domingo, 23 de setembro de 2018
Início » Geral » Concessionária já trocou 10 mil hidrômetros

Concessionária já trocou 10 mil hidrômetros

Concessionária alega que equipamento com mais de cinco anos de uso tem que ser substituído porque apresenta falhas.

Gravatar
06/11/2015 às 07h59

A concessionária Águas de Jahu, desde o início de suas operações, em abril último, já realizou, gratuitamente, a troca de cerca de 10 mil hidrômetros na cidade. A empresa explica que vem substituindo os equipamentos com mais de cinco anos de uso porque, após esse período, eles podem apresentar falhas. O superintendente Ivan Mininel ressalta que os novos aparelhos usados pela concessionária são certificados pelo Inmetro e normatizado pela Associação Brasileira e Normas Técnicas (ABNT) e garantem a medição do consumo de forma real e justa.

Segundo o superintendente, os órgãos técnicos recomendam a substituição de hidrômetros depois de cinco anos de uso, devido ao desgaste natural de suas peças. Em Jaú, 70% dos hidrômetros são usados há mais de cinco anos e 50% há mais de dez anos.  Com base na legislação e no contrato de concessão, a empresa está fazendo, gratuitamente, a troca de equipamentos com mais de cinco anos de uso.

 “A troca é feita sempre que necessário, seja pelo tempo de uso ou por eventuais avarias, como ponteiros soltos, visor embaçado, não conformidade de aferição, vazamento, travado, relojoaria cheia d’água, visor quebrado, entre outros. O hidrômetro, que é de alta precisão, mede o consumo por meio de um contador que registra a quantidade de água que passa pelo medidor. Por isso ele precisa funcionar corretamente, para controle do consumo e evitar desperdícios, o que beneficia o abastecimento da cidade”, comenta Mininel.

O cliente pode acompanhar e controlar seu consumo, lembra o superintendente. Para isso, basta verificar os números no relógio do hidrômetro. Em vermelho está a contagem de litros, não considerada na medição. Para saber o consumo mensal em metros cúbicos, é preciso anotar o número de cor preta e subtrair o registrado na leitura anterior.

Mininel frisa que é importante que a concessionária tenha livre acesso ao cavalete e ao hidrômetro.  “Assim, não se deve utilizar cadeados para fechar o conjunto. O livre acesso possibilita o conserto mais rápido de possíveis vazamentos e/ou avarias no cavalete, para evitar desperdícios”.

           Caso o cliente tenha dúvidas ou necessite de mais esclarecimentos, pode entrar em contato com a concessionária, por meio dos telefones 0800 2424 827 (ligação gratuita) ou 3411.2411 (celulares e demais localidades) ou se dirigir à loja de atendimento, na rua Saldanha Marinho, 310.

 

Um comentário(Deixe o seu)

  • Janio

    Obrigado Rafael Agostini e todos o vereadores medíocres desta nobre cidade, em 2016 todos os moradores destas 10000 residências lembrarão de vocês com muito carinho..

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados