domingo, 20 de outubro de 2019
Início » Economia » Turismo ganha incremento com o Porto Frei Galvão

Turismo ganha incremento com o Porto Frei Galvão

Gravatar
06/05/2012 às 18h00

Galeria de Fotos

J.H. Teixeira

 

Na manhã deste domingo foi inaugurado o Porto Turístico Frei Galvão, no parque do mesmo nome, na margem direita do rio Tietê, a 17 quilômetros de Jaú. O porto faz parte de um projeto de desenvolvimento do turismo religioso e de negócios que envolve a iniciativa privada, através da Companhia de Navegação Fluvial do Médio Tietê, o Condomínio Parque Frei Galvão e as prefeituras de Jaú e de Ibitinga. O roteiro Barra Bonita a Jaú começa de imediato a operar, enquanto que a sequência até Ibitinga depende da conclusão do porto naquela cidade.
 
Muita gente compareceu à inauguração do Porto Turístico. Falaram na oportunidade o diretor da Navegação Médio Tietê, Edson Palmezan; o síndico do Condomínio Parque Frei Galvão, Luiz Fernando Bassan César, o Zuca; o vereador Tito Coló Neto; a secretária de Cultura e Turismo, Jaci Toffano, e o prefeito Osvaldo Franceschi Junior.
 
Depois dos discursos foi assinado pelas autoridades o termo de compromisso entre as partes para o desenvolvimento do projeto turístico. Depois houve o descerramento de placa. Enquanto discursava o prefeito Franceschi um das embarcações na Navegação Médio Tietê atracou no porto. No encerramento da solenidade, ao som da Banda Carlos Gomes e da apresentação de grupo de hip-hop no navio, os presentes puderam entrar na embarcação.
 
O prefeito Franceschi destacou que a inauguração do porto vai reforçar o pedido ao governador Geraldo Alckmin para que asfalte os cinco quilômetros que ligam o Parque Frei Galvão ao Distrito de Potunduva. “O governador virá a Jaú no dia 25 ou 26 para a entrega de casas e pretendemos traze-lo até aqui para mostrar o porto e reforçar o pedido para o asfaltamento desse trecho”, disse.
 
A secretária de Cultura e Turismo, Jaci Toffano, anunciou que com o apoio do prefeito há outro projeto a ser desenvolvido na margem do rio Tietê. “Abaixo do porto, fora do Parque Frei Galvão, a idéia é explorar a margem do rio e fazer um parque para o entretenimento da população, com alguma infraestrutura, respeitando as condições de sustentatibilidade”, explicou.
 
Luiz Fernando Bassan César lembrou do surgimento da idéia do porto no parque, que surgiu através do prefeito Franceschi, da feliz parceria com a Navegação do Médio Tietê e da concretização do sonho. “Para nós é um grande presente. Tivemos condições de participar dessa parceria e podemos agora dar suporte, mantendo esse porto e recebendo bem os turistas. O tripé está consolidado.Hoje é um dia de festa, de realização”, disse Zuca.
 
O diretor da Navegação Fluvial Médio Tietê, Edson Palmezan, lembrou que a empresa opera com turismo no rio Tietê desde meados dos anos 60 do século passado e que há tempo tinha interesse na expansão de seu roteiro fluvial. A parceria possibilitou essa realidade.  Conforme Palmezan, inicialmente irá operar o roteiro com a eclusagem em Barra Bonita e a vinda até o Porto Frei Galvão, nos finais de semanas. As pessoas chegam ao porto e vão para Jaú, conhecer os casarões e fazer comprar na Capital do Calçado Feminino. Retornam ao porto e voltam a Barra Bonita.
 
Com a conclusão do porto em Ibitinga o roteiro turístico terá uma programação durante a semana com três dias de viagem. “Serão duas noites, uma com pernoite em Jaú e outra em Ibitinga, com compras nas duas cidades. Esse roteiro será desenvolvido no meio da semana”, explicou.
 
Depois da inauguração do porto todos participaram da celebração da missa e da Festa de Frei Galvão, que se estendeu por todo o domingo.
 

 

4 Comentários(Deixe o seu)

  • JOSEP CADURA

    ESTIVE NA FESTA E CABE RESSALTAR A FALTA DE ORGANIZAÇÃO, PRINCIPALMENTE NO QUE DIZ RESPEITO AOS HORÁRIOS PROGRAMADOS. A SANTA MISSA COMEÇOU COM MAIS DE 1 HORA DE ATRASO. ATÉ O PADRE ESTAVA IRRITADO COM ESSE ATRASO.
    O QUE ME INOJA É A PRESENÇA DE POLÍTICOS ABRAÇANDO E BEIJANDO A POPULAÇÃO. AGORA TODOS SÃO DEVOTOS DE FREI GALVÃO. DEIXA PASSAR AS ELEIÇÕES.... OUTRA COISA, DURANTE A MISSA, O SOM ESTAVA RUIM. INVESTIRAM MUITO MAIS NO SOM PARA AS DUPLAS, (QUE ESTAVA ATÉ ALTO DEMAIS), DO QUE NO SOM PARA A MISSA: ABSURDO!
    NO MAIS A FESTA FOI MUITO AGRADÁVEL.

  • marcos cunha

    eu ja previa que isso ia ocorrer, tranformar uma festa religiosa em politicagem uma pena.......

  • JOSÉ CIQUIEIRA

    AGORA CHEGOU A HORA VAMOS ESCOLHER MELHOR OS POLITICOS DE NOSSA CIDADE ... CHEGOU A VEZ DO POVO AGORA

Deixar Comentário

Digite as letras e/ou números que você vê na imagem abaixo:

Leia | Política de Comentários.

Versão Móvel | Contato | Anuncie

Primeiro site de notícias de Jaú.
Jornalista responsável: José Henrique Teixeira MTb 20.061
Jaunews © 1999 - 2019. Todos os direitos reservados