domingo, 23 de setembro de 2018
Início » Geral » Homem morto a facadas no carro. Acusado é preso.

Homem morto a facadas no carro. Acusado é preso.

Acusado diz que agiu em legítima defesa pois foi a vítima quem tentou matá-lo a faca.

Gravatar
26/08/2018 às 08h28

Na manhã deste sábado deu entrada no Pronto Socorro da Santa Casa um homem, depois identificado como Eleomar  Gomes da Silva Filho, de 30 anos, com ferimentos graves a golpes de faca na região da cabeça e pescoço.  Foi levado ao hospital pela viatura do Samu. Não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Os socorristas do Samu informaram a Polícia que foram chamados na rua José Franceschi, altura do número 170, no bairro da Olaria, em Potunduva, onde um homem estaria ferido dentro de um carro Logus, placas JTF 2214. No local, notaram que o homem, que era o motorista do veículo, estava caído para o lado do banco do passageiro, onde havia muito sangue. O carro estava com o pneu dianteiro esquerdo sobre a calçada. Dentro do veículo, os policiais encontraram um ependorf vazio, um boné e papéis usados pelos usuários de maconha.

A vítima foi reconhecida pelos seus pais, pois não portava nenhum documento. Não havia testemunhas do crime e os próprios  familiares, após deixarem o pronto-socorro tomaram rumo ignorado.

Mas, ainda na noite de sábado, os policiais Azevedo e Soares  -um deles já tendo trabalhado no distrito de Potunduva e conhecendo a situação ali-   apuraram que Eleomar estava dentro do carro em companhia de um outro individuo, fazendo uso de drogas. Apuraram também que quem estava junto com Eleomar era o acusado do crime de homicídio, Jefferson Roberto de Mello, de 19 anos,  solteiro, desempregado, morador na avenida Santa Catarina, 1.784. Os policiais foram até a casa dele onde o localizaram. Jefferson  Roberto  admitiu o crime e disse ter agido em legítima defesa. Confirmou que os dois estavam no veículo consumindo drogas e que em dado momento houve um desentendimento entre eles. Segundo o acusado, foi Eleomar quem se alterou e sacou de uma faca investindo contra ele. Jefferson disse ter tomado a faca de Eleomar e desferiu vários golpes contra a  vítima, fugindo em seguida e jogando a faca num rio. A arma não foi encontrada. Jefferson Roberto de Mello recebeu voz de prisão em flagrante pelo  homicídio o que foi confirmado no plantão da CPJ.

 

MULHER É  ROUBADA QUANDO SAIA DA IGREJA

Elizabete de Carvalho, de 59 anos, aposentada, saia da sua igreja por volta das 22h deste sábado e caminhava pela rua Mario Borgo, no Jardim Pires II. De repente foi abordada por um homem, depois identificado como William, de 39 anos, que agarrou a alça de sua bolsa e a tomou a força, chegando a derrubar a mulher ao chão.  Ela começou a gritar por socorro e outras pessoas que saíram da mesma igreja correram atrás do ladrão e conseguiram dete-lo, recuperando a bolsa da Elizabete com todos os seus pertences. Um membro da igreja disse que William não lhe era estranho, pois já o tinha visto frequentando o culto algumas vezes. O pai do William chegou também ao local e após conversar convenceu as pessoas a deixarem que  ele levasse o filho embora para casa. A ocorrência foi registrada no plantão da CPJ como  roubo, pelo qual William, devidamente identificado, irá responder.

 

APONTOU RÉPLICA DE ARMA PARA  MILITAR E SE  DEU MAL

No Jardim Maria Luiza IV, na tarde de sábado, acontecia uma prova pedestre pelas ruas do bairro. Atiradores do Tiro de Guerra de Jaú  foram chamados para dar apoio na organização do evento.  Um dos atiradores estava pela avenida Pedro Bianco quando passou por ele um carro Fox, placa DZY 9690, vermelho, cujo passageiro apontou-lhe uma arma, tipo pistola. O atirador acionou a Polícia Militar que esteve no local e localizou o carro, onde estava um menor, A.F.C.S., de 17 anos, ao volante, e no banco de passageiro o maior Carlos Adriano, 35 anos, que foi quem apontou a arma para o  militar do Exército. Em revista nos ocupantes e no veículo os policiais encontraram com o menor uma porção de maconha, que ele disse ser para seu consumo, e sob o banco do passageiro, onde estava Carlos Adriano, encontraram a tal pistola que, de fato, tratava-se de um simulacro, de uma réplica de arma de verdade. Sobre o simulacro, Carlos Adriano disse te-lo comprado de um desconhecido  e utilizava para brincadeira, como também disse que foi por brincadeira que apontou a falsa arma para o atirador do Tiro de Guerra. O veículo , o simulacro de arma e a droga foram apreendidos.

 

EM COLISÃO, MOÇA TEM BRAÇO QUEBRADO

Luana Rafaela,  23 anos, balconista, transitava com sua Honda Bis pela avenida marginal do rio Jaú, na manha de sexta-feira, quando teve  a sua frente interceptada por um carro Hyundai HB20, sedan, dirigido por Antonio de Pádua. A colisão da motoneta com a lateral do carro foi inevitável a  a jovem foi ao solo e teve que ser socorrida ao pronto-socorro da Santa Casa, onde constatou-se que sofreu fratura no braço direito. Luana transitava no sentido do Ceprom para a avenida Julinho de Carvalho, enquanto que o Hyundai transitava pela avenida marginal da rodovia, descendo no sentido do cemitério para a ponte do rio Jaú. O motorista do carro disse ter parado porque viu  carro que vinha na preferencial , mas depois avançou, sem ver a motoneta que trafegava logo atrás desse carro.

 

CAPTURA DE PROCURADO

Policiais militares levaram ao plantão da CPJ o Alan Peixoto Giambelli, 25 anos, desempregado, que tinha contra si um mandado de prisão em regime aberto expedido pela 1ª Vara Criminal de Jaú, por lesão corporal. Ele foi apresentado por volta das 15h40 da sexta-feira, mas foi posto em liberdade e orientado a comparecer em juízo para regularizar a sua situação.

 

MENOR DIZ TER SIDO INJURIADA E AMEAÇADA

A menor Andressa, de 16 anos, estudante, esteve no plantão da CPJ neste sábado denunciando que vem sendo vítima de injúria e de ameaça por uma tal de Darça, que tem salão de cabeleireira na rua Albino Rafani, no Jardim Maria Luiza IV. Contou que após ter ido ao salão da Darça, há duas semanas, esta passou a  dizer que tinha desaparecido uma certa quantia em dinheiro de seu salão e que  a Andressa teria sido a autora do furto. Agora, quando Andressa estava na casa de sua tia,  que é vizinha do tal salão, a  Darça ao vê-la passou a xingá-la de todo nome, o mais leve deles “rapariga” e dizer que tinha vontade de mata-la, além de prometer contratar umas meninas para pegar a Andressa. Esta não teve dúvida: registrou a queixa de calúnia, injúria e  ameaça.

PRESO POR NÃO PAGAR PENSÃO

Aos 16 minutos da madrugada deste domingo, L.L.L.R, de 26 anos, residente na rua José Furia, no distrito de Potunduva, foi preso por policiais militares que cumpriram um mandado contra ele expedido pela 4ª Vara Cível de Jaú. Foi preso e levado à cadeia pública de Barra Bonita pelo não pagamento de pensão alimentícia.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados