segunda, 25 de setembro de 2017
Início » Geral » Construção de quiosques gera impasse entre comerciantes e Prefeitura

Construção de quiosques gera impasse entre comerciantes e Prefeitura

Gravatar
25/09/2012 às 08h22
Traillers instalados em frente ao Fórum

Traillers instalados em frente ao Fórum

 

A construção de quiosques de alvenaria na avenida Rodolpho Magnani, em frente ao Fórum de Jaú, em substituição aos traillers de lanches e salgados ali existentes transformou-se em impasse entre os comerciantes que exploram esse tipo de atividade no local e a Prefeitura. A última reunião entre comerciantes e poder público ocorreu em março, quando foram discutidas modificações pedidas pelos proprietários de traillers ao projeto inicial apresentado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Obras. Na ocasião, eles pediram aumento da metragem dos quiosques e reclamaram da exigência colocada no projeto de que a área destinada aos clientes receba cobertura de polietileno de carbono. Essa exigência, segundo comerciantes ouvidos ontem pela reportagem, vai encarecer demais a construção. “Apenas esse tipo de cobertura exigida pela prefeitura vai custar perto de R$ 20 mil”, disse Carlos Marcelo Pagini, presidente da Associação dos Comerciantes de Lanchonetes de Jaú - Ponto Verde. Segundo ele, pelos valores levantados pela própria secretaria no início do ano, a construção de cada quiosque custaria em torno de R$ 60 mil. “A gente não tem como bancar sozinhos com esse custo, e a Prefeitura fechou as portas para os comerciantes daqui, dizendo que ficará responsável apenas pela substituição da calçada nesse local, sendo que a construção dos quiosques ficaria totalmente por nossa conta”, afirma.
 
Ele e os demais proprietários de traillers também reclamam da exigência constante no projeto de que as áreas de trabalho e dos banheiros dos quiosques possuam telhado verde, de grama. “É outro detalhe que vai encarecer a construção. Se a Prefeitura não dividir os custos com a gente, ninguém aqui vai ter condições de construir os quiosques da maneira como eles colocaram no projeto”.  
 
 
De acordo com Pagini, a criação da associação da qual é presidente foi um pedido da Prefeitura para que o poder público pudesse repassar recursos para dividir com os comerciantes os custos de construção dos quiosques. “Pelo menos foi isso que eles [da prefeitura] deram a entender nas reuniões que fizeram com a gente no começo do ano”. Ele reclama que após a criação da associação, ocorrida em março, não houve mais nenhum contato da administração com os proprietários dos traillers para tratar do projeto.
Apenas as calçadas
A versão de Pagini é rebatida por Sílvio Cesar Guarnieri, arquiteto da Secretaria de Planejamento e Obras do município e que divide a responsabilidade pela elaboração do projeto dos quiosques com o titular da pasta, Francisco Antônio Marcolan. “Desde o início foi deixado claro que a Prefeitura faria apenas a substituição das calçadas existentes naquele local por piso intertravado de concreto, semelhante ao que foi colocado na praça Siqueira Campos. Também foi deixado claro que os custos da construção dos quiosques seria de responsabilidade de cada comerciante”.
 
Quanto à ausência de contato da secretaria com os comerciantes após a formação da associação, ele diz que “a associação tem que ter um representante que brigue por isso, para que o projeto seja levado adiante”.
 
Na versão de Guarnieri, as exigências colocadas pela pasta para as obras dos quiosques fazem parte de um projeto de revitalização da área em frente ao Fórum. “O telhado verde, por exemplo, tem como finalidade compensar a área que será ocupada pela construção, repondo parte a vegetação com grama sobre os quiosques”. O arquiteto afirma ainda que os comerciantes foram atendidos em seus pedidos de modificação na metragem dos quiosques. “Aumentamos o tamanho dos banheiros e da área dos depósitos”. Segundo ele, os comerciantes teriam concordado com as adaptações que foram realizadas. “Não tem mais o que modificar. Se os quiosques forem construídos, terão que ser construídos dentro das especificações desse último projeto que apresentamos aos comerciantes”.    

 

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados