quarta, 21 de novembro de 2018
Início » Geral » Vacinação é prorrogada

Vacinação é prorrogada

A população-alvo da campanha é composta por crianças com idade entre um e cinco anos incompletos.

Gravatar
04/09/2018 às 10h52

A Prefeitura de Jaú, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica, informa que, conforme orientação da Diretoria Técnica da Divisão de Imunização do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite (paralisia infantil) e contra o Sarampo foi prorrogada até 15 de setembro (sábado), sem previsão de nova prorrogação, em todas as unidades básicas de saúde. A aplicação das doses ocorre das 7h às 17h.

            Segundo o Departamento de Vigilância Epidemiológica, em Jahu, até o dia 01 de setembro  (sábado), foram aplicadas 4.418 doses da vacina contra o sarampo (cobertura vacinal de 66,55%) e 4.494 doses da vacina contra a poliomielite (cobertura vacinal de 67,69%).

            A população-alvo da campanha é composta por crianças com idade entre um e cinco anos incompletos. Este ano, a vacinação é feita de forma indiscriminada, o que significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço.

            No caso da pólio, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável, e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral. Para o sarampo, todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos vão receber uma dose da tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

            A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito, atingindo geralmente membros inferiores. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus. O último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989, e desde 1990 não são registrados casos da doença, que é grave e foi responsável por danos irreversíveis para milhares de crianças no mundo. As ações de prevenção e controle, em especial a vacinação, contribuíram para que, em 1994, o país recebesse da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a Certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.             O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e exantema maculopapular. A transmissão do vírus do sarampo é direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções nasofaríngeas expelidas pelo doente. O período de incubação é de uma a duas semanas. O período de transmissibilidade inicia-se cerca de cinco dias antes do exantema e dura até cerca de cinco dias após seu aparecimento. O Brasil recebeu a certificação de eliminação do sarampo em 2016. No entanto, o sarampo é endêmico em vários países (Europa, África e Ásia), existindo, desta maneira, o risco de importação para o Brasil.

            Não há tratamento específico para o sarampo, apenas sintomático. A vacina tríplice viral (SCR) é a medida de prevenção mais eficaz contra o sarampo, protegendo também contra a rubéola e a caxumba.

 

Serviço

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite (paralisia infantil)

Data: até 15/09 (sábado)

Horário:

  • em todas as unidades básicas de saúde das 7h às 17h

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados