segunda, 23 de outubro de 2017
Início » Geral » Jaú assina convênio com Medicina da Unoeste

Jaú assina convênio com Medicina da Unoeste

Rafael Agostini, prefeito de Jaú, disse que este foi o maior avanço na saúde em Jaú desde as inaugurações, no início do século passado, do Hospital Amaral Carvalho e Santa Casa.

Gravatar
22/09/2017 às 10h30

Galeria de Fotos

O prefeito Rafael  Agostini  assina o convênio.

O prefeito Rafael Agostini assina o convênio.

A Prefeitura de Jaú, por meio da Secretaria de Saúde e a UNOESTE (Associação Prudentina de Educação e Cultura – APEC), mantenedora da maior universidade do oeste paulista, assinaram nessa quinta-feira (21/09), às 15h, no Salão Nobre da Prefeitura, Termo de Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Saúde com base na Lei 12.871, de 22 de outubro de 2013, que institui o Programa Mais Médicos. Por ele,  professores e alunos do curso de Medicina irão  atuar na rede básica de saúde do município e da região, inclusive desenvolvendo aulas práticas nos hospitais e unidades  básicas de saúde.  Rafael Agostini, prefeito de Jaú, disse que este foi o maior avanço na saúde em Jaú desde as inaugurações, no início do século passado, do Hospital Amaral  Carvalho e Santa Casa.

 O contrato, com prazo de vigência de cinco anos, tem como objetivo viabilizar a oferta de cursos de graduação na área da saúde, prioritariamente Medicina, e de Programas de Residência Médica no Município de Jahu, com a garantia de acesso à estrutura de serviços de saúde, oferecendo campo de prática, mediante a integração ensino-serviço-comunidade nas Redes de Atenção à Saúde, proporcionando também estágio curricular aos acadêmicos matriculados em todas as áreas de graduação dos cursos da saúde e programas de residência médica da UNOESTE.

 Em setembro de 2016, o Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, confirmou a UNOESTE (Associação Prudentina de Educação e Cultura – APEC) como selecionada para a abertura do curso de Medicina em Jahu.

 Em junho deste ano, o pró-reitor Acadêmico da UNOESTE, Dr. José Eduardo Creste, juntamente com uma equipe de docentes e funcionários administrativos, visitaram a cidade e reuniram-se com os gestores da área da saúde. Durante o encontro, os representantes estiveram no Hospital Thereza Perlatti, situado à Praça Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, 255, Jardim Estádio, onde o curso irá funcionar neste primeiro momento, com estrutura em área ao lado da unidade hospitalar. Também estiveram na unidade de Programa de Saúde da Família (PSF) Jardim Pedro Ometto.

 Em 30 de agosto de 2017, o secretário de Saúde, Wagner Brasil de Barros, juntamente com representantes da UNOESTE, realizaram reunião técnica no Salão Nobre da Prefeitura para analisar as cláusulas do Termo de Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Saúde. “A parceria entre a Faculdade de Medicina, mantida pela UNOESTE e o Município de Jahu, por meio da Secretaria de Saúde, tem como ponto fundamental a formação de profissionais médicos conforme as diretrizes e princípios do Sistema Único de Saúde – SUS, abordando de forma integral o processo saúde-doença. Também tem como objetivo comum a qualificação da atenção prestada aos usuários do sistema de saúde por meio da elaboração de ações que contribuam com a melhoria dos indicadores de saúde. A instalação do curso de medicina no Município faz parte do “Programa Mais Médicos” do Ministério da Saúde, com o propósito de fazer a diferença na formação dos profissionais médicos, com um olhar mais humanista na forma de cuidar. A vinda da Faculdade de Medicina possibilitará a formação de profissionais, que, após formados, poderão atuar nos serviços de saúde do Município, quer sejam eles da rede pública ou mesmo na rede privada, fortalecendo o sistema de saúde local e regional. Também teremos a oportunidade, por meio de nossas unidades de saúde, de implantar programas de residência médica, aumentando, assim, a atuação de profissionais médicos nestas unidades. A Secretaria de Saúde recebe a UNOESTE por meio da Faculdade de Medicina de uma forma

muito entusiasta, pois tem a certeza que este processo faz parte de uma estratégia para a implantação de outros cursos de graduação e de pós em diversas áreas, facilitando a vida dos

nossos estudantes, trazendo alunos de outras regiões e fomentando a economia do município”, reforça o secretário de Saúde.

“Com a implantação do curso de Medicina, uma população de mais de 300 mil habitantes de 12 municípios da região será beneficiada, pois dará uma qualificação maior aos atendimentos de saúde. Já temos importantes hospitais na cidade, como a Santa Casa, o Hospital Amaral Carvalho e o Hospital Psiquiátrico Thereza Perlatti, e um curso nessa área vai trazer ainda mais desenvolvimento, tanto na parte científica quanto na qualificação profissional e de saúde pública”, afirma o prefeito Rafael Lunardelli Agostini.

Segundo o diretor administrativo da APEC, Gabriel de Oliveira Lima Carapeba, a instituição de ensino tem planos promissores para a cidade. “A construção de um prédio próprio poderá abrigar outras graduações”.

A visita in loco do Ministério da Educação (MEC) está prevista para os próximos dias. O órgão realizará duas avaliações simultâneas: a de autorização do curso de Medicina e de credenciamento do campus jauense. Após essa etapa, o órgão federal terá 90 dias para publicar no Diário Oficial da União (DOU) o ato autorizativo para o funcionamento do campus fora de sede. A graduação será avaliada por três anos até o reconhecimento.

Jahu é uma das 37 cidades do país que terá Faculdade de Medicina por meio do programa Mais Médicos, do Governo Federal. A proposta de criação dos cursos foi lançada em 2013. A Prefeitura de Jahu se cadastrou, teve que cumprir algumas metas na área da saúde e passou pela etapa de classificação. Depois vieram as inscrições das instituições de ensino interessadas e cinco se interessaram por Jaú, sendo vencedora a UNOESTE.

 

8 Comentários(Deixe o seu)

  • Fabio Henrique dos Santos

    Serio que ele falou isto? O maior avanço na saúde deste a inauguração do Amaral Carvalho e Santa Casa? Qauntas pedras ele fumou?

    • Concordo com ele. Uma Faculdade de Medicina é ou nao é um grande avanço??? Imagine tudo o que vai acontecer a partir dela. E ela veio agora, como poderia ter vindo na administração de qualquer outro prefeito, só que aconteceu na administração de Rafael. Imagine você, daqui a três ou quatro anos, um punhado de alunos da faculdade ajudando na saúde pública de Jaú. Imagine o quer tudo cai gerar em torno da faculdade. Para mim é a conquista do século para Jaú. Por coincidência, na administração de Rafael. Só isso já vale uma administração, nem que ele não faça mais absolutamente nada.

    • Celia Vasconcelos

      Até entendo que o jornalista esteja empolgado com esse evento, mas dizer que é a conquista do século para Jaú, e que isso já vale uma administração, nem que ele não faça mais absolutamente nada, ai é obsessão. Menos Teixeira, menos, o século esta apenas começando.

    • João Carlos e Sa

      Essa conquista é interessante para Jaú, mas acho que não adianta só isso para Jaú se estamos com falta de empregos e na area da saude com a perda do Lucy Montoro ,parece nada mas foi uma perda sendo que esse Centro poderia ser transformado num Hospital para Jau., vejo que todas as conquistas das administrações passadas esse prefeitinho não se empenhou para que continuasse em Jaú, que esta parado com a cidade que é só uma sujeira, abandonada. E uma pena ver a nossa cidade com praças e ruas sujas. E o Rafael mamando e a nossa cidade parada no tempo. .

    Deixar Comentário

    Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

    Leia | Política de Comentários.

    Versão Móvel | Contato | Anuncie

    Primeiro site de notícias de Jaú.
    Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
    Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados