terça, 27 de junho de 2017
Início » Geral » No Bela Vista moradores reclamam do condomínio e falta de serviços

No Bela Vista moradores reclamam do condomínio e falta de serviços

Gravatar
29/01/2013 às 07h58
Moradores se uniram em protesto

Moradores se uniram em protesto

 

Os moradores das 158 casas do Condomínio Residencial Jardim Bela Vista, de Jaú, fizeram uma manifestação no final da tarde de ontem em protesto pelo aumento da taxa de condomínio em 25,55% ou, de R$ 90,00 que pagavam no ano passado para R$ 113,00 este ano. A nova taxa equivale a 85,6% do valor da prestação que pagam do imóvel na Caixa Federal, que agora é de R$ 132,00. A revolta dos moradores aumentou quando recentemente quatro casas foram furtadas num condomínio que tem portaria e é fechado por tela e muro.
 
“A gente paga há quase oito anos e não tem a retribuição dos serviços e nem sabemos para onde vai esse dinheiro”, diz o morador Wilson Carlos Toledo de Oliveira. “Fazem reuniões, falam que vão melhorar a guarita, colocar interfone nas casas, para justificar o aumento do condomínio, mas a única coisa que fazem é subir a taxa de condomínio de forma abusiva”, completa a moradora Bernadete da Silva.
 
A administração do condomínio é feita pela empresa Residem Operações Imobiliárias, de Bauru. Devido o horário da manifestação dos moradores, que ultrapassou as 18h, não foi possível ontem ouvir um representante da empresa sobre as queixas do condôminos. Que foi citado por moradores como o que comparece a Jaú para as reuniões é um tal Rodrigo.
 
“Eu perguntei a ele (Rodrigo) sobre o aumento do condomínio e ele falou que o aumento era dado pela Caixa Federal. Fui à Caixa e me informaram que o banco só tem a ver com as prestações das casas e não com o condomínio que é responsabilidade da Residem”, disse Bernadete da Silva.
 
Conforme Wilson de Oliveira, os moradores não tem segurança nenhuma. “Aqui entra quem quer. As casas não tem interfone, que deveriam ter, para a portaria comunicar ao morador quem quer entrar, Não tem câmeras nas ruas e só uma na portaria mas que serve só de enfeite porque não funciona”, diz o morador.
 
O Condomínio Residencial Jardim Bela Vista fica localizado atrás das torres de televisão de Jaú e com um lado voltado para a rodovia Jaú-Bariri. Tem todas as características de condomínio fechado, mas fica a desejar quanto aos serviços. Caminhão de lixo não pode entrar no bairro e uma lixeira é colocada junto à tela próximo da portaria. “Muitas vezes o lixo fica fedendo aí”, fala Bernadete da Silva.
 
Os moradores alegam que a empresa investe muito pouco no bairro em razão do que arrecada. Com 158 casas pagando cada uma R$ 113,00 de condomínio, a arrecadação mensal será de R$ 17.854,00. A administradora Residem mantem no local quatro porteiros e um zelador, com salários, segundo os moradores, em torno de R$ 700,00 cada um.
 
“Queremos ter os serviços pelos quais pagamos. Como não fazem nada, deveriam ter muito mais dinheiro em caixa do que os R$ 19 mil que apresentaram de saldo do ano passado. Esse dinheiro deveria ser usado para colocar interfones nas casas e câmeras nas ruas”, completa Wilson de Oliveira.
 
A portaria do condomínio é pequena e tem um banheiro minúsculo onde ficam guardados materiais de limpeza diversos e produtos químicos. Quase não dá para usar o sanitário. O playground está limitado a uma quadra de terra e um brinquedo quebrado.

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados