segunda, 25 de setembro de 2017
Início » Política » Vereadores aprovam 221% para futuro vice e R$ 19 mil para Rafael

Vereadores aprovam 221% para futuro vice e R$ 19 mil para Rafael

Gravatar
11/12/2012 às 07h50

 

A Câmara aprovou nesta segunda-feira (10/12), na última sessão ordinária deste ano e do atual mandato, os salários do futuro prefeito, do vice e dos secretários que assumem em 1º de janeiro. Só que o projeto apresentado na sessão passada que fixava os percentuais de aumento foi alterado e, assim, em vez de o futuro vice-prefeito Sigefredo Griso (PMDB) ter um aumento de 109,7%, como estava prevista, terá de 221,5%. O seu salário vai passar dos R$ 3.576,00 que ganham o atual vice, para R$ 11.500,00. A proposta da semana passada era de R$ 7.500,00.
 
Também teve aumento o subsídio do próximo prefeito em relação ao projeto anteriormente proposto. Por aquele projeto, seus vencimentos passariam dos atuais R$ 14.157,00 para R$ 17 mil (20%). O que foi votado ontem aumenta os vencimentos para R$ 19 mil, ou 34,2% a mais do que ganha o atual prefeito.
 
Só para os futuros secretários municipais é que permaneceu a mesma proposta. Elas ganharão R$ 6.100,00 mensais ou 1,1% a mais do que o atual secretariado.
 
A nova proposta de aumento para os cargos do Executivo fez com que a sessão fosse suspensa por 15 minutos.Na volta, vários vereadores se revezaram na tribuna criticando os novos valores propostos. “Fui surpreendido com isso.Ninguém sabia. Voto contra. Tem pessoas que merecem o que ganham, mas tem outras que tem que ser presas”, disse o vereador José Carlos Zanatto (PTB).
 
Tito Coló Neto (PSDB) disse que o aumento proposto “e uma vergonha”. “Qual foi o aumento do funcionário público? Foi de 5% ou 6%. Essa Câmara se acovardou de votar um aumento dos vereadores, porque era véspera de eleição e ficaram com medo. Agora querem dar um aumento acima de 200%”, disse Coló. O tucano cobrou os membros de rede sociais, como o Facebook, para que postem “com a mesma força que fizeram quando o vereador Fernando Frederico de Almeida Junior (PMDB) quis equiparar os salários dos vereadores aos dos professores municipais, a indignação contra o aumento ora proposto a cargos do Executivo”.
 
Coló tentou conseguir votos para derrubar o projeto, mas não obteve êxito. Mesmo o vereador Fernando Frederico, que se disse surpreso com a nova proposta, que não havia sido avisado e que não entendia aquela alteração abrupta, acabou votando favorável. Ao final o projeto foi aprovado por 6 a 4, com os votos contrários dos vereadores Tito Coló Neto e Paulo Gambarini, do PSDB, além de   José Aparecido Segura Ruiz e José Carlos Zanatto, do PTB.
 
Na mesma sessão , os vereadores aprovaram projeto que fixa no mesmo valor deste ano os salários para os próximos legisladores, que assumem em1º de janeiro. O futuro vereador vai ganhar R$ 4.315,83 mensais e o futuro presidente da Câmara, R$ 5.830,16. Nem mesmo o reajuste da inflação foi aplicado porque, segundo o presidente da Câmara, Carlos Lampião Magon, esse percentual de correção só poderia ser dado se o projeto fosse votado antes das eleições de 7 de outubro.
 
Além de projetos de denominações de vias e praças, os vereadores também apresentaram algumas indicações e requerimentos na sessão de ontem. O vereador Gambarini pediu providências para os sanitários do Jardim de Baixo, que fechamàs 17h quando agora as lojas ficam abertas até às 22h.O vereador Tito Coló recebeu uma resposta do Saemja sobre débito da Santa Casa com aquela autarquia e não gostou da resposta e rasgou-a na tribuna. “Estou cheio de receber papéis que não resolvem nada”, disse. Ele quer que a próxima administração isente a Santa Casa e demais entidades filantrópicas da tarifa de água e esgoto.
 
Na palavra livre os vereadores foram à tribuna para as despedidas e votos de boas festas. Zanatto prometeu escrever um livro contando fatos que não revelou na Câmara e que vai lhe render mais processos. Carlos Alexandre Ramos (PPL), outro que como Zanatto não volta em 2014, disse que em 2014 quer estar junto com Fernando Frederico em um grande projeto político e anunciou que pretende ser candidato a deputado daqui a dois anos. Dos atuais vereadores, também não voltam no ano que vem Atilio Durval Gasparotto (DEM), Paulo de Tarso Nunes Chiode (PV) e Ademar Pereira da Silva (PSD).
 
O plenário da Câmara já está pronto para receber 17 vereadores já na diplomação dos eleitos, que acontece nesta sexta-feira, ás 16h. Foram colocadas mais seis escrivaninhas. Faltam ainda os microfones.
 

 

6 Comentários(Deixe o seu)

  • juarez leite soares

    quero aqui dizer . que ; o preço que o homem de bem paga por não se envolver em política é ser governado por maus intencionado . portanto estarei de olho nos fatos . um abraço a todos . feliz natal ,e,um próximo 2013 !!!

  • José Getulio Scandiuzi

    Acho estranho, na matéria disseram que foi proposta do Dema, Kakai, Paulo de Tarso e Formigão. São adversários do prefeito eleito, porque pediram aumento prá ele? Para queimá-lo?

  • antonio

    POVO JAUENSE VAMOS GUARDAR BEM O NOMES DESSES VEREADORES Q VOTARAM A FAVOR DESSE AUMENTO E DAQUI A 4 ANOS VAMOS BANI-LOS DA POLITICA,DESCULPE O TON MAS SÃO UNS BANDO DE SAFADOS

  • josé ciquieira

    FELIZ NATAL PARA O JUAREZ FOFOQUEIRO KKKKKKKKK QUE COLOCOU ALCOOL EM UM CARRO A GASOLINA LÁ NO POSTO TIGRE KKKK

  • adrian

    ESSES VERERADORES Q VOTARAM A FAVOR DESSE AUMNTO DEVERIAM RENUNCIAR NESSE MANDATO,BANDO E SAFADOS

  • Luiz Alfredo

    E O Fernando Frederico por que aprovou o aumento???? vcs esqueceram que ele apoiou o prefeito eleito!!!!

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados