segunda, 20 de janeiro de 2020
Início » Geral » Novo prédio do Fórum começa a funcionar

Novo prédio do Fórum começa a funcionar

A juíza diretora do Fórum, Paula Maria Castro Ribeiro Bressan, considerou “traumática” a construção dessa ampliação, da qual já ouvia falar desde 2007 quando chegou a Jaú

Gravatar
04/03/2016 às 06h13
No novo prédio um dos gabinetes de juiz todo mobiliado

No novo prédio um dos gabinetes de juiz todo mobiliado

Mais de seis anos depois de assinado o convênio entre a Secretaria Estadual de Justiça e da Defesa da Cidadania e a Prefeitura de Jaú, em dezembro de 2009, o novo bloco do Fórum de Jaú está pronto e começa a ser utilizado. Pelo menos o andar superior do novo prédio já  acomoda gabinetes de três juízes e também de promotores. O pavimento térreo, onde funcionarão cartórios e outras dependências judiciais ainda está em fase de limpeza para a posterior colocação do mobiliário, que já se encontra encaixotado em casa sala.

A juíza diretora do Fórum, Paula Maria Castro Ribeiro Bressan, considerou “traumática” a construção dessa  ampliação, da qual já ouvia falar desde 2007 quando chegou a Jaú. “Já havia projeto, se falava em licitação, mas foi uma novela. Tivemos inicio das obras, paralisação, depois retomada, e agora a obra concluída”, disse.

Por quanto está sendo utilizado o piso superior, onde ficarão as varas cíveis, com os gabinetes dos juízes e alguns promotores. “As varas cíveis ficarão nesse bloco novo e as criminais permanecerão instaladas no prédio original, onde estavam todas as varas”, explicou a juíza diretora.

Mesmo com mais 1.300 m² de construção, a juíza disse que as instalações “ficarão no limite”. Funcionam sete varas judiciais  e as instalações são suficientes para a estrutura atual. “Se precisar de uma nova vara, novos juízes e promotores que virão terão um espaço mais reduzido.  Hoje tenho uma ou duas salas sobrando no andar superior, mas não tenho, por exemplo, o espaço para um cartório. Pelo que sei não consta do projeto o crescimento vertical, com edificação de um terceiro pavimento, mas isso ficaria complicado para o público, por conta da mobilidade”, observou a juíza diretora.

Na ala nova haverá também sala de testemunhas. No piso inferior do prédio novo ficarão instalados os cartórios, além da 4ª Vara Civel , o Juizado Especial e o Serviço Social, estes dois instalados em prédios alugados fora da prédio do Fórum. Também vai ser instalada no andar terreno novo a administração do Fórum. O Cejusc não irá para as novas instalações e continuará na rua Paulino Maciel. “Não é nem nosso propósito trazer o Cejusc  para cá. Ele deve ficar mesmo distante do prédio do Fórum, mas também não teria condições de instala-lo aqui por falta de espaço”, explicou Paula Ribeiro Bressan.

Cronologia

A ampliação dos 1.300 metros do Fórum de Jaú, num prédio com dois pavimentos, foi orçada inicialmente em R$ 2 milhões, com 80% custeados pelo Estado e 20% pelo município. O convênio foi assinado em dezembro de 2009. Após licitação, a obra foi iniciada em janeiro de 2011, pela empresa MJV, de São José do Rio Preto, que interrompeu os serviços seis meses depois, deixando de prestar informações sobre o que havia sido realizado.

Nova licitação foi realizada em 2013 e as obras só foram retomadas em janeiro de 2014, pela empresa Redondo Gerenciamento de Obras, de Bauru. Ai a obra já estava orçada em R$ 2,2 milhões, cabendo R$ 492 mil para a Prefeitura. A previsão era que a obra fosse concluída até o final de 2015, mas isso só ocorreu no ano passado, quando começou a chegar o mobiliário para equipar as salas.

 

Mais sobre: Fórum de Jaú

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados