sábado, 24 de agosto de 2019
Início » Geral » Garoto de 16 anos morre afogado no rio Jaú

Garoto de 16 anos morre afogado no rio Jaú

João Vitor foi nadar com amigos no rio próximo ao Jardim João Balan II

Gravatar
20/01/2019 às 09h43

 

O forte calor destes dias de verão, que tem levado pessoas a procurarem rios ou lagoas para se refrescar, culminou com uma tragédia na tarde deste sábado em Jaú. Um adolescente de 16 anos, João Vitor Alves da Silva, morreu afogado nas águas do rio Jaú, ao lado do Jardim João Balan II. Ele foi ali, com mais dois amigos para se banhar nas águas do rio, que consta ter três metros de profundidade nesse local. De repente, o menor afundou na água, os colegas tentaram socorrê-lo mas não conseguiram. Os Bombeiros foram acionados e o  corpo do adolescente foi encontrado e retirado das águas cerca de duas horas após ele ter desaparecido.

João Vitor  deixou sua bicicleta nas proximidades,  passou por uma cerca para ter acesso ao rio,  juntamente com os amigos. O local é conhecido como “areião”, porque funcionava ali um porto de extração de areia.

O pai do menor, Gentil da Silva, disse que o filho saiu de casa após o almoço e não disse para onde ia.  Também não soube informar se o garoto sabia nadar. Outro adolescente, de nome Braian, que estava na margem do rio,  disse ter visto os três garotos entrarem na  água e depois o João Vitor se debatendo. Contou que os outros dois tentaram ajuda-lo mas não conseguiram.

Depois de resgatado das águas o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e, em seguida, liberado para a família para o sepultamento ainda neste domingo, dia 20.

 

FURTOU CELULAR DE COMERCIANTE NO CENTRO

Solange Cristina é proprietária de uma loja na rua Quintino Bocaiúva , no centro da cidade. Por volta de 14h de sexta-feira entrou no estabelecimento uma jovem mostrando-se interessada na compra de calçado. Mudou de um ambiente para outro dentro do estabelecimento dizendo que procurava por uma sapatilha de determinado número. De repente, a jovem saiu, sem levar nada, dizendo não ter encontrado o que queria.  Quando a comerciante deu por conta, o seu telefone celular LG, K10, com tela trincada,  havia sumido.  Ela saiu até a porta mas não viu mais a moça. Solange Cristina foi à CPJ e forneceu o IMEI do aparelho para o bloqueio.

AMEAÇOU A MULHER PARA QUE ELA ENTREGUE O CARRO

Lorraine , 31 anos, cabeleireira, relatou na CPJ que foi ameaçada pelo marido, de nome Aníbal, de 54 anos, porque este quer que ela lhe entregue o carro para que possa vende-lo e assim quitar fatura do cartão de crédito. Como está em vias de separação do Anibal,  na tarde de sexta-feira Lorraine estava no escritório de um advogado na rua Campos Salles.  Foi quando tocou o seu celular e do outro lado estava o Aníbal, exigindo que ela lhe entregasse o carro.  Diante da negativa dela, o marido ficou nervoso e a ameaçou de morte. O advogado ouviu a ameaça porque o telefone estava no modo de “viva voz”.  Saindo do escritório, Lorraine foi para o seu salão de cabeleireira, na avenida Zezinho Magalhães.  Pouco depois apareceu ali o Anibal, que exigia o carro e voltou a ameaça-la de morte. Desta vez a ameaça  foi testemunhada por uma colega de Lorraine que trabalha no salão. Na CPJ,  Lorraine disse que deseja representar contra o Anibal para que este seja processado.

 

DROGA ENCONTRADA  EM CASA EM CONSTRUÇÃO

O cabo Anderson e o soldado Doria receberam uma denuncia de que o motorista de um veículo Parati, de cor verde, havia deixado um objeto numa das casas em construção ao lado do Jardim Padre Augusto Sani.  Os policiais foram até o local e encontraram  dentro da chamada “caixa de contenção de gordura” duas sacolas contendo 180 porções de cocaína e  em outra sacola 743 ependorfs vazios. A casa, em fase final de construção, não tem muro e nem portão. Na frente, do outro lado, estava estacionada uma Parati verde, placas CKZ 6590-Igaraçu do Tietê, que os policiais não sabem precisar se é o mesmo veículo daquele que deixou a droga na casa.

 

FOI À EMPRESA E  AMEAÇOU EX-COLEGA

A queixa foi apresentada na CPJ pelo Genival Rodrigues Gonzaga, de 49 anos. Ele disse que trabalha numa empresa de transportes localizada na avenida Netinho Prado, na Vila Maria, onde também trabalhava o Olair da Silva, que foi demitido. Na última terça-feira o Olair voltou até a empresa onde trabalhava e ali desferiu um tapa no rosto do Genival, além de ameaça-lo dizendo  “isso não vai ficar assim”  e que sabe onde mora o Genival. Outro funcionário da empresa presenciou a agressão e a ameaça.  A queixa, no entanto, só foi registrada pelo Genival na  CPJ na quinta-feira, dia 17.

 

POR TELEFONE FAZ GRAVES AMEAÇAS À EX-MULHER

Jéssica, 30 anos, que disse ser música,  e Pablo, 32 anos, mantiveram por nove anos um relacionamento de união estável, do qual eles tem um filho de dois anos e 10 meses. Há dois meses estão separados. A Jéssica está aqui em Jaú, na rua Anisio Spricigo, no Jardim Olimpia, enquanto que o Pablo ficou morando em Campinas. Agora, conforme Jéssica, o Pablo lhe telefona constantemente e faz ameaças, por estar inconformado com a separação. Entre outras coisas, conforme relatou Jéssica na CPJ, o Pablo lhe diz  “vou lhe dar o troco”,  e  “vou te  por num caixão”.   Jéssica foi orientada a representar contra o ex-companheiro.

