terça, 12 de dezembro de 2017
Início » Geral » Jaú vive ameaça de dengue e começa a faltar remédios nos postos

Jaú vive ameaça de dengue e começa a faltar remédios nos postos

Gravatar
01/02/2013 às 07h57
Gilson Scatimburgo, secretário da Saúde

Gilson Scatimburgo, secretário da Saúde

 

O secretário de Saúde, Gilson Scatimburgo, fala hoje às 10h em entrevista coletiva e está preocupado com a possibilidade de Jaú vir a ter este ano um surto de dengue. Até ontem haviam sido detectados nove casos, sendo que cinco já haviam apresentado resultado negativo. A preocupação do secretário é que neste ano a doença vem se apresentando de forma mais acentuada em várias regiões do país, ao contrário de 2012, quando ela foi mais branda.
 
“Em Bauru, bem ao nosso lado já temos 100 casos positivos de dengue. Isso nos porque temos um trânsito intenso de pessoas de Jaú para Bauru. Temos gente que vai trabalhar, passear, agora começam as aulas e vão os estudantes universitários. A chance de começarmos a ter casos positivos de dengue em Jaú é muito grande. Registramos um grande número de criadouros do mosquito e um índice muito alto de infestação larvária. Temos tudo para ter dengue em Jaú”, disse Scatimburgo.
 
Hoje, quando vai falar sobre a situação da dengue na cidade, o secretário vai pedir a colaboração da população. “Os moradores tem que eliminar os criadouros em suas casas. Mas não é para jogar no quintal do vizinho, no terreno baldio ou no rio. É para eliminar de fato”, alertou o secretário.
 
Medicamentos
Em alguns postos de saúde da cidade já existem reclamações da população sobre a falta de medicamentos, um problema recorrente na administração passada. O secretário Scatimburgo disse que já fez o primeiro pedido dos remédios, com base em pregão presencial feito ainda no governo de Osvaldo Franceschi Junior (PV) e que a situação deve ser normalizada até meados deste mês de fevereiro.
 
“Fizemos os pedidos ao Departamento de Licitação no dia 16 de janeiro e já estão passando a lista para os fornecedores para repor os estoques. Acredito que até pelo dia 10 ou 12 de fevereiro já tenhamos recebido e as medicações estejam a disposição”, disse Scatimburgo.
 
O pregão do governo passado vigora por um ano e deve expirar a sua vigência em meados deste ano.  “Ainda temos um saldo desse processo e estamos pedindo os itens que estão em falta nesse momento. Independente disso estamos conversando com os médicos para compor uma nova lista de medicamentos , fazer uma nova licitação, para vigorar no segundo semestre”, explicou o secretário.
 
Laboratório
Pessoas que utilizam a rede municipal de saúde e receberam guias para fazer exames no laboratório do antigo Hospital São Judas Tadeu, não estão conseguindo fazer ali esses exames. É que o contrato entre a Prefeitura e o laboratório venceu no dia 28 de janeiro último e quem as guias deve retornar ao posto de saúde e pedir nova guia pra outro laboratório conveniado com o município.
“O laboratório do São Judas foi contratado sem processo licitatório para atender exames que eram gerados no Pronto Socorro Municipal que estava instalado naquele prédio. Como o PS Municipal não funciona mais, não justifica a dispensa de licitação. Quando tomamos conhecimento dos termos legais desse contrato tivemos que fazer a mudança. Não tínhamos isso na transição. Independente de qualquer coisa, tem que abrir novo processo licitatório, de acordo com a Lei das Licitações, para atender a esse serviço”, esclareceu Gilson Scatimburgo.

 

3 Comentários(Deixe o seu)

  • CADU

    O COMBATE A DENGUE É OBRIGAÇÃO DE TODOS NÓS. MAS QUEM DEVE FISCALIZAR OS VÁRIOS DEPÓSITOS DE MATERIAS RECICLÁVEIS QUE ESTÃO CLANDESTINOS OU NÃO, E TODOS OS VEÍCULOS ABANDONADOS NAS VIAS PÚBLICAS?????? TUDO ISSO TAMBÉM NÃO SE TORNA CRIADOURO DO MOSQUITO?

  • JUCA DE oliveira

    e agora ,quem nos podera salvar?
    o chaves
    olha ele aí

  • eduardo garro de oliveira

    Não nos esqueçamos de que, em 2012, Jaú não registrou qualquer caso de dengue e remédios estavam à disposição nos Postos de Saúde.Começa muito mal o Prefeito Rafael Agostini em sua gestão, já que houve arrecadação, nesse ano de 2013, de milhoõe de reais com ICMS, IPVA, dentre outros.Pare de pregar desgraça caro Prefeito e começa a trabalhar e honrar os R$19.000,00 que lhe pagamos!

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados