domingo, 20 de outubro de 2019
Início » Política » Encontro do PV é centrado nas criticas à política do PT

Encontro do PV é centrado nas criticas à política do PT

Gravatar
05/05/2012 às 19h16

Galeria de Fotos

J.H. Teixeira

 

O encontro dos “verdes” na tarde deste sábado (5) em Jaú teve a tônica de campanha eleitoral. Como o prefeito de Jaú e presidente da Bacia 15, Osvaldo Franceschi Junior, lançou nesta reunião o seu nome à reeleição pelo partido, os discursos, coincidência ou não, foram centrados em críticas ao governo federal do PT e a sua política de desenvolvimento. É que em Jaú o nome que surge até o momento como o principal adversário do PV é o de Rafael Agostini, do PT., que em 2008 perdeu a eleição para Franceschi por pouco mais de 200 votos.
 
A abertura da reunião da Bacia 15 que compreende 36 municípios do centro do Estado, aconteceu com a exibição de um vídeo em que o prefeito Franceschi mostra as realizações de sua administração. É uma clara indicação de que esse material poderá, inclusive, ser aproveitado no horário eleitoral de televisão durante a campanha.
 
Compuseram a mesa principal do encontro, além de Franceschi, o presidente nacional do PV, José Luiz Penna; a deputada estadual Regina Gonçalves, líder do PV na Assembléia Legislativa; a secretária do PV Mulher, Edna Martins, além dos vereadores do PV, Carlos Alberto Lampião Bigliassi Magon e Paulo de Tarso Nuñes Chiode, o vice-prefeito João Brandão (PTB) e o prefeito de Bocaina, João Francisco Bertoncello Danieleto.
 
Na platéia via-se muita gente da Prefeitura de Jaú, além de vereadores e pré-candidatos a vereadores de Jaú e de outras cidades.
 
“A política desenvolvimentista atual quer induzir o cidadão a comprar um carro, caso contrário ele não é nada. Ele financia, paga ao final 2,2 vezes o valor do carro, sacrificando a alimentação, educação e saúde de sua família e quando acaba de pagar não tem nada para vender. A China faz 100 quilômetros de metrô por ano e quer vender para nós os seus carros, o transporte individual. Nós temos que investir no Brasil no transporte público. O PV não pode cair na armadilha dos que querem nos transformar em maquiadores desse sistema que está aí”, disse Penna em seu discurso.
 
O prefeito Osvaldo Franceschi Junior não deixou por menos e também discursou criticando o governo federal petista. “Passamos por alguns problemas graves de conjuntura econômica. Temos ai a China e a India tirando os nossos empregos no setor do calçado e não vejo o governo federal fazer nada para reverter isso. Temos a saúde pública que é uma vergonha em nosso país. Faltam hospitais, faltam médicos e há uma falta total de investimentos nesse setor”, disse.
 
Na entrevista, após o encerramento do encontro às 16h30, o presidente nacional do PV disse que a meta do partido nas eleições deste ano é  dobrar o número de prefeitos no Estado. “Hoje temos 27, queremos ter mais de 50”, disse Pena. Para ele, as eleições municipais deste ano são estratégicas para o PV em 2014. “Somos um partido municipalista. Esta eleição nos dará força para uma grande vitória em 2014. Nossa candidata a presidente (Marina Silva) foi muito bem em 2010. Prometemos dar um susto maior nos conservadores em 2014”, vaticinou.
Quanto a alianças do PV para as eleições municipais, Penna observou que os partidos não tem uma linha muito clara e em cada cidade são firmadas alianças distintas. “Evidente que grupos com viés extremamente conservador nem por oportunismo devem nos procurar”, sentenciou.
 
O prefeito Franceshi disse ao final que o objetivo do PV na área da Bacia 15, que ele preside, é aumentar o número de prefeitos e vereadores nas eleições deste ano. “Na nossa região temos três prefeitos do PV atualmente. Vamos ver se aumentamos esse número a partir de 2013”, disse. Dos três citados, além dele os outros dois já estão no segundo mandato – Ivana Bertolini, de Pederneiras, e João Francisco Bertoncello Danieleto, de Bocaina – e não serão candidatos a reeleição. Franceschi completou dizendo que o PV “tem propostas mais humanas que os demais partidos”.

 

5 Comentários(Deixe o seu)

  • Carlos

    Contra fatos não há argumentos. Esses 200 votos que ele teve a mais se transformarão em 20000 contra nessa eleição. A pior administração que Jaú presenciou. Uma pena!

  • Jesus Baccaro

    O Osvaldo perdeu totalmente a noção. O pouquíssimo realizado neste seu desgoverno foi por obra e graça do Governo Federal.
    Se não recebeu mais dinheiro, foi por suas próprias falhas. Perguntem ao tribunal que bloqueou suas contas!
    Acorda!

  • Jesus Baccaro

    O Osvaldo perdeu totalmente a noção. O pouquíssimo realizado neste seu desgoverno foi por obra e graça do Governo Federal.
    Se não recebeu mais dinheiro, foi por suas próprias falhas. Perguntem ao tribunal que bloqueou suas contas!
    Acorda!

  • Rafael

    Easse prefeitinho nosso mau sabe administrar sua casa e nossa cidade ,ainda se acha no direito de fazer critica ao PT,O mesmo partido, que mandou alguns 60 milhoes no programa do PAC para esses atravessadores.Cade as obras ou o dinheiro.

  • Zarb

    Lamantável esse Prefeito de Jaú, será derrotado veementemente na próxima eleição!

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2019. Todos os direitos reservados