segunda, 23 de outubro de 2017
Início » Economia » Desoneração da cesta básica pode melhorar a saúde, diz Sanzovo

Desoneração da cesta básica pode melhorar a saúde, diz Sanzovo

Gravatar
12/03/2013 às 08h00
Ex-prefeito e ex-presidente da Apas, João Sanzovo Neto

Ex-prefeito e ex-presidente da Apas, João Sanzovo Neto

O ex-prefeito de Jaú e ex-presidente da Apas (Associação Paulista de Supermercados), João Sanzovo Neto, considerou muito feliz a recente decisão do governo federal, anunciada pela presidente Dilma Roussef, de desonerar a cesta básica, incluindo alguns produtos de higiene e limpeza, de impostos como o PIS-Cofins e o IPI, este no caso dos produtos de higiene e limpeza. Sanzovo disse que esta era uma demanda do setor de supermercados de muitos anos. “Estou feliz com a decisão da presidente Dilma e dou os parabéns a ela”, falou.
 
A medida, conforme o ex-prefeito e ex-presidente da Apas, vai implicar até em redução de gastos do poder público com a saúde. “O Brasil tem a carga tributária mais alto do mundo sobre os alimentos básicos, como também sobre alguns produtos de higiene e limpeza, que são importantes para a saúde das pessoas. Podendo comprar esses produtos de higiene e limpeza as pessoas vão levar mais saúde para as suas casas”, disse Sanzovo.
 
O ex-presidente da Apas lembrou que quando presidia a entidade estadual dos supermercados levou essa reivindicação ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aos governandores da época. “Agora vamos ampliar essa nossa reivindicação e pedir que os governadores retirem também o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Acredito que a cesta básica teráuma redução de 6% a 8% com as medidas”, observou João Sanzovo.
 
“De forma que vai reduzir os preços, vai ser bom para o povo brasileiro, vai ser bom para a saúde e para o orçamento de saúde dos governos. É uma decisão de um ganha-ganha. O benefício vai ser muito grande e o resultado vamos ver ao longo do tempo. São medidas que levam um tempo para se mostrar mas que todos entendem que se as pessoas lavarem mais as mãos, escovarem mais os dentes, tiverem os produtos básicos de higiene à disposição, mais baratos, com certeza vão ter mais saúde.  Haverá menos gastos em remédios, em postos de saúde”, prevê Sanzovo.
 
Para o ex-prefeito e ex-presidente da Apas, a medida vai ser sentida pela população da mesma forma que aconteceu com a redução do imposto de eletrodomésticos e de automóveis. “O consumidor vai perceber no final do mês que o valor da sua compra vai diminuir. As entidades, como Associação Brasileira de Supermercados e as entidades estaduais estão compromissadas em fazer com que os associados repassem esse benefício aos consumidores. Acredito que não serão necessários grandes esforços, porque a concorrência do setor é muito grande e sempre que a gente pode vender por um custo menor nós fazemos para chamar mais clientes”, observou.
 
Sanzovo sugeriu que a exemplo do que fizeram as lojas de eletrodomésticos e a revendas de automóveis, que os supermercados também incluam nas suas estratégias de marketing a redução de tributos da cesta básica.

Nenhum comentário(Deixe o seu)

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados