quinta, 16 de agosto de 2018
Início » Geral » MEC aprova e Medicina deve começar em agosto

MEC aprova e Medicina deve começar em agosto

O curso de Medicina vai oferecer 55 vagas anuais para um período de seis anos. O pró-reitor José Eduardo Creste disse que a idéia é iniciar a primeira turma em 1º de agosto.

Gravatar
03/04/2018 às 11h33
Fachada do campus provisório do curso de Medicina

Fachada do campus provisório do curso de Medicina

 

Foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 3 de abril de 2018, a portaria nº 228, assinada no dia anterior pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES), do Ministério da Educação,  Henrique Sartori de Almeida Prado, que autoriza o funcionamento do curso de Medicina em Jaú. O curso, que oferece 55 vagas, será mantido pela Unoeste – Universidade do Oeste Paulista, de Presidente Prudente e vai  funcionar nos primeiros anos – no máximo três – em instalações adaptadas no Hospital Thereza Perlatti. A portaria autorizando a extensão do campus da Unoeste para Jaú  foi publicada no dia 2 de abril, recebendo o número 292, datada de  29 de março, esta assinada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho.

A Unoeste deve iniciar  em breve a construção de seu campus próprio, numa área de 62 mil metros quadrados  adquirida na margem da rodovia Jaú-Bauru, logo após o  Território do Calçado.  Conforme o pró-reitor acadêmico, José Eduardo Creste, além da Medicina, outros cursos  virão para o futuro campus  próprio da escola.

O curso de Medicina  vai oferecer 55 vagas anuais para um período de seis anos. Creste  disse que a idéia é iniciar a primeira turma em 1º de agosto.  “Inicialmente  vamos chamar o pessoal que  foi aprovado para trabalhar na nossa extensão  de Jaú. Serão  25 pessoas de início , que receberam treinamento, passarão por todo o processo burocrático de contratação, isso fora os docentes, que serão em número menor nesta primeira turma mas que vão aumentando ao longo dos anos.  Só para Medicina deveremos ter no final mais de 100 pessoas contratadas”, falou.

O processo para a instalação do curso de Medicina em Jaú  começou em 2013, quando o Governo Federal anunciou a criação de nossos cursos na área para atender ao Programa Mais Médicos. O prefeito Rafael Agostini  esteve em Brasília naquela época e  inscreveu Jaú no programa.  Ele dizia em 2013: “Eu não gosto de falar sobre expectativas, mas já vem sendo feito um trabalho no sentido de um dos cursos de Medicina que o governo federal quer criar no país seja em Jaú. Nós preenchemos os requisitos necessários para essa conquista”.

Em dezembro de 2013 Jaú estava em os 42 municípios pré-selecionados para ter a Faculdade de Medicina. Depois ficaram 39 municípios. A Unoeste se  habilitou para ser a mantenedora e venceu entre outras quatro instituições de ensino, inclusive a Fundação Educacional Dr. Raul Bauab, de Jaú.

Em setembro de 2017  técnicos a serviço do Ministério da Educação vieram a Jaú fazer uma vistoria e ver se a cidade atendia aos requisitos para ter o curso, tais como infraestrutura de saúde  pública, número de hospitais e de leitos hospitalares, dentre outros.  Jaú  foi aprovada  e o convênio com o MEC  para a instalação do curso teve a sua assinatura em 21 de setembro de 2017. Desde então, aguardava-se a publicação das portarias no Diário Oficial da União, uma para a extensão do campus da Unoeste, outra para o curso propriamente, o que aconteceu neste inicio de abril de 2018.

O prefeito Rafael Agostini considera um marco histórico para Jaú. “Este é um legado que vamos deixar para as futuras gerações. O maior legado que um prefeito pode deixar para uma cidade. Além do curso em si, nunca mais teremos problemas com médicos para a nossa saúde pública, porque o programa prevê que que os formados trabalhem inicialmente na rede pública de saúde. Fora isso, muito coisa  virá para Jaú atrás da Faculdade de Medicina. Vamos dar um salto imensurável de qualidade de vida e desenvolvimento”, falou o prefeito.

 

​A PORTARIA DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO:

 

Publicado em: 03/04/2018 | Edição: 63 | Seção: 1 | Página: 19

Órgão: Ministério da Educação / Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior

PORTARIA N° 228, DE 2 DE ABRIL DE 2018

O SECRETÁRIO DE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR, no uso da competência que lhe foi delegada pelo Decreto nº 9.005, de 14 de março de 2017, considerando o disposto no Decreto nº 9.235, de 15 de dezembro de 2017, considerando as determinações contidas na Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013, na Portaria Normativa nº 7, de 24 de março de 2017, alterada pela Portaria Normativa nº 13, de 20 de julho de 2017, o Parecer SERES/DISUP/CGMES, e nos termos do que consta do Processo e-MEC n° 201715256, referente à proposta selecionada pelo Edital nº 6/2014/SERES/MEC, do Ministério da Educação, e nos demais normativos aplicáveis, resolve:

Art.1° Fica autorizado o curso de Medicina (código e-MEC 1408262), bacharelado, com 55 (cinquenta e cinco) vagas totais anuais e prazo mínimo para integralização de 6 (seis) anos, a ser ministrado à Praça Doutor Adolfo Bezerra de Menezes, S/N, Associação Hospitalar Thereza Perlatti de Jaú, Bairro Jardim Estádio, no Município de Jaú, Estado de São Paulo, pela Universidade do Oeste Paulista (código e-MEC 271), mantida pela Associação Prudentina de Educação e Cultura - APEC (código e-MEC 194), com sede à Rua José Bongiovani, nº 700, Bairro Cidade Universitária, no Município de Presidente Prudente, Estado de São Paulo.

Parágrafo único. A autorização a que se refere esta Portaria é válida exclusivamente para o curso ofertado no endereço citado neste artigo.

Art. 2° Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

HENRIQUE SARTORI DE ALMEIDA PRADO

 

 

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados