sexta, 21 de fevereiro de 2020
Início » Geral » Draga do DAEE chega para desassorear o rio Jaú

Draga do DAEE chega para desassorear o rio Jaú

Gravatar
09/12/2011 às 08h19
J.H. Teixeira
Draga é montada para iniciar trabalho

Draga é montada para iniciar trabalho

 

Uma draga do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo) chegou a Jaú e deve entrar em operação a partir de hoje. Ontem à tarde ela estava sendo montada entre os jardins Paineiras e Sempre Verde, com a ajuda de um guindaste da Sanej. O secretário de Serviços Municipais, Pedro Zafra, disse que foi invertida a ordem de inicio dos trabalhos, que será pelo Jardim Sempre Verde em vez de começar pelo Jardim São José.
 
“Vamos atuar por uns 15 ou 20 dias com a draga ali no Sempre Verde, que é um ponto crítico e tirar o máximo possível da obstrução do leito do rio. Também vamos aproveitar e limpar o córrego Bom Retiro. Depois vai para o Jardim São José e inicia a subida do rio, na base de 25 metros por dia”, disse Zafra.
 
Caso não venha a segunda draga, que é esperada, a dragagem de todos os 10,2 mil metros do trecho urbano do rio Jaú vai demorar um ano ou mais. Com duas dragas, o serviço pode ser concluído em seis meses.
 
“Na região existe outra draga do DAEE mas que eles podem ceder para Jaú por 30 ou 40 dias apenas. Isso não resolve. Vamos tentar na regional de Birigui conseguir outra máquina que fique o tempo todo na cidade. Assim será possível concluir o serviço em cerca de 200 dias”, observou Zafra.
 
Além da draga existe uma máquina escavadeira hidráulica da Codasp (Companhia de Desenvolvimento Agrícola do Estado de São Paulo) que está atuando na retificação das margens do rio Jaú. Agora ela está na região da avenida Julinho de Carvalho, próximo do Estádio Municipal. Na próxima semana deve se deslocar para o centro da cidade, no início da rua Quintino Bocaiúva. Nesse local diversas árvores terão que ser removidas para que o leito do rio seja alargado.
 
Os equipamentos foram conseguidos junto ao Governo do Estado pelo prefeito Osvaldo Franceschi Junior (PV) após a grande enchente do feriado de 15 de novembro. Depois de decretar “estado de emergência” na cidade o prefeito foi recebido em audiência pelo governador Geraldo Alckmin que prometeu todo o apoio para resolver os problemas criados pelas chuvas. O FUSS estadual já mandou gêneros de primeira necessidade para as vítimas da enchente.

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados