quarta, 19 de fevereiro de 2020
Início » Geral » Três irmãos mortos no centro: duplo homicídio e suicídio, diz a Polícia

Três irmãos mortos no centro: duplo homicídio e suicídio, diz a Polícia

Gravatar
02/10/2011 às 22h15

Galeria de Fotos

J.H. Teixeira

Uma sala banhada em sangue e nela o corpo de um homem. Um mulher morta junto a uma escada e outra no que seria a garagem da casa. Três irmãos mortos. A tragédia aconteceu no inicio da noite deste domingo, no centro de Jaú, na rua Payssandu, 648. A mãe dos três,   Ana Pacheco de Almeida Prado, de 89 anos, em estado de choque, foi levada à Santa Casa.

"Pela cena que deparamos no local tudo leva a crer que tivemos ali duplo homicídio seguid0o de suicídio", disse o delegado de plantão, Claudemir Ferracini. Francisco Miranda de Almeida Prado, 59 anos, bancário aposentado, armado com um revólver calibre 38, teria matado as duas irmãs, Ana Cecília MIranda de Almeida Prado, 60 anos; e Ana Carolina Miranda de Almeida Prado, de 66 anos; que eram professoras aposentadas,  e depois cometido suicídio com a mesma arma na sala de casa.

Do revólver, que tem tambor para cinco cartuchos, foram deflagrados três tiros. Outras duas balas estavam intactas. No coldre da arma havia mais uma carga com outras cinco balas intactas.

"Não se sabe o que aconteceu, o que levou a essa tragédia. As pessoas envolvidas ao que se sabe tinham uma convivência normal, viviam na mesma casa", disse o delegado Ferracini. Apenas uma pessoa que passava pelo local e acudiu a mãe das três vítimas é que foi arrolada como testemunha, por enquanto.

"Pouco sabemos ainda sobre o que aconteceu. Há uma informação de que a mãe teria escondido o revólver atrás da geladeira depois da tragédia acontecida. Ela retirou a arma da mão do filho já morto. O fato é que a casa não apresenta sinais de teria havido luta entre os envolvidos. Está tudo no lugar, inclusive um televisor ficou ligado", disse Ferracini.

Consta que antes da tragédia, Francisco Miranda de Almeida Prado esteve na loja de conveniência de um posto de combustíveis com amigos assistindo a jogo de futebol na TV, que terminou por volta das 18h. Dali foi para casa, a cerca de 120 metros do posto, e logo após aconteceu o duplo homicídio seguido de suicídio.

A tragédia da rua Payssadu chocou a cidade na noite deste domingo. O fato é que ninguém sabe explicar o que aconteceu e nem consegue acreditar no desfecho trágico das vidas dos três irmãos.
 

3 Comentários(Deixe o seu)

  • Fernando Raspante

    Não consigo acreditar nesta tragédia. Estou completamente chocado.

  • Maria Cleusa Góes Urbano

    Fiquei chocada com a notícia.A Ana Cecília era voluntária do Amaral Carvalho e chegamos a trabalhar juntas por alguns anos.Uma pessoa dedicada as obras assistenciais.Meu coração está de luto pela trágica noticia.

  • Agostinho Lima

    As últimas vêzes que falei com o Francisco foi por telefone. Fomos amigos de infância e juventude. Há um bom tempo não o via. Sinto muito, pela família toda. Conhecia todos. Não tenho palavras.!
    Só Deus...!

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados