sábado, 21 de outubro de 2017
Início » Geral » Fornecimento de leite de soja será terceirizado

Fornecimento de leite de soja será terceirizado

"Tem equipamento sucateado, maquina que dá choque, com problemas. Estamos numa outra fase e temos que modernizar esse serviço. Vamos continuar fornecendo o leite de soja, mas vamos compra-lo junto com a licitação da merenda escolar”, disse o prefeito Rafael Agostini.

Gravatar
28/08/2013 às 08h51
Vaca mecânica inaugurada em agosto de 2011 na Central de Hidrossolúveis

Vaca mecânica inaugurada em agosto de 2011 na Central de Hidrossolúveis

O prefeito Rafael Agostini (PT) confirmou que vai terceirizar o fornecimento de leite de soja ao município e que serão desativadas as “vacas” mecânicas que funcionam na Central de Hidrossolúveis da Merenda Escolar. A explicação é que os equipamentos estão velhos e obsoletos e não tem mais condições técnicas e nem higiênico-sanitárias de produzir o leite de soja que o município utiliza na merenda escolar e também fornece às pessoas que tem recomendação médica para esse tipo de produto.

“Vamos fazer a licitação, comprar o material e fazer apenas o controle de qualidade para a distribuição. O local não tem as condições adequadas e nem é adequado manter as merendeiras na  produção nessas condições . Tem equipamento sucateado, maquina que dá choque, com problemas. Estamos numa outra fase e temos que modernizar esse serviço. Vamos continuar fornecendo o leite de soja, mas vamos compra-lo junto com a licitação da merenda escolar”, disse Agostini.

Conforme o prefeito, será profissionalizada a distribuição do leite de soja. “Isso é bom para as próprias funcionárias que trabalham no local, que reclamam constantemente da falta de condições de trabalho”, disse.

Para o prefeito, não compensa comprar máquinas modernas e o município continuar produzindo o leite de soja. “Compensa terceirizar, comprando a quantidade de leite que a gente precisa. Além do custo do equipamento em si para a sua aquisição, teríamos depois o custeio para a sua manutenção. Fica mais em conta comprar o leite pronto”, completou Agostini.

As duas vacas mecânicas existentes na Central de Hidrossolúveis tem mais de 20 anos de uso. Vem desde a administração do prefeito Celso Pacheco. Elas vinham produzindo em torno de 800 litros de leite de soja por dia. Outros dois equipamentos, no entanto, chegaram em setembro de 2011 e foram instalados um no distrito de Potunduva, outro no CRAS  do Jardim Cila Bauab. Estes dois muito pouco funcionaram para a produção do leite.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados