terça, 19 de setembro de 2017
Início » Economia » Calçadistas fecham acordo com 5% de reajuste

Calçadistas fecham acordo com 5% de reajuste

Gravatar
27/07/2012 às 09h37
Setor de pesponto de uma indústria

Setor de pesponto de uma indústria

 

Após dois meses de negociações, os sindicatos dos trabalhadores e da indústria calçadista de Jaú fecharam na última terça-feira o acordo salarial da categoria, que tem data-base no dia 1º de julho. Pelo acordo entre as partes, os trabalhadores tiveram reposição de 5%, referente à inflação dos últimos 12 meses, e elevação de 20% no valor do cartão-alimentação pago pelas empresas, que passou de R$ 95 para R$ 113,00.
A proposta inicial colocada na mesa de negociação pelos representantes dos trabalhadores pleiteava, além da reposição do índice da inflação,  mais 5% de aumento real no salários e elevação no valor do cartão-alimentação para R$ 160,00.
A crise que afeta o setor desde o ano passado, com reduções da produção pela maioria das empresas, demissões e fechamento de fábricas, transformou a negociação entre os sindicatos numa das mais difíceis e demoradas dos últimos anos. De acordo com o diretor do sindicato dos trabalhadores, Donizete Aparecido Serra, alguns empresários estavam relutantes em conceder até mesmo a reposição inflacionária do período. Já em relação ao valor do cartão-alimentação, a primeira proposta apresentada pelos patrões foi de elevação do benefício para R$ 99,75.
“Infelizmente não foi possível conseguir o que pretendíamos de início, mas fizemos o acordo que foi possível. Mas achamos que os 20% [de aumento] obtidos no valor do cartão já representam um ganho significativo no poder de compra dos nossos trabalhadores”, avalia Donizete Aparecido Serra, diretor do sindicato dos trabalhadores. Ele alerta a categoria para a obrigatoriedade do pagamento do cartão-alimentação pelas empresas. “Se existirem empresas querendo fornecer a cesta-básica no lugar do cartão-alimentação, o trabalhador deve denunciar ao sindicato. Isso porque o valor da cesta-básica está em torno de R$ 60, portanto quase a metade do que conseguimos para o novo valor do cartão”, disse. (PTJ)

 

3 Comentários(Deixe o seu)

  • marcos

    Engraçado q o mesmo Donizete tem uma empresa de calçados localizada na avenida proximo ao novo horizonte e ele dá p/ os seus funcionários cesta basica e não cartão e isso já foi denunciado até no ministerio do trabalho e não deu nada. isso vcs não publicam né. infelizmente nessa merda deste pais em que vivemos quem tem poder e dinheiro tem cobertura !!!!

  • Andre Rambo

    Esta ótimo o acordo que foi fechado, se for analisar é muito!

  • zé carlos

    O COMENTÁRIO ACIMA , DO SR MARCOS MOSTRA ALGO GRAVE...
    COMO PODE UMA PESSOA QUE TEM EMPRESA DE CALÇADOS, SER DIRETOR DE SINDICATO DE TRABALHADORES DA MESMA CLASSE
    DA SUA EMPRESA?
    SE ISSO PROCEDE,COITADOS DOS TRABALHADORES DO SETOR CALÇADISTA...REPRESENTADOS POR UM PATRÃO.
    E PARABÉNS AO JAUNEWS PELA IMPARCIALIDADE SEMPRE MOSTRADA.

    ZÉ CARLOS

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2017. Todos os direitos reservados