quarta, 26 de novembro de 2014
Início » Geral » Presos dois envolvidos no latrocínio em Bocaina

Presos dois envolvidos no latrocínio em Bocaina

Ainda, conforme o delegado, um dos presos disse que não era para atirar em ninguém. “Eles foram ao supermercado atrás de dinheiro e não existia nenhuma outra motivação, apesar dos rumores que surgiram. Um deles se apavorou e quis atirar na fechadura, mas acabou atingindo o comerciante”,disse o delegado Gustavo Garmes.

Gravatar
15/01/2014 às 19h12

Foram presos nesta quarta-feira, em Boa Esperança do Sul, quatro acusados de dois crimes ocorridos no final do ano passado no município de Bocaina. Num deles, foi morto a tiro Silvestre Araújo Junior, 28 anos,o Juninho,  comerciante, cuja família é proprietária do Supermercado Araújo, no Jardim Nova Bocaina II. O crime de latrocínio ocorreu por volta das 22h de 30 de dezembro, quando o estabelecimento já estava sendo fechado. Juninho tentou fechar uma porta de vidro para impedir a entrada dos assaltantes, que eram quatro e estavam encapuzados, quando um deles disparou um tiro de espingarda, matando-o.

O outro roubo aconteceu no dia 20 de dezembro, no Posto São Pedro, na rodovia Jaú-Araraquara, entre os dois acessos a Bocaina. Dois homens ainda estão foragidos.  Um dos foragidos que agiu no posto é o mesmo que participou do latrocínio em Bocaina.

O delegado da DIG-Dise de Jaú, Gustavo Garmes, juntamente com seus colegas de Bocaina e de Boa Esperança do Sul, mais os investigadores das três cidades, trabalhavam nos casos desde o registro dos fatos. Nesta quarta-feira, de Boa Esperança, onde estava, o dr. Garmes falou sobre a prisão de quatro dos seis bandidos envolvidos nos dois crimes.

“Conseguimos prender dois dos que agiram no posto de combustíveis, onde eram três, e dois dos quatro que agiram no supermercado e mataram o comerciante Juninho. Mas já temos identificados os dois foragidos e vamos trabalhar conjuntamente para pega-los o mais rápido possível”, disse o delegado.

Sobre a confissão dos crimes pelos que já estão presos, o dr. Garmes disse que no caso do roubo ao posto já confessaram tudo. “Quanto ao latrocínio em Bocaina, um deles começou a falar mas depois parou,  certamente com medo de alguma represália. Pelo pouco que falou, o que atirou em Juninho é um dos que está foragido”, acrescentou o delegado da DIG-Dise de Jaú.

Ainda, conforme o delegado, um dos presos disse que não era para atirar em ninguém. “Eles foram ao supermercado atrás de dinheiro e não existia nenhuma outra motivação, apesar dos rumores que surgiram. Queriam roubar porque sabiam que era hora de ter bastante dinheiro no estabelecimento. Um deles se apavorou e quis atirar na fechadura, mas acabou atingindo o comerciante”, completou Garmes.

O delegado contou essas versões com ressalvas. Disse que agora é preciso prender os outros envolvidos e fazer uma acareação entre eles para saber se as histórias que contaram coincidem.

Os quatro presos são de Boa Esperança do Sul e segundo a polícia local já teriam outras ações por roubo na região, inclusive em Nova Europa, mas eram iniciantes no mundo do crime. Os quatro estão com mandado de prisão temporária por 30 dias e foram levados para a cadeia de Barra Bonita.

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2014. Todos os direitos reservados