domingo, 29 de março de 2020
Início » Geral » Restauração da Matriz pode começar em julho

Restauração da Matriz pode começar em julho

Gravatar
13/04/2011 às 20h30
J.H. Teixeira
Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio

A Associação para o Desenvolvimento Cultural de Jaú, ONG constituída para cuidar da restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio, já conseguiu mais do que os 20% dos recursos necessários para dar início às obras. A presidente da entidade, ex-secretária de Cultura e Turismo, Lucy Rossi, disse que aproximadamente R$ 1 milhão já estão depositados na conta vinculada do Banco do Brasil.

A restauração da Igreja Matriz, orçada em R$ 4,5 milhões, será feita através da Lei Rouanet de incentivos fiscais. Para que o Ministério da Cultura libere a execução das obras é necessário que se tenha arrecadado pelo menos 20% do custo total da obra, no caso, R$ 900 mil. A ONG já tem mais do que isso e a conta será liberada para movimentação.

“Muitas empresas fizeram doações, algumas grandes empresas inclusive, destinando 4% do Imposto de Renda devido para as obras de restauro da nossa Matriz”, disse Lucy Rossi. A captação dos 20% autoriza o início das obras mas durante a sua execução a ONG terá que continuar arrecadando os recursos restantes.

Lucy Rossi adiantou que a carta-convite já está sendo elaborada e vai ser analisada por engenheiros e arquitetos para depois ficar à disposição das empresas interessadas na obra. “Acredito que a partir de julho, no máximo, estaremos iniciando as obras”, falou.

A ONG vai divulgar em breve onde a carta-convite poderá ser retirada pelas empresas. “Uma comissão vai escolher a empresa que for melhor para Jaú e para a igreja. Não queremos o que ocorreu no passado, quando fizeram uma reforma indevida e depois deixaram aí os problemas para a gente consertar. Vamos escolher criteriosamente a empresa’, garante Lucy Rossi.

“Estamos muito contentes porque a Associação para o Desenvolvimento Cultural, formada por pessoas idôneas, que se doaram para essa causa tão nobre, cumpriu o seu papel. E vamos continuar trabalhando”, encerrou a presidente.

Além de Lucy Rossi, a Associação para o Desenvolvimento Cultural de Jaú é formado por Ítalo Polli Junior, diretor executivo; Vera Lúcia Toledo Pedro, vice-presidente; Neto Gromboni, secretário; Lourival Aparecido Oliveira Junior, tesoureiro, além das conselheiras Carolina Miranda, Iolanda de Lucca e Ana Cecília Pacheco de Almeida Prado.
 

Mais sobre: Igreja Matriz de Jaú

Um comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados