quarta, 18 de outubro de 2017
Início » Geral » Greve geral em Jaú

Greve geral em Jaú

O padre Celso Buscariollo, pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio, esteve presente e falou na concentração. “Como cidadão, como cristão, como sacerdote da Igreja Catolica, não poderia estar ausente junto do povo", disse.

Gravatar
28/04/2017 às 11h29
Passeata  desce a rua  Edgard Ferraz ao lado da Prefeitura

Passeata desce a rua Edgard Ferraz ao lado da Prefeitura

Atraso nas saídas dos  ônibus do Terminal Urbano,  panfletagem e orientação aos passageiros sobre os motivos do movimento, uma concentração com  alguns pronunciamentos e uma passeata que desceu pelo centro da cidade.  Foi ao que se resumiu em Jaú o dia da Greve Geral,   organizada pelos diversos sindicatos de trabalhadores da cidade.  A presença ao manifesto  foi em sua maioria de dirigentes sindicais , professores e grupo de jovens. Participaram cerca de 300  pessoas.

Desde as primeiras horas da manhã  os  manifestantes tentaram barrar a saída dos  ônibus urbanos do terminal.  O que conseguiram  foi deixa-los parados nas plataformas por alguns minutos  em enquanto integrantes do movimento entravam nos veículos, distribuíam panfletos e  falavam aos  passageiros sobre a greve ser proposta contra a reforma da Previdência Social e  das leis trabalhistas. Com o bloqueio, chegava-se a formar filas de seis ou sete ônibus  no Terminal Urbano. Cada um que chegava à frente, pronto  para sair, tinha que esperar cinco minutos  para a panfletagem interna e a conversa com os passageiros.

O padre Celso Buscariollo, pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio,  esteve presente  e  falou na concentração.  “Como cidadão, como cristão, como sacerdote da Igreja Catolica,  não poderia estar ausente  junto do povo. Temos que denunciar tudo aquilo que estão tirando do povo após longa história de conquistas dos trabalhadores.  Quem tem que pagar a divida  é  quem roubou, não o povo.  Somos a favor também que o Lava Jato continue e puna todos os culpados”, disse.

“Jaú não ficou de fora de uma realidade nacional. Tinhamos que fazer esse ato e estou satisfeito   com o resultado”, disse Claudemiro Jacintho,  presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Calçados de Jaú.

“Aqui não temos partido, não tem central, nada. Tem trabalhadores, unidos.  Agradeço aos jovens, porque  vocês é que tem que assumir essa  bandeira, porque serão os prejudicados lá na frente. A população jauense tem que se juntar a nós.  Estamos defendendo o trabalhador brasileiro, não partido político”, disse Mário Ezequiel Perobelli, do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes  Rodoviários de Jaú.

Após as manifestações em frente ao Terminal, os  participantes saíram em passeata pela rua Saldanha Marinho,  Tenente Lopes,  Edgard Ferraz,  Conde do Pinhal, Major Prado e se concentraram novamente em frente da Igreja Matriz, cujo  pátio estava decorado com bandeirolas verde e amarela.

 

Mais sobre: greve geral em Jaú

Um comentário(Deixe o seu)

  • Celia Vasconcelos

    Ué, um sindicalista do setor calçadista, outro do setor de transporte arrastando um punhado de professores para uma greve? cadê a APEOESP? faliu? Temer esta longe de ser o presidente dos meus sonhos, mas tenho que reconhecer que muitas coisas importantes estão ocorrendo em seu governo, finalmente estamos questionando privilégios de sindicalistas e de funcionários públicos sem medo, que acabem o mais rápido possível com o dinheiro fácil do imposto sindical e com os privilégios injustificáveis da aposentadoria em alguns setores público. Tirando a turma que gosta de uma vagabundagem, o resto da população que trabalha e paga impostos procurou seguir com sua vida, enfrentando as dificuldades de viver em um país esquizofrênico, a esses trabalhadores, uma salva de palmas! E que curtam o merecido feriado junto á suas famílias que começará a partir das 18 horas de hoje.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados