segunda, 20 de novembro de 2017
Início » Geral » Redução de contrato não prejudica limpeza, diz secretário

Redução de contrato não prejudica limpeza, diz secretário

Gravatar
05/03/2013 às 08h09
Mato e lixo na rua Rui Barbosa

Mato e lixo na rua Rui Barbosa

 

O secretário de Economia e Finanças de Jaú, Luís Vicente Federice, confirmou ontem que a Prefeitura reduziu drasticamente o valor do repasse mensal á empresa Leão Ambiental, contratada para cuidar da limpeza das ruas e conservação de locais públicos. Embora o secretário afirme que isso não implica na queda da qualidade ou na redução do volume de serviços prestados, as reclamações da população são muitas, principalmente sobre a falta de recolha de galhos de podas de árvores e capinas de rotatórias ou canteiros de avenidas.
 
Conforme o secretário, o valor repassado à empreiteira contratada ficou em 20% ou 25% do que era pago anteriormente. “Nós reduzimos a ordem de serviços para R$ 100 mil por mês, com vistas à redução de toda a execução contratual. Antes eram pagos R$ 400 mil a R$ 500 mil por mês”, confirmou Federice.
 
O secretário diz que em virtude da empresa não ter recebido nada no ano passado, desde que foi contratada, após vencer a licitação em 30 de junho do ano passado, por R$ 1,044 milhão por mês,e iniciar os serviços no final de julho, “o serviço veio decaindo no ano passado ao passar dos meses e,com isso, o que vem sendo prestado agora pela empresa é condigno com o valor de R$ 100 mil mensais que está sendo repassado”, falou Federice. Ou seja, a empresa está recebendo a décima parte do que foi estabelecido na licitação.
 
Mesmo assim, o secretário de Economia e Finanças sustenta que não há queda na qualidade dos serviços à população. “Estamos fiscalizando e observando o que vem sendo feito dentro do que é pago pelas ordens de serviço. O que há é uma gestão contratual. O serviço não era fiscalizado pela administração anterior, o que ficou uma verdadeira balbúrdia. O que fazemos é fiscalizar o contrato, vendo o número de pessoas que estão nas ruas trabalhando e constatando que está dentro do valor que é repassado mensalmente”, observou Federice.
 
Para o secretário de Economia e Finanças, desde que a empresa foi contratada no início do segundo semestre do ano passado não houve qualquer fiscalização sobre o seu serviço. Federice repetiu o que está se tornando um chavão na atual administração: “Agora estamos fiscalizando e conseguindo fazer mais com menos”.
 
O secretário garante que os galhos que estão pelas ruas serão recolhidos e que existe um cronograma que a empresa tem que observar e respeitar. “Se ela titubear minimamente nós romperemos o contraro”, completou.

 

Um comentário(Deixe o seu)

  • Guilherme Fuzinelli

    O Sec. de Economia só pode estar de brincadeira. Para um serviço ser reduzido, deve-se fazê-lo, o que não é o caso. Há galhos que daqui a pouco terão festa de aniversário. Aqui na minha rua mesmo, o mato já está brotando em cima dos que estão acumulando, fora ratos, baratas e outros.
    Não sou filiado a nenhum partido, inclusive votei no Rafael, mas há algum equívoco, pois sem fiscalização, o serviço era executado, só foi abandonado depois da perda da eleição, mas agora estamos no 3º mês de gestão, já deveria ter limpado toda a cidade e não ficar chorando que não tem dinheiro.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados