segunda, 20 de novembro de 2017
Início » Geral » Zoonose detecta 402 focos de dengue em Jaú

Zoonose detecta 402 focos de dengue em Jaú

Gravatar
14/12/2012 às 05h36

 

Plínio Teixeira Junior
 
As equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da secretaria municipal de Saúde de Jaú concluíram o trabalho iniciado em outubro para detecção e eliminação de focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, nos bairros da margem esquerda do rio Jaú.
 
De acordo com o coordenador do CCZ , Valter Túlio Stripari, foram visitadas 29.993 residências nessa região da cidade, nas quais foram encontrados e eliminados 402 focos do mosquito. O trabalho agora está sendo iniciado nos bairros da margem direita do rio, com previsão de término entre o final de janeiro e início de fevereiro.
 
Segundo Stripari, os 402 focos detectados nas visitas realizadas na primeira etapa do trabalho, embora não sendo o ideal, estão dentro da realidade do município. “Já esteve muito pior no passado, mas é preciso considerar que apesar de termos entrado no período chuvoso do ano, ainda não tivemos muitas chuvas este ano”, aponta o coordenador do CCZ. Ele alerta, no entanto, para o perigo da elevação dos focos do mosquito que pode acompanhar a intensificação das chuvas nesse período. “Se nesse período seco foram detectados mais de 400 focos, se as pessoas não se conscientizarem e adotarem medidas de precaução, podemos chegar perto de 2 mil focos detectados até o final desse nosso trabalho de visitas às residências”.
 
A maioria dos focos encontrados pelas equipes da Zoonoses, segundo Stripari, estava em estado larvário do mosquito. “Esse é a último estágio para se evitar o aparecimento do mosquito. Por isso é que estamos tentando completar as visitações em toda a cidade o mais rápido possível, para tentar eliminar o maior número de focos antes da intensificação das chuvas”, explica.
 
O coordenador lembra que nesse período do ano, além da possibilidade de crescimento do número de focos do mosquito, também existe margem para o aumento da contaminação pela dengue, uma vez que muitas pessoas aproveitam para viajar nas férias, podendo contrair a doença em outras localidades. “São os chamados casos importados da dengue, que se não forem tomadas as medidas necessárias aqui em nosso município, podem colaborar para o surgimento de uma epidemia da doença”.

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados