terça, 31 de março de 2020
Início » Economia » Funcionários da Fatec param em protesto por reajuste salarial

Funcionários da Fatec param em protesto por reajuste salarial

Gravatar
13/05/2011 às 15h40
J.H. Teixeira
Servidores estenderan faixas em frente da escola

Servidores estenderan faixas em frente da escola

Os funcionários administrativos da Fatec (Faculdade de Tecnologia de Jaú), em número de 30, fizeram na tarde desta sexta-feira um movimento pontual de repúdio ao reajuste de 11% proposto para eles pelo Governo do Estado. "Se o percentual oferecido correspondesse a um reajuste anual seria muito bom, mas desde 2005 que não temos nenhum reajuste salarial", disse Edson Siqueira dos Santos, porta-voz do movimento dos servidores da Fatec, vinculada ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza.

"Em 2008 instituiram um plano de cargos e carreiras mas foi só ilusão, pois não houve melhora nenhuma para nós funcionários. Temos funcionários aqui que ganham menos do que o salário minimo paulista (R$ 600,00) e abaixo do piso do funcionário público paulista (R$ 630,00)", disse Santos. Ele exibiu um holerite de um funcionário da Fatec cujo salário-base é de R$ 535,00 e mesmo com os 11% ficará menor do que o salário mínimo do Estado de São Paulo.

Os funcionários consideram absurda essa situação e prometem manter-se mobilizados. "De acordo com as instruções que vierem do sindicato e das outras unidades do Centro Paula Souza, vamos decidir os rumos desse movimento, que hoje é só uma advertência. Não é nosso intenção fazer fazer greve, mas se não houver outra saída, podemos até paralisar", completou Santos.

Numa carta distribuída, na forma de "comunicado geral", os funcionários da Fatec destacam a insatisfação com o quadro atual. "Nossa insatisfação aumenta quando vemos na imprensa os nossos governantes alardearem por todos os cantos o sucesso da instituição, enquanto n´s servidores somos tratados com desrespeito, descaso, chegando ao absurdo de subestimar a nossa inteligência".

Os servidores não descartam alguma manifestação na prevista vinda do governador Geraldo Alckmin a Jaú, provavelmente no próximo dia 22, para a abertura da feira de calçados Jaú Trend Show.
 

Um comentário(Deixe o seu)

  • Andre Martins

    Tem que protestar mesmo, pois o salario desse pessoal é uma esmola,enquanto isso os politicos vivem na mordomia com o dinheiro do povo.
    Esses funcionarios tem que parar pra valer e só voltar a trabalhar quando tiverem um aumento digno.

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2020. Todos os direitos reservados