 

FURTARAM  A  CAIXA DE LUZ  DA  CASA

Wellington Giuliano da Silva, 43 anos, comprou uma casa na rua Hugo Munerato, 17, no Jardim Padre Augusto Sani.  Solicitou, então, à CPFL, que efetuasse a ligação de energia elétrica no endereço. Quando os homens da empresa chegaram no local não  existia caixa de luz para instalar o relógio medidor. Wellington acreditava que a CPFL é quem forneceria essa caixa, mas acabou descobrindo que ela  havia sido furtada durante o  período em que o imóvel ficou vazio.

 

SOGRA DENUNCIA A NORA POR INJÚRIA

A dona Nelci esteve na  CPJ para denunciar que vem sendo ofendida através de mensagens pelo Whatsapp e mesmo por ligações telefônicas pela sua nora Daniele, que é  casada com o seu filho Alan. Nelci contou que deixou o filho e a nora morarem de graça numa casa de sua propriedade, porque eles tem dois filhos e não tinham condições de pagar aluguel.  Mas, conforme seu relato,  eles deixaram de pagar as contas de água e de energia elétrica e quando esses  serviços foram cortados mudaram para outra casa no Jardim Pedro Ometto, enquanto que as contas ficaram em nome da Nelci.  A mulher disse que seu relacionamento com a  nora Daniele  sempre foi conturbado e que após esses últimos acontecimentos  a nora passou a xingá-la de tudo quanto é nome. Nelci foi orientada a representar contra a Daniele.

 

TENTOU VENDER FECHADURAS NOVAS  EM LOJA

Policiais militares receberam a comunicação de que um individuo esteve numa loja na avenida do Café  oferecendo para a venda fechaduras novas, na caixa, de procedência duvidosa.  Em patrulhamento pela região encontraram na rua Davi Geminiani, na Vila Netinho, o Bruno Heverton, de 22 anos, que estava de posse de 13 fechaduras da marca Arouca.  Ele não soube explicar a procedência dos equipamentos  e  foi levado ao plantão da CPJ onde as fechaduras foram apreendidas.

 

BRIGOU COM A COMPANHEIRA E CORREU PARA A CASA DA MÃE

A Júlia Fernanda, 22 anos, disse estar amasiada com o Luiz Guilherme, 26 anos,  faz cinco anos e eles  tem um filho de três anos. Moram na rua Alvaro Floret, 100, casa 1.  Na noite de quinta-feira (17) se desentenderam e  partiram para a agressão mutua, tanto física quanto verbal. Após a Julia Fernanda dizer que iria se separar, foi ameaçada de morte pelo Luiz Guilherme, dizendo que se a visse com outro iria pegar os dois. Júlia Fernanda chamou a Polícia, só que quando os policiais chegaram o Luiz Guilherme já tinha se mandado, ao que consta, conforme Júlia, ele foi para a casa de sua mãe.

 

CARRO É FURTADO E  “DEPENADO”

Dilson Juarez Rodrigues, de 60 anos, tem o seu Gol ano 2001, modelo 2002, cor preta, placas DCM 4492, que deixa estacionado em frente ao seu local de trabalho. Na quinta-feira não foi diferente. Só que quando saiu do trabalho, à tarde,  notou que seu Golzinho havia sido furtado. Na sexta-feira colegas de trabalho disseram que viram o seu carro parado na rua Roberto Crozera, 1.060, Jardim São Crispim II, perto do local de onde havia sido furtado. Dilson Juarez  foi até lá e, de fato, o carro estava ali. Só que constatou que dele haviam levado o estepe com roda e tudo, a bateria, a chave de roda, uma caixa de ferramentas e ainda um óculos de sol.

 

IDOSO É ENCONTRADO MORTO EM CASA

Vizinhos perceberam um forte odor que exalava de uma casa na rua Domingos Frangipani, 65, no Jardim Santo Ivo, na manhã de sexta-feira, dia 18. Avisaram a sobrinha do morador do local, que ali esteve, autorizou os policiais a entrarem no imóvel e dentro dele os policiais encontraram o tio dela, o Francisco De Chiachio Junior, de 72 anos,  morto, caído no chão. Pelo estado do corpo deduz-se que o homem estava morto havia três dias. Não havia nenhum sinal de violência no corpo, o que indica que tenha sido morte natural. A perícia foi acionada e o corpo levado ao IML para depois ser liberado aos familiares.

 

MENSAGEM NO CELULAR FEZ MARIDO AGREDIR A MULHER

Na tarde deste sábado, por volta de 17h50,  policiais foram acionados por conta de uma briga de casal na rua Mário Martins Mengon, 46, no Jardim Santo Onofre. No local,  a mulher, Marisa, de 40 anos,  contou ter sido agredida de forma violenta pelo seu convivente, o Emerson, de 46 anos. Ele a atingiu com socos  na cabeça, no rosto e no queixo. A mulher teve que ser encaminhada ao Pronto Socorro da Santa Casa onde recebeu pontos cirúrgicos no queixo. Tudo aconteceu, segundo o agressor, porque ele viu mensagens comprometedoras no celular da mulher. No plantão, porém,  Marisa disse que não gostaria  que o Emerson fosse preso porque ele é pai de sua filha, de 11 anos. Mesmo assim, o delegado de plantão determinou pela prisão do agressor, com base na Lei Maria da Penha,  sem arbitrar fiança, e além disso Emerson tinha contra si um mandado de prisão em aberto, de prisão cível, pela 1ª Vara da Comarca de Itaquera.

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2019. Todos os direitos reservados