sábado, 18 de novembro de 2017
Início » Geral » Preso o terceiro acusado da morte de Adevaldo

Preso o terceiro acusado da morte de Adevaldo

O terceiro acusado do crime, Caique Salles, foi preso na madrugada desta quinta-feira (2) em Igaraçu do Tietê.

Gravatar
02/11/2017 às 08h59

Galeria de Fotos

No  final da  manhã desta  terça-feira (31/10) foi encontrado em meio a um canavial, no município de Igaraçu do Tietê, o corpo do empresário Adevaldo Colonize, de 51 anos, que estava desaparecido de Jaú desde a madrugada do último domingo. Dois irmãos acusados do crime de latrocinio foram presos  na  segunda-feira (30/10) e o terceiro, que estava foragido,  foi preso na madrugada desta  quinta-feira (2/11) quando saia da casa da namorada em  Igaraçu do Tietê.  A Polícia Civil estava próxima dali, de campana.  A informação foi confirmada pelo delegado Marcelo Thomas Góes, da Delegacia de Investigações Gerais de Jaú (DIG).  Ainda no  domingo, a  camionete do empresário e professor , uma Toyota Hilux,  havia sido localizada abandonada  em Igaraçu do Tietê,  com a chave no contato  e as  portas abertas no bairro da Cohab.

A informação do delegado Góes é que a vítima  foi deixada  inconsciente com agressões violentas e depois atearam fogo ao seu corpo quando ainda apresentava sinais vitais de vida.    Adevaldo Colonize era empresário do setor educacional, com o  Colégio ADV, nascido em Jaú, que tinha filiais em Bauru, Botucatu e Barra Bonita.  O empresário estava  numa   casa noturna em Barra Bonita quando foi abordado por dois jovens, com os quais deixou o local. Depois do latrocinio, os dois  vieram à cidade e  juntaram-se a um irmão de um deles, ficando pela cidade  rodando com a camionete do empresário, o qual tentaram  vender em Bauru e Botucatu.

Os ocupantes iniciais  do veículo  foram identificados   e  o delegado Marcelo Góes  pediu a prisão temporária deles, o que foi acatado pela Justiça. Presos, M.J.M. , de 21 anos, e seu irmão, P.R.M., de 28 anos,  disseram que apenas pegaram  carona com C.H.S., de 19 anos,  que ainda não foi localizado.  Falaram  também que desconheciam o empresário Adevaldo e  nem sabiam porque o veículo estava em poder de C.H.S. Isso foi a primeira versão, porque depois um dos irmãos presos  acabou revelando à  Polícia o local onde estava o corpo e que realmente haviam agido para roubar a camionete e outros  pertences do empresáerio.

O terceiro acusado do crime de latrocinio,  Caique Salles,  foi preso pela Polícia Civil no começo da madrugada desta quinta-feira (2), quando saia da casa da namorada em Igaraçu do Tietê.  Agora, os três envolvidos  estão presos.   As unidades do Colégio ADV  suspenderam as aulas no período da tarde desta terça-feira (31) depois que chegaram as informações do encontro do corpo.

O corpo do empresário foi velado no Conjunto Esportivo José Antônio Varasquim, que fica na rua José Michel Mucare, em Igaraçu do Tietê, e sepultado às 19h desta  quarta-feira sob grande comoção de familiares, amigos, professores e  alunos das unidades do Colégio   ADV.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados