segunda, 30 de março de 2020
Início » Geral » Cetesb autoriza dragagem emergencial no rio Jaú

Cetesb autoriza dragagem emergencial no rio Jaú

Gravatar
08/11/2011 às 08h03
J.H. Teixeira
Trecho a ser dragado na avenida Julinho de Carvalho

Trecho a ser dragado na avenida Julinho de Carvalho

 

O secretário de Serviços Municipais, Pedro Zafra, e o gerente da Secretaria de Meio Ambiente, Luiz Fernando Dias da Silva, estiveram nesta segunda-feira (7) em Bauru, na regional da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo) e obtiveram autorização para trabalhos que irão rebaixar a calha do rio Jaú. Trata-se, como explicou Zafra , de uma ação preventiva para evitar transbordamento do rio e solapamento das margens, como está acontecendo em alguns pontos.
 
“Esse trabalho será feito por completo e está previsto nas obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), quando o rio Jaú será dragado em toda a sua extensão urbana. No entanto, existem situações emergencias e temos que agir já. Para tanto precisavamos da autorização da Cetesb, que foi dada, bastando que apresentemos a esse órgão os relatórios da Defesa Civil que justificam a urgência”, esclarece Zafra.
 
Inicialmente o rio Jaú terá sua calha rebaixada em pelo menos um metro em dois pontos. Um é no Jardim Sempre Verde, onde ocorre transbordamento e inundações de casas do bairro quando das fortes chuvas. O outro é ao lado da avenida Julinho Carvalho, onde numa curva a margem está sendo solapada e já comprometeu um trecho da calçada da avenida. “    Ali, além de afundar mais a calha, vamos retirar parte do barranco na margem contrária, fazendo com que o rio corra mais reto, sem afetar a margem do lado direito”, disse Zafra.
 
Esse trabalho vai contar com parcerias para ser executado. No caso do Jardim Sempre Verde, conforme Zafra, os que exploram a extração de areia no local vão fazer a dragagem e apronfudamento da calha. A previsão é que comecem a trabalhar já nesta quarta-feira. No caso do trecho da avenida Julinho de Carvalho, a Sanej irá colocar máquinas para executar o serviço, no qual tem interesse porque o curso do rio como está pode afetar a sua estação elevatória de esgoto, localizada próximo da margem. “Nesse caso, o serviço deve ser iniciado na próxima semana”, completa o secretário de Serviços Municipais.
 
Zafra acrescentou que um trecho no Jardim São José, onde há uma curva acentuada do rio, também poderá passar pela dragagem emergencial. Quajnto aos córregos dos Pires e da Figueira, os serviços só serão feitos após a liberação da vera do PAC.  Esses trabalhos atendem pedido de providências feito em agosto passado pelo promotor do Meio Ambiente, Jorge João Marques de Oliveira, que oficiou a Prefeitura sobre 14 áreas de risco de inundações existente na cidade.

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados