terça, 11 de dezembro de 2018
Início » Geral » Casa Rosa vai oferecer saúde e proteção às mulheres

Casa Rosa vai oferecer saúde e proteção às mulheres

Unidade terá atendimento de saúde e também psicossocial para as mulheres vítimas de agressão, principalmente a doméstica.

Gravatar
17/12/2015 às 09h13
Descerramento da placa pelo prefeito Rafael Agostini e Cléo Furquim.

Descerramento da placa pelo prefeito Rafael Agostini e Cléo Furquim.

Foi inaugurado na noite desta quarta-feira, na avenida Ana Claudina, 447, o  Centro de Referência e Atenção à Mulher, ou Casa Rosa Dra. Maria Antonia Sinatura Barros. Mantida pela Prefeitura, a unidade  terá série de serviços públicos ligados ao acolhimento das vítimas de violência, como também irá cuidar da saúde das mulheres.

“Vamos fazer dessa casa uma referência para que a mulher possa ser acolhida pelo município de Jaú. Não só em relação a violência doméstica, mas em todas as áreas que envolvem a saúde da mulher, inclusive o planejamento familiar. Teremos atendimento ginecológico, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, todas as áreas médicas voltadas à saúde da mulheres estarão aqui”, disse o prefeito Rafael Agostini na inauguração.

Para assistência jurídica, nos casos de violência doméstica, a unidade vai contar com a parceria da Ordem dos Advogados do Brasil, através da 20ª Subsecção de Jaú, e com a Faculdade de Direito da Fundação Educacional Dr. Raul Bauab.  Nas demais áreas serão todos funcionários da Prefeitura, das secretarias de Saúde e de Assistência Social.  “Jaú passa a ser uma das poucas cidades do Estado que passa a ter esse atendimento”, destacou Agostini.

A presidente da Câmara, Cleonice Furquim, foi quem apresentou o projeto ao prefeito, depois de conhecer  um serviço como esse em Araraquara. “Essa casa vem para ser o coração da gestão público no atendimento às mulheres. Além do atendimento psicossocial, teremos aqui uma complementação dos serviços municipais de saúde”, disse a vereadora.

As mulheres vítimas de agressão doméstica, após registrar o fato na Polícia Civil, ou mesmo na Delegacia da Mulher, serão encaminhadas  à Casa Rosa, onde serão orientadas sobre as medidas protetivas, previstas na Lei Maria da Penha, e receberão atendimento psicológico. O local oferecerá, ainda, atendimentos com nutricionista,  fonoaudiólogo, cardiologista e dermatologista, além do planejamento familiar.

 

Mais sobre: Casa Rosa

Um comentário(Deixe o seu)

  • Janio

    Obra eleitoreira!!!!!!

  • Rosa Maria Prado Pereira

    Boa tarde
    Meu nome é Rosa Maria, sou graduada em Serviço Social, estive como gestora da Secretaria da Assistência Social do município de Canitar, Estado de São Paulo no período de janeiro/2013 à novembro de 2015, já trabalhei na área da saúde e, tenho formação de auxiliar de enfermagem.
    Gostaria de conhecer o projeto mais afundo pois tenho interesse de implantar em meu município em parceria com a Secretaria da Saúde, se for possível gostaria que me enviassem o modelo do referido projeto, desde já agradeço e, parabenizo aos coordenadores pela bela iniciativa e pelo trabalho vem realizando.

    ATT

    Rosa Maria Prado Pereira
    Assistente Social

    • Rosa Maria,
      entre no site da Prefeitura de Jaú: www,jau.sp.gov.br e vá nas secretarias próprias, de Saúde e de Assistência Social que vai encontrar mais informações sobre a Casa Rosa.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados