbas e ajudar a solucionar a situação”, diz Bernardi.
 
Ainda, conforme o provedor, “o governo do Estado deverá repassar R$ 6,5 milhões mensais ao Hospital de Base de Bauru, enquanto que a Santa Casa de Jaú, porta referencial da região, fica mais uma vez prejudicada pelo Governo do Estado, apesar de seus bons serviços prestados”.
 
Alcides Bernardi Junior diz que  mais uma vez oficiará ao Ministério Público Estadual e Federal sobre o problema que vem se tornando crônico na cidade e na vida financeira do hospital.
 
O atual secretário de Saúde, Abdala Atique, diz não pode renovar o contrato sem conhecer as intenções da próxima administração. “Não posso tomar uma atitude em nome da futura gestão. Não tenho condições de dar um despacho positivo nisso já que não seremos nós que arcaremos com os pagamentos”, disse.
 
O futuro secretário de Saúde, Gilson Scatimburgo, disse que não pode falar em renovar convênio com a Santa Casa sem antes conhecer a real situação financeira da Prefeitura.
 

 

2 Comentários(Deixe o seu)

  • Julio

    PELO AMOR DE DEUS !!!!!!!!!! ACABE LOGO COM ESSE ANO E COM ESSE GOVERNO MEDIOCRE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    É SAÚDE JOGADA, A CIDADE IMUNDA, AS RUAS TODAS (TODAS) ESBURACADAS).
    VENHA LOGO 2013.....

  • joao de souza

    Os remédios da Secretaria de Saude também não tem este mês,é pura incompetência do ex prefeito e do secretario de saude.
    tem pacientes que nao teram dinheiro para comprar o MP precisa tomar uma medida,será que as noticias nao chegam lá?????

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados