domingo, 20 de outubro de 2019
Início » Política » Loteadores mantém doação de área para escola do Senai

Loteadores mantém doação de área para escola do Senai

Gravatar
01/06/2012 às 08h02
J,H. Teixeira

 

Mesmo com a indefinição sobre a votação da Lei de Zoneamento, a União Classic Empreendimentos Imobiliários mantém o compromisso firmado em cartório de doar área para a escola do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) ao lado do Sesi (Serviço Social da Indústria) no Jardim Pedro Ometto. A garantia foi dada ontem pelo médico José Eduardo Sanzogo, um dos sócios da empresa que detém a posse da gleba de 15 alqueires em torno do bairro.
 
A União Classic fez em 18 de novembro do ano passado uma “escritura de declaração” no 1º Tabelião de Notas e de Protesto de Letras e Títulos. Nela, a empreendedora imobiliária se comprometia a doar a área de 30 mil m² para a construção da escola do Senai mas condicionava essa doação à aprovação da Lei de Zoneamento dentro do prazo de seis meses. O prazo venceu no dia 18 de maio último e a lei não foi votada.
 
“Mantemos as mesmas condições. No dia 25 de maio último fizemos um documento endereçado ao presidente da Cânara reiterando as mesmas condições. Estamos aguardando que se concretize a votação da Lei de Zoneamento. A proposta continua valendo nas mesmas condições”, disse Sanzogo.
 
Os empreendedores da União Classic querem que a Lei de Zoneamento a ser votada altere a forma de desmembramento do solo naquela região do Jardim Pedro Ometto. Pela lei original só poderiam ser desmembrados lotes de 5 mil m². A proposta dos empreendedores é que o desmembramento seja permitido em lotes a partir de 300 m².
 
O presidente da Câmara, Carlos Alberto Lampião Bigliassi Magon (PV) disse que vai dar andamento na casa ao projeto original da Lei de Zoneamento, aquele mandado em março deste ano ao Legislativo. É que a Prefeitura pediu de volta, para alguns acertos, o projeto substitutivo que havia enviado no dia 18 de abril.
 
“O Executivo retirou o substitutivo mas não pediu de volta o projeto que mandou em março. Então, já a partir da próxima segunda-feira vou dar tramitação ao projeto mandado em março. É ele que está valendo. Vou encaminha-lo à Comissão de Justiça e se não vier nenhum outro projeto é este que será aberto para as emendas, audiência pública e até a votação”, disse Lampião.
 
Conforme o presidente da Câmara, está muito difícil votar a Lei de Zoneamento. “Tem pressão de um punhado de empresários do ramo imobiliário, que só visam lucro e não o bem da população. Aí o projeto cai na Câmara e um quer votar de um jeito, outro quer de outro jeito. A gente fica que nem sabe o que faz. Eu quero votar essa lei ainda este ano, mesmo sabendo que a campanha eleitoral que está chegando pode esvaziar um pouco o Legislativo”, completa o presidente Lampião.
 

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2019. Todos os direitos reservados