sábado, 28 de março de 2020
Início » Geral » Convênio de 2007 vai regularizar imóveis da Cachoeirinha

Convênio de 2007 vai regularizar imóveis da Cachoeirinha

Gravatar
23/09/2010 às 20h14
J.H. Teixeira

A Secretaria de Habitação de Jaú vai regularizar a situação das casas da Vila Cachoeirinha, no distrito de Potunduva. Isso será feito mediante convênio com o Governo Federal, através do Ministério das Cidades, que prevê um repasse total ao município de R$ 1.299.999, 87 dos quais R$ 470 mil já foram repassados. O convênio vigora desde 28 de dezembro de 2007 e tem uma contrapartida do município de R$ 387 mil.

A história da Cachoeirinha, primeira favela de Jaú e do distrito de Potunduva, começou ainda na administração do ex-prefeito Sigefredo Griso (1989-1992). À epoca, o então diretor-presidente da Usina Diamante, Osvaldo Franceschi, pai do atual prefeito Osvaldo Franceschi Junior, doou uma gleba para a construção de casas para as 79 famílias que viviam na Vila do Brejo, vítimas de constantes inundações.Só que os terrenos acabaram sendo desmembrados e se tornaram 155 lotes, sem nenhuma escritura, sem nenhum documento. Isso aconteceu pela ocupação desregrada do local.

Agora, depois da regularização fundiária, a Prefeitura vai entregar às 155 famílias que moram na Cachoeirinha, os documentos necessários para que elas obtenham depois as escrituras dos seus imóveis.A verba que está sendo repassada pelo Ministério das Cidades prevê também obras de urbanização do local.

VILA DIGNIDADE

Jaú também terá a Vila Dignidade, programa habitacional do Governo do Estado que atende a pessoas idosas. O secretário municipal de Habitação, José Francisco Leonelli, disse que a autorização legislativa para o convênio com o Estado já foi aprovada pela Câmara. "Agora falta assinar o convênio e depois será aberta a licitação. Acredito que no início do próximo ano comece a construção dessas casas", falou.

A Vila Dignidade de Jaú terá 24 casas e será construída em frente ao Jardim Pires II. Essas casas atendem especialmente aqueles idosos que ficam sozinhos. Eles têm a posse vitalicia do imóvel e quando morrem a casa é ocupada por outro idoso.
 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados