segunda, 30 de março de 2020
Início » Opinião » É árdua a missão de Bagaiolo

É árdua a missão de Bagaiolo

Gravatar
14/11/2010 às 10h44

José Henrique Teixeira

A recente nomeação de Ricardo Bagaiolo para a Chefia de Gabinete do prefeito Osvaldo Franceschi Junior provocou uma saia justa entre o novo titular do cargo e o coordenador do Departamento de Comunicação, Francisco Reginato Junior. O segundo considerou-se demitido e com atestado de incompetência e tudo dado pelo novo chefe de Gabinete. No dia seguinte, no entanto, continuava no cargo e a dizer que não foi bem aquilo, que apenas havia se precipitado.

O tal atestado de incompetência teria sido dado porque o novo chefe de Gabinete considerou que a comunicação da prefeitura não vem comunicando como deveria. Falou que o prefeito faz e acontece e os louros não chegam ao conhecimento do grande público. Bagaiolo quer centralizar isso tudo em sua mesa e dar mais visibilidade aos atos do chefe do Executivo.

Meu caro Ricardo Bagaiolo, a quem conheço há muito tempo, desde os seus quatro mandatos como vereador e nas funções executivas exercidas em outros governos: não será fácil a sua missão. Sei que o senhor não teme desafios, mas terá uma jornada das mais árduas pela frente.

É que a própria administração da qual o senhor agora faz parte parece não valorizar com o devido peso a comunicação. Não fosse assim não teria ainda no ano passado, o primeiro do governo, extinguido a Secretaria de Comunicação, que vinha funcionando há quatro mandatos.

Também fica difícil acompanhar os atos e decisões da administração, para divulgá-los ao grande público, quando grande parte desses atos e decisões acontecem a portas fechadas não no gabinete do Paço Municipal, mas em consultório médico ou em outros endereços distintos daquele que é o oficial.

No final da semana em que Bagaiolo assumiu a Chefia de Gabinete, o prefeito falou que outras novidades sobre a reforma administrativa seriam anunciadas na próxima semana. Disse isso de manhã, no consultório. À tarde todos foram surpreendidos pela exoneração de uma secretária municipal. Nem a Chefia de Gabinete, nem o Departamento de Comunicação divulgaram essa informação importantíssima. Suponho que eles não sabiam.

Parece que é uma administração do cada um pra si, ainda mais depois que o prefeito fica anunciando há cerca de um ano uma reforma administrativa. Um secretário fala isso, outro fala aquilo, o prefeito vai ao consultório e fala outra coisa. Parecem manifestações de quem não tem a certeza de que amanhã continuará no cargo.

É preciso atentar que já estamos na metade do mandato. Em dois anos já era tempo de certas questões internas terem sido bem resolvidas. Com dois anos de mandato já não é mais tempo de o prefeito declarar que recebeu a frota de veículos sucateada da administração anterior. Contando que a metade do último ano será dedicada às eleições municipais de 2012, o governo tem mais um ano e meio para desmontar essa torre de Babel em que se transformou. Vai dar tempo, senhor Ricardo?
 

Um comentário(Deixe o seu)

  • José Getulio Ribeiro

    O prefeito foi eleito com apoio de Waldemar Bauab, a quem deu as costas e traiu. Poderia ter montado sua equipe, desde o início, considerando alguns membros ligados ao antigo líder e principalmente trazer Fernando Barbieri e Ligia Bauab para a Câmara dando uma secretaria para Lampião e outra para doutor Segura. Desculpe Rica Bagaiolo, mas você não aguentará tamanha incompetência.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados