sexta, 28 de fevereiro de 2020
Início » Geral » Composição do Conselho do Negro desagrada entidades

Composição do Conselho do Negro desagrada entidades

Gravatar
11/11/2011 às 07h50
J.H. Teixeira
Representantes de entidades reunidos

Representantes de entidades reunidos

 

Membros de pelo menos sete entidades que representam os afro-descendentes em Jaú não estão satisfeitos com a composição do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra. O conselho foi constituído por decreto do prefeito Osvaldo Franceschi Junior, de número 6.195, datado de 23 de maio deste ano. Dirigentes das entidades podem ir à Câmara e à Prefeitura para protestar contra o que chamam de “conselho de parentes e de vizinhos”.
 
No final da tarde desta quinta-feira (10) representantes de várias entidades estiveram reunidos na sede da Associação Amukenguê, no Jardim América, para discutir ações que farão para mostrar seu descontentamento pela composição do conselho. “O conselho não tem nenhum representantes das nossas entidades”, disse José Luiz Rodrigues Borges, o Bambu, presidente do Aristocrata Clube.
 
Marcial Augusto Lopes, da Amukenguê, diz que as entidades não reconhecem o conselho. “Não podemos reconhecer, porque nós que somos entidades com muitos anos de luta não estamos representados nele. Nós não fomos ouvidos e nem sabíamos da existência do tal conselho”, disse o presidente da Amukenguê.
 
Para Marcial Lopes, os vereadores, o próprio prefeito, “talvez não tenham conhecimento de que as entidades representativas dos negros estão fora do conselho”. Para ele, “o conselho é importante para a integração da comunidade negra, mas ele não pode ser particular”.
 
Os representantes das entidades Amukenguê, Aristocrata, Bantus, Mãe África, Centro de Referência Hip Hop, Filhos de Ilunga e Associação Adomilá não têm representantes no conselho. Eles acusam que Vânia Maria da Silv a Soares, o primeiro nome entre os integrantes da sociedade civil, manipulou a formação do conselho. “É um conselho de parentes e de vizinhos dela”, disse Suzy Carvalho, da Associação Vila XV.

 

2 Comentários(Deixe o seu)

  • José Getulio Scandiuzi

    Parece brincadeira, mais um fora do nosso prefeito. Deixar essas entidades tradicionais de fora do Conselho é piada!!!

  • Samuel Ferreira Barbosa

    O Prefeito de Jaú está de parabéns pelo grande avanço que esta proporcionando para a Comunidade Negra de Jaú com a criação do Conselho local com atuação conjunta com o Conselho Estadual. O Conselho é vitória pra Comunidade de Jaú que, há mais de trinta anos, vive em visivel e intolerável divisão e mergulhado em vaidades pessoais de grupos que se formaram ao longo dos anos e que até hoje nunca justificaram a sua existência. A criação do Conselho da Comunidade Negra em Jaú com pessoas preparadas não só em Jaú como a nível estadual e nacional, é a maior conquista do povo negro da querida Jaú em todos os tempos. Essas entidades que se julgam tradicionais, Parabéns ao prefeito e ao Povo da sofrida e discriminada população da raça negra de Jaú.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados