terça, 21 de novembro de 2017
Início » Geral » Praças da República e Parquinho não perderão árvores, diz secretaria

Praças da República e Parquinho não perderão árvores, diz secretaria

Gravatar
14/09/2012 às 13h05
Árvores serão mantidas no Jardim de Baixo

Árvores serão mantidas no Jardim de Baixo

 

Plínio Teixeira Jr.
O secretário de Meio Ambiente de Jaú, Luiz Fernando Dias da Silva, desmentiu ontem que as revitalizações previstas para as praças da República (Jardim de Baixo) e Jorge Tibiriçá (Parquinho) incluam o corte de árvores nesses dois locais. Não haverá também mudanças estruturais significativas nas duas praças, mas apenas a adequação e recuperação da vegetação existente.
O secretario disse não entender o que teria motivado protesto iniciado por alguns moradores nas redes sociais, articulando inclusive um abraço simbólico à praça da República contra a retirada de árvores naquela praça.
 
Dias informou que a secretaria está na fase final de um estudo iniciado em 2009 sobre a quantidade de cada espécie e o estado fitossanitário de toda a arborização existente nas duas praças. Na praça da República foi registrada a existência de 272 exemplares, sendo 225 árvores e 47 palmeiras de diferentes espécies.
 
Pelo anunciado ontem pelo titular do Meio Ambiente, as ações nas duas praças incluem podas de limpeza (retirada de galhos secos e ramos com pragas e parasitas), e podas de levantamento das copas, tanto para melhorar o trânsito de pessoas pelas alamedas das praças como para facilitar o desenvolvimento das espécies que tem a entrada de claridade bloqueada pelas árvores e palmeiras.
 
“Existem locais no Jardim de Baixo onde não tem paisagismo, justamente porque as árvores estão muito adensadas e as espécies ornamentais ficam impedidas de se desenvolverem devido à ausência de luz”, explicou Dias. Nesses pontos, segundo o secretário, será feita a revitalização do paisagismo. “Também devido ao adensamento das árvores no Jardim de Baixo, muitas sementes de outras espécies trazidas pelas aves acabam não se desenvolvendo no local e são transplantadas para o horto municipal ou sendo utilizadas para a doação de mudas”.
 
Dias garantiu que a ação planejada para a praça da República não prevê qualquer interferência na atual estrutura ali existente. Segundo ele, o que pode ocorrer é apenas a redefinição no margeamento de canteiros em pontos onde as raízes de algumas árvores estiverem comprometendo o calçamento. Já na Jorge Tibiriçá, conforme o secretário,será feita a reforma das calçadas e de alguns dispositivos ali existentes, mas sem mexer com a atual estrutura da praça. “Ali vai ser preciso um trabalho de remoção de galhos podres e secos de algumas árvores, porque em toda chuva mais forte ou vento mais intenso temos galhos sendo derrubados naquela praça, colocando em risco a segurança de quem passa por ali”.
 
 Dias explicou que pretende aguardar o retorno das chuvas para dar início às ações nas duas praças. “Não é recomendável iniciar um trabalho de revitalização do paisagismo como faremos nos dois locais durante um período prolongado de seca como esse que estamos atravessando”.

 

Um comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados