sábado, 15 de dezembro de 2018
Início » Geral » Vacinas contra sarampo e pólio começam dia 4

Vacinas contra sarampo e pólio começam dia 4

A população-alvo da campanha é composta por crianças com idade entre um e cinco anos incompletos. A meta é vacinar pelo menos 95% desse público.

Gravatar
02/08/2018 às 19h24

A Prefeitura de Jaú, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica, fará no período de 4 a 31 de agosto a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite (paralisia infantil).

            A população-alvo da campanha é composta por crianças com idade entre um e cinco anos incompletos. A meta é vacinar pelo menos 95% desse público. “A poliomielite e o sarampo são doenças de notificação compulsória, e o país tem compromissos internacionais para erradicar e eliminar, respectivamente, estas doenças. Ressaltamos que a vacinação para pessoas acima de 5 anos de idade devem se vacinar conforme orientação do Calendário Nacional na rotina. Portanto, não iremos fazer intensificação de vacinação da população adulta neste momento. Iremos priorizar as crianças. A demanda espontânea deverá ser atendida como consta no Calendário de Vacinação, ou seja, qualquer pessoa que procurar as unidades de saúde (preferencialmente de segunda à sexta-feira) receberão as vacinas conforme a necessidade e indicação para sua faixa etária. Neste momento, é fundamental que toda a população alvo compareça às unidades básicas de saúde levando a caderneta de vacinação. As vacinas são seguras, e é necessário ressaltar a importância da imunização, desmistificando que a vacina pode trazer malefícios”, afirma a secretária interina de Saúde, Márcia Nassif.

            A secretária ainda salienta que não poderão ser vacinadas crianças imunodeprimidas, como aquelas submetidas a tratamento para leucemia e pacientes oncológicos.

            A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo decidiu antecipar o início da campanha, que contará com dois “Dia D’: 04 e 18 de agosto.

            Atualmente, a cobertura vacinal de poliomielite em São Paulo é de 70%, e de sarampo, 74,3%, conforme dados preliminares do PNI (Programa Nacional de Imunizações).

            O esquema vacinal do Calendário Nacional de Vacinação é composto por três doses da vacina inativada poliomielite (VIP), administradas aos dois, quatro e seis meses, sendo necessários dois reforços com a vacina oral poliomielite (VOP) aos 15 meses e aos 4 anos de idade.

            A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito, atingindo geralmente membros inferiores. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus. O último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989, e desde 1990 não são registrados casos da doença, que é grave e foi responsável por danos irreversíveis para milhares de crianças no mundo. As ações de prevenção e controle, em especial a vacinação, contribuíram para que, em 1994, o país recebesse da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a Certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.             O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e exantema maculopapular. A transmissão do vírus do sarampo é direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções nasofaríngeas expelidas pelo doente. O período de incubação é de uma a duas semanas. O período de transmissibilidade inicia-se cerca de cinco dias antes do exantema e dura até cerca de cinco dias após seu aparecimento. O Brasil recebeu a certificação de eliminação do sarampo em 2016. No entanto, o sarampo é endêmico em vários países (Europa, África e Ásia), existindo, desta maneira, o risco de importação para o Brasil.

            O surto de sarampo iniciado em 2017 se mantém em curso na Venezuela, e desde fevereiro de 2018, no Brasil, casos de sarampo foram confirmados nos Estados de Roraima, Amazonas, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo (um caso importado). Desta forma, evidencia-se no Brasil a persistência de transmissão do sarampo por mais de 90 dias, envolvendo mais de uma unidade federada, o que corresponde ao NÍVEL 3, alerta máximo, conforme Plano de Contingência.

            Não há tratamento específico para o sarampo, apenas sintomático. A vacina tríplice viral (SCR) é a medida de prevenção mais eficaz contra o sarampo, protegendo também contra a rubéola e a caxumba.

 

 

Indicação de vacinação contra Sarampo:

* de 1 a 29 anos, 11 meses e 29 dias: duas doses na vida (independente da data de aplicação) com intervalo mínimo de 30 dias (crianças menores de 2 anos as doses já fazem parte da rotina).

* pessoas de 30 a 49 anos: uma dose na vida, independente da data da administração.

Vacinas contra Poliomielite

O esquema vacinal do Calendário Nacional de Vacinação é composto por três doses da vacina inativada poliomielite (VIP), administradas aos dois, quatro e seis meses, sendo necessários dois reforços com a vacina oral poliomielite (VOP) aos 15 meses e aos 4 anos de idade.

 

Serviço

Campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite (paralisia infantil)

Data: de 04 a 31 de agosto

Horário: das 7h às 17h

Todas as unidades básicas de saúde estarão atualizando o cartão de vacinação

 

Dia “D” - mobilização

Data: 04 e 18 de agosto (sábado)

Horário: das 8h às 17h

Nessas datas, todas as unidades básicas de saúde estarão abertas para atualização do cartão de vacinação

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados