domingo, 17 de fevereiro de 2019
Início » Geral » Homem morre após triplo atropelamento no contorno

Homem morre após triplo atropelamento no contorno

Retrovisor de um carro derrubou a vítima e outros dois veículos passaram por sobre o corpo.

Gravatar
10/02/2019 às 10h27

Na  noite de sexta-feira, por volta de 23h10, Francisco Aparecido de Aro trafegava com seu veiculo Monza, placas BJN 1748, pela rodovia do contorno, no trecho da curva ao lado do cemitério municipal.  De repente foi surpreendido com um pedestre andando na pista.  Se assustou, fez  manobra brusca para evitar o atropelamento, mas mesmo assim o espelho do lado esquerdo do carro acabou atingindo o transeunte, derrubando-a na pista.  Com a manobra,  o  Monza ainda capotou no acostamento.Seu motorista, no entanto, sofreu apenas escoriações leves.  E ele ainda pode ver quando outros dois carros que vinham atrás dele  passaram sobre o corpo do homem e foram embora. Identificado depois como sendo João de Almeida Silva, de 53 anos,  o homem foi socorrido pelo Samu ao pronto-socorro da Santa Casa. Mas, devido a gravidade dos ferimentos, com  múltiplas fraturas e traumatismo craniano, o João de Almeida Silva acabou morrendo por volta das 2h52 da madrugada deste sábado.  Deixou esposa  e quatro  filhos.

 

FURTARAM BATERIA DO CAMINHÃO

Na noite de sexta-feira,  José Antonio Turini, que mora na rua Duque de Caxias, 47, deixou seu caminhão Scânia, placas BWH 2219, estacionando defronte de  sua casa. Até às 22h  estava tudo em ordem com o veículo. Na manhã deste sábado, no entanto, quando pretendia sair para trabalhar, notou que haviam furtado a bateria do seu veículo.Trata-se de uma bateria que  vale em torno de R$ 950,00.  Turini disse que a casa em frente da sua tem câmera de monitoramente e pode ter flagrado o ladrão.

 

FOI FURTADA QUANDO DORMIA NA CASA DA MÃE

Flordelice Lobato,50 anos, esteve no plantão da CPJ para denunciar que foi  vítima de furto dentro da casa da própria mãe. Contou que foi dormir na casa da mãe,  na rua Felix Capinzaik, 695, deixando sua carteira com documentos e dinheiro na sala. Pela manhã constatou que haviam furtado tudo. Acredita que o autor seja alguém do convívio familiar, pois nenhum estranho entrou ali. Levaram a  carteira com os documentos pessoais, três  cartões da Caixa Federal e  também R$ 400,00 em   dinheiro.

 

CAIXA ELETRÔNICO FALHOU NO SAQUE DO DINHEIRO

Na manhã de sábado, dona Gersoni  foi ate o caixa eletrônico do banco onde mantém sua conta, em Bocaina, e pretendia fazer um saque de mil reais.  Na tela  veio a informação de que ela só poderia sacar R$ 300,00 de  cada vez.  Fez, então, o primeiro saque e o caixa liberou os R$ 300,00 tudo em notas de R$ 10,00. Ao tentar fazer o segundo saque, de mais R$ 300,00 não deu certo. As notas ficaram enroscadas no compartimento onde deveriam ser liberadas ao cliente. Ela só conseguiu retirar dali R$ 10,00 e  ai a máquina travou. Como era sábado e não havia ninguém na agência,  ligou para um 0800 do banco e para outro número disponível, mas nenhum deles atendeu.  Depois retirou um extrato em outra máquina  e nesta constava que ela fez dois saques de R$ 300,00  totalizando R$ 600,00. Só que a mulher só ficou com R$ 310,00.  Para resguardar seus direitos esteve na CPJ e registrou a queixa.

 

SEPULTURA É  VIOLADA NO CEMITÉRIO MUNICIPAL

Marlete  foi avisada  que o túmulo de seu filho, Jackson, no cemitério de Jaú,  havia sido violado. Este no local, junto com a filha Marcia e ambas constataram a violação da sepultura. A laje da tampa  havia sido danificada  e pela fresta  puderam constatar  que a tampa da urna funerária havia sido deslocada. Funcionários do cemitério informaram que vândalos  danificaram o túmulo no domingo  passado, dia 3, e que até a quinta-feira, dia 7, ele seria reparado.  Como os reparos não aconteceram, a mulher foi à  CPJ e registrou a queixa dos danos.

 

VIZINHOS   BRIGAM POR CAUSA  DE CACHORRO

Ana Flávia, que mora na rua Humberto Batochio, no Jardim Bela Vista, contou na CPJ que foi ameaçada por vizinhos por causa de um cachorro.  Relatou que sua mãe, que tem 80 anos, deixou escapar para a rua um cachorro vira-latas, que tem oito meses.  Este cão foi até a esquina, onde moram novos vizinhos, que estão ali a apenas dois meses.  Só que o animal não atacou ninguém. Os vizinhos não gostaram da presença do cão e armados com paus e pedaço de ferro disseram que iam matar o animal, xingaram todo mundo e só não agrediram Ana Flávia e sua mãe porque chegou ali seu cunhado que interviu e  evitou qualquer agressão.

 

MOTO É FURTADA, ENCONTRADA, MAS NÃO RECUPERADA

Em 21 de dezembro último, Waldemar Roberto Turino, 45 anos, que mora na rua Benjamin Constant, 1.763, teve a sua moto Honda C-100 Biz, ano 2002, cor verde,  furtada da frente da sua casa. O veículo tem a placa CWR 2415.  Nesta sexta-feira, dia 8, o irmão de Waldemar disse que viu a moto na rua. Era a mesma, sem tirar, nem por.   Foi conversar com o condutor da motoca mas esse não quis saber de conversa. Disse que a comprou de um particular e  foi embora.

 

MENOR AMEAÇA DE MORTE A VICE-DIRETORA DE ESCOLA

Aconteceu na manhã de sexta-feira, dia 8. O estudante T.H.R., de 15 anos, foi convidado a deixar a sala de aula na escola Professor José Nicolaui Pirágine, por conta da indisciplina na sala.  Ao ser advertido pela vice-diretora, Salete Cristina,  este se irritou quando ela lhe perguntou se ele estava perto de que soltou uma bomba no banheiro da escola. T.H.R.  tomou aquilo como uma ofensa e como se a vice-diretora o estivesse acusando de ser quem soltou a bomba.  Ai passou a proferir todo tipo de ameaça à educadora.  Disse, entre outras coisas, “você está com os dias contados. Vou te matar, dentro ou fora da escola. Enquanto você não morrer eu não vou descansar. No ano passado eu vinha armado na escola e agora  vou voltar a usar  arma”.  Só não revelou que tipo de arma pretende levar para a escola. Tudo aconteceu no pátio e foi presenciado pela mediadora de conflitos da escola,  a Elisa.

 

DEIXOU TUDO ABERTO E FICOU SEM O NOTEBOOK

Marcelo Furlanetto, 24 anos, mora com os pais na rua Professora Marina Cintra, 52. Os pais estão viajando. No dia 7 último ele chegou em casa por volta das 23h e deixou seu notebook (marca e modelo não especificado), sobre a mesa da cozinha. Na sexta-feira pela manhã  saiu para trabalhar. Quando  voltou para o almoço, o notebook não  estava mais onde ele havia deixado. Marcelo disse que tem o hábito de deixar porta e janelas abertas, só trancando o portão da casa, cujo muro tem 1,5 metro de  altura.

 

COLEGAS DE TRABALHO BRIGAM E MARIDO DE UMA ENTRA NA CONFUSÃO

Jamara, 29 anos, e Pamela, 21 anos,  trabalham na mesma empresa e acabaram , por razões não esclarecidas, se desentendendo no local de trabalho. No final do dia, quando Jamara estava indo pra casa  pela rua José Inácio Curi, no Sani,  foi surpreendida no caminho pela Pamela, que estava junto com seu marido, num veículo Volkswagen Gol, de cor prata. Pamela desceu do carro, foi em direção a Jamara já dizendo “agora vamos conversar”. Mas não teve conversa nenhuma. As duas já entraram em luta corporal. Jamara contou na CPJ que o marido de Pamela a segurou para que a sua mulher a agredisse. Disse também que marido da Pamela a agrediu, puxando-a pelo capacete e dando um chute nas suas costas.

 

DESVIAVA CERVEJAS DA EMPRESA PARA A CASA DO IRMÃO

O funcionário de  um estabelecimento, cujo nome não  foi revelado, fazia  entrega de bebidas pela cidade.  Só que na carga ele  coloca algumas caixas a mais de cerveja e descarregava esse excedente na casa de seu irmão. Pelo estoque, a empresa descobriu que algo estava errado. O homem foi pego em flagrante e levado à CPJ onde ficou detido.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2019. Todos os direitos reservados