domingo, 17 de dezembro de 2017
Início » Geral » Qual será a cor?

Qual será a cor?

Depois de concluída a restauração interna será discutido o que será feito com a parte externa. A questão é se será mantida a cor original amarela ou será deixada do modo como está hoje, apenas com uma lavagem da fachada.

Gravatar
11/10/2013 às 08h30
Homens trabalham na restauração das pinturas internas da igreja

Homens trabalham na restauração das pinturas internas da igreja

Iniciada em abril de 2012, quando a empresa Incorplan Engenharia, de São Paulo, instalou o canteiro de obras, a restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio está na segunda fase, ou seja, o restauro interno do templo.  Andaimes estão montados no interior da igreja para a recuperação da pintura das paredes. A obra vem sendo executada, a um custo inicial previsto de R$ 4,3 milhões, através da captação de recursos pela Lei Rouanet.

“Estamos bastante contentes com o que está sendo feito. Já temos restaurados internamente o átrio, o batistério, os vitrais das portas de entrada e uma parede lateral, do lado direito, está praticamente pronta. Agora estão trabalhando na parede do lado esquerdo”, disse Lucy Rossi, ex-secretária municipal de Cultura e Turismo e presidente da Associação para o Desenvolvimento Cultural de Jaú, que responde pelas obras de restauração.

Conforme a presidente da associação já existem recursos disponíveis para a conclusão do restauro interno da igreja. “As empresas vem colaborando muito. Inclusive um empresário, que não quer identificar a sua empresa,  tem oferecido valores substanciais para as obras. A comunidade católica tem nos apoiado e estamos vencendo essa desafio”, disse Lucy Rossi.

Depois de concluída a restauração interna será discutido o que será feito com a parte externa. A questão é se será mantida a cor original ou será deixada do modo como está hoje, apenas com uma lavagem da fachada. “Descobrimos, inclusive com teste de laboratório, que a cor original externa era amarela, como foi pintado num barrado inferior agora pelos restauradores. Precisamos saber se a população quer que volte o amarelo original ou continue como está, com uma cobertura imitando concreto ou granito no tom cinza escuro. Não sei se valeria a pena voltar a cor amarela”, observa Lucy Rossi.

Conforme a presidente da Associação para o Desenvolvimento Cultural de Jaú, já foram gastos mais de R$ 2 milhões nas obras, incluindo a troca do telhado, a impermeabilização na parte inferior da parede e a restauração interna.  “O valor total previsto foi de R$ 4,3 milhões, mas como algumas coisas foram doadas por voluntários, o custo deve cair um pouco. Mas precisa um valor alto para a fachada. O dinheiro para o restauro interno já temos reservado”, completa Lucy Rossi.

A captação de recursos para as obras de fachada deverá  ser feita até 31 de dezembro deste ano.  Este é o prazo, já prorrogado, dado pelo Ministério da Cultura (Minc) para a utilização da Lei Rouanet.  

 

 

Mais sobre: Igreja Matriz de Jaú

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